quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Besouro O filme Completo 2009

A manifestação "anula" o EGO. Seja seguidor da Umbanda do Amor

CURSO SOBRE AS ERVAS POR MÃE MÔNICA CARACCIO


AGIR COM SABEDORIA

PENSAR EM ERVAS, PEDRAS E ÁGUA dentro dos rituais umbandistas ou mesmo em nossa vida cotidiana é pensar em elementos naturais poderosíssimos que ajudam no reequilíbrio energético do corpo astral e que transformam o magnetismo da aura.

Na Umbanda utilizamos ervas, flores e plantas em quase todos os rituais, inclusive em nossas giras de atendimento à assistência e oferendas a Guias Espirituais e Orixás, porém duas práticas bem comuns da nossa religião se utilizam largamente das ervas: as defumações e os banhos.
NENHUMA AÇÃO DE LIMPEZA AMBIENTAL é mais completa que uma boa defumação pois o ar concentrado de energias elementais penetra em todos os cantos e brechas da casa envolvendo as paredes, o teto, o chão, os móveis, enfim, tudo. Além disso a defumação também descarrega o corpo mediúnico das pessoas e sutiliza suas vibrações tornando-as receptivas às energias de ordem positiva fazendo, assim, com que a comunicação com o Plano Astral Superior se torne mais fácil e em perfeita harmonia.
Já os banhos de ervas são, de uma maneira geral, rituais onde utilizamos elementos da natureza com o intuito de que haja uma troca energética entre o indivíduo e esses elementos naturais utilizados, servem principalmente para limpar as energias negativas, afastar influências negativas, reequilibrar, aumentar a capacidade receptiva do aparelho mediúnico e desobstrução dos chacras.
SENDO ASSIM AS ERVAS, E TAMBÉM PEDRAS E ÁGUAS, devem ser entendidas como grandes ferramentas divinas e naturais que nos auxiliam e nos proporcionam enormes bens. É justamente por isso que acredito que a utilização desses elementos requer responsabilidade e conhecimento de nossa parte. Quem já não passou verdadeiros apuros na hora de fazer uma defumação? Isso gera desanimo, stress e até briga, afinal é o carvão que não pega, as ervas que caem, o tempo que demora, o vizinho que reclama, isso quando não xinga… Quem já não deixou de fazer defumação em casa pois o filho tem problema de renite, ou o marido tem tosse alérgica? Quem já não deixou de tomar banhos de ervas pois não encontrou uma das setes ervas tradicionais da nossa Umbanda? Quem já não teve medo de jogar determinado banho na cabeça?
São tantos medos e tabus, são tantas “receitinhas milagrosas” que acabam prejudicando as pessoas, são tantos erros causados pela falta de conhecimento que às vezes é melhor não fazer NADA. O que é uma pena!
A UTILIZAÇÃO DAS ERVAS, PEDRAS E ÁGUAS é algo simples quando se tem conhecimento, no entanto é uma bomba relógio negativa e poderosa quando não se sabe o que está fazendo. E isso é mais sério ainda quando falamos no uso ritualístico destes elementos pois muitas regras devem ser conhecidas e respeitadas. É o cuidado com a energia da Lua, com o horário, com o sentido, com a necessidade específica de cada um e assim por diante, mesmo porque uma erva “boa” para um pode ser um tormento para outro.
REFLITA: um banho de descarrego tomado em horário errado pode piorar uma situação espiritual. Uma pedra usada como jóia pode ser a causadora das dores intermináveis. Uma defumação feita em sentido contrário pode, ao invés de limpar, atrair mais carga…
Portanto estudar é fundamental, é sair do automático, é sair do domínio dos dominadores e agir com bom senso e sabedoria.
Sinceramente, acredito que nada substitui a sensação do Saber.
E pensando nisso, pensando em estimular o Saber, VEJAM ESSAS ERVAS que ajudam a concentração mental e no estimulo do pensar: aniz estrelado; alecrim; manjericão; peregum verde; alfavaca, agrião, couve, babosa e tapete de Oxalá.Essas ervas podem ser jogadas da cabeça para baixo e esse banho é mais aconselhável ser tomado no horário da manhã.
JÁ AS PEDRAS INDICADAS PARA AJUDAR O RACIOCÍNIO E O ESTUDO SÃO: quartzo verde, esmeralda, amazonita, ágata verde, lápis lazuli e, em especial, temos a Sodalita que ativa o potencial para adquirir conhecimento, estimulando a memória e o raciocínio. Só não se pode esquecer que as pedras devem ser limpas, energizadas e programadas constantemente, caso contrário tornam-se verdadeiras irradiadoras de energias negativas.
E para ajudar a potência energética dos banhos e da limpeza das pedras, pode-se usar a água da fonte que tem energia harmonizadora e equilibradora, afinal seu rumo natural passa por poderosos pontos da natureza.
POR FIM, sei que falar de ervas, pedras e águas é muito mais do que isso, aliás, é impossível encerrar esse assunto em poucas linhas, por isso fica aqui a minha dica, ou até, porque não dizer, o meu alerta: Vamos conhecer mais as potencias naturais das ervas, pedras e águas… vamos conhecer os encantos mágicos, naturais, energéticos e sagrados desses elementos e consequentemente, vamos nos inserir na Umbanda conhecedores de suas capacidades e ritos, vamos sair do automático e das “roubadas” que muitas vezes nos encontramos por falta de conhecimento. Vamos Conhecer, Entender e Saber o que aconteceu, o que está acontecendo e o que pode acontecer.
Tudo é uma questão de escolha, de ação e de determinação. Pense nisso e Vamos Estudar!
CURSO PODER DAS ERVAS E PEDRAS JPEG
Por Mãe Mônica Caraccio

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Atividades para o mês de Setembro

Centro de Iluminação Nosso Lar


Posted: 29 Aug 2017 07:03 AM PDT

Sábado
02/09
13:00
Ritual Xamânico com Ayahuasca
Participação restrita a membros do corpo mediúnico e convidados previamente agendados.

Quarta
13/09
20:00
Trabalho Fechado - Jogo de Búzios
Consulta ao oráculo sagrado de Ifá.

Sábado
16/09
17:00
Trabalho de Prosperidade (Exu e Pomba-Gira)
Trabalho com os Guardiões (Exu) e Guardiãs (Pomba-Gira), voltado para proteção e conquistas tanto materiais quanto amorosas

Sexta
22/09
20:00
Trabalho de Preto Velho
Os conselhos e o colo dos sábios velhinhos(as) para nos ajudar em nossa jornada.
Sempre firmes e tranquilos, vencem a demanda com suas rezas e magias e iluminam nosso caminho

Sábado
30/09
17:00
Cerimônia de Casamento na Umbanda
A benção da sagrada umbanda, dos Orixás e das Entidades com toda a sua luz para Denise &Cassiano.
Participação restrita ao corpo mediúnico e a lista de convidados dos noivos.

Zé Pelintra com Pai David Dias, Pai Alexandre Cumino e Pai Rodrigo Querioz

Livro Exu Caveira - De Padre a Guardião da Calunga

terça-feira, 29 de agosto de 2017

10  Conselhos Para Obter a Paz Interior

A vida é cheia de desafios, a maioria deles são internos e dependem de como NÓS os aceitamos ou interpretamos. A felicidade, a satisfação e o progresso dependem muito de nós porém, essencialmente, requerem espírito e mente em harmonia. Para isto, apresentamos estes 10 conselhos, que ajudarão você a alcançar a tão desejada serenidade.
10 Conselhos Para Obter a Paz Interior
1. Entenda e aceite que todos somos diferentes
A maioria de nós cria seus próprios problemas quando interfere demais nos assuntos de outras pessoas. Isso acontece porque, por alguma razão, estamos convencidos que no nosso jeito é melhor, que nossa lógica é perfeita e que aqueles que não agem conforme nossa forma de pensar devem ser criticados e orientados na direção correta - ou seja, a nossa. Não existem seres humanos que pensem e ajam da mesma maneira, isso é impossível. Por isso, não se preocupe pelas decisões das outras pessoas. Pense que, assim como você tem suas razões, elas também têm as delas. A tolerância é um princípio básico da convivência.
2. Perdoe e esqueça
Este é um fator fundamental quando se trata de paz de espírito. Em geral, quando alguém nos ofende ou magoa, criamos, em nosso interior, um sentimento de rancor em relação a essa pessoa. Esse sentimento se transfere para o nosso organismo, gerando estresse, insônia, úlceras estomacais e pressão alta. Se os insultos ou ofensas são constantemente recordados, a única coisa que fazemos é alimentar ódio e ressentimento. Lembre-se de que a vida é muito curta para investir nosso tempo e energia recordando coisas ou pessoas que nos magoaram. O amor e o perdão são duas chaves para abrir as portas da paz interior.
10 Conselhos Para Obter a Paz Interior


3. Não espere reconhecimento
O mundo está cheio de indivíduos egoístas que raras vezes reconhece o esforço ou o trabalho de outras pessoas, a menos que seus interesses estejam envolvidos. Sua satisfação não pode depender do reconhecimento dos outros. Lembrar-se do objetivo do seu trabalho e esforço é a sua realização pessoal. Se você não sentir orgulho das suas conquistas, ninguém mais sentirá.
4. Não caia na armadilha da inveja e dos ciúmes
Em algum momento na vida, todos nós sentimos inveja e fomos testemunhas de como algo tão insignificante pode perturbar nossa paz mental. Você sabe que seu trabalho é melhor do que o do seu colega, mas ele é o promovido, e não você. Seu negócio já tem vários anos, mas o seu vizinho, que está no mesmo ramo há bem menos tempo, tem mais êxito do que você. Há muitos exemplos como esses no dia a dia, e por isso... você deveria sentir inveja? 
Lembre-se de que cada um tem seu destino e sua realidade. A inveja não levará você a lugar nenhum. Apenas perturbará a sua paz e harmonia interior.
10 Conselhos Para Obter a Paz Interior
5. Aprenda a adaptar-se
Se você é a única pessoa a querer mudar o ambiente, é bem provável que não consiga. Por isso, a melhor opção é aprender a adaptar-se. Tente e verá que o que parecia um ambiente tenso e hostil se transformará em algo muito mais agradável e em harmonia com seus objetivos.
6. Aceite o que você não pode mudar
Esta é a melhor forma de transformar as desvantagens em vantagens. No nosso dia a dia, experimentamos inconvenientes, incidentes e outros problemas cuja solução está fora do nosso alcance ou controle. Se não podemos controlá-los ou modificá-los, o melhor a fazer é aprender a conviver com eles. Cultivando a virtude da paciência e com uma atitude positiva, saberemos como lidar com as contrariedades da vida sem tanto estresse.
10 Conselhos Para Obter a Paz Interior
7. Não dê o passo maior que as suas pernas
Não podemos jamais esquecer desta máxima. Frequentemente, assumimos mais responsabilidades ou tarefas do que somos realmente capazes de dar conta. Se sabemos das nossas limitações, por que nos sobrecarregarmos com tarefas que apenas nos darão mais preocupações?  Quanto mais preocupada a mente, mais difícil será alcançar a paz. Reduza seus compromissos e responsabilidades e comece a investir um pouco mais de tempo em você e nas coisas que lhe fazem bem. Isso aliviará sua mente de preocupações que impedem a paz interior. 
8. Medite regularmente
A meditação tranquiliza a mente e ajuda a nos desfazermos dos pensamentos que nos perturbam. Com apenas meia hora de meditação por dia, sua mente conseguirá alcançar a paz e harmonia que precisa para enfrentar o resto do dia. Além disso, com a meditação, você fortalecerá sua mente e, com o tempo ficará mais resistente às preocupações ou perturbações. Suas tarefas diárias poderão, assim, ser desempenhadas de maneira mais eficiente.
10 Conselhos Para Obter a Paz Interior
9. Mantenha sua mente ocupada
A mente desocupada é oficina do diabo, como diz o antigo ditado popular. Mantenha a sua mente ocupada com coisas positivas, coisas que valham a pena. Adote algum passatempo ou atividade que lhe interesse. Nestes casos é preciso decidir o que vale mais: o dinheiro ou a paz interior. Seus passatempos, atividades ou trabalho social nem sempre trarão compensações econômicas, mas, certamente, a satisfação pessoal será enorme. 
NÃO SE ARREPENDA, pois o que aconteceu era o que tinha que acontecer de qualquer maneira. Você não pode mudar o passado. Mas pode mudar seu futuro.

Tira Dúvidas nº 199

A universalização da devoçao aos Orixás

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Jornais da Umbanda Sagrada desde 1999


Jornal de Umbanda Sagrada – JUS
O Jornal de Umbanda sagrada foi criado em 1999 com o objetivo de divulgar a Umbanda e trazer informação fundamentada para os médiuns e frequentadores da religião. Por ser um veículo sem fins lucrativos, não faz anúncios, apenas conta com parceiros fixos que sustentam a produção, impressão e distribuição do JUS. Hoje o Jornal de Umbanda Sagrada já completa 13 anos, trazendo informação de qualidade para quem respeita e ama a Umbanda. Como diria o Caboclo das Sete Encruzilhadas, fundador da religião:
“Vamos aprender com quem sabe mais, ensinar a quem sabe menos e não virar as costas a ninguém”.
Veja as edições completas do Jornal Umbanda Sagrada:

domingo, 27 de agosto de 2017

Plateia cai na gargalhada com resposta de Padre Paulo para Marina Silva

COMO A UMBANDA É ENTENDIDA NA TOTAL HUMILDADE !



 HUMILDADE DENTRO DA NOSSA UMBANDA( TODAS ) !

 As Religiões em geral, utilizam de mostrar " Milagres " que são realizados por Santos, Espíritos, e outros.


Entendemos essa posição para demonstrar  determinada garantia de suas crenças, seu poder, sendo no fundo, uma forte
intenção de chamamento a novos adeptos.


Na Nossa Umbanda, os consulentes que chegam aos terreiros, aos Centros, Templos, são em sua maioria atendidos  em suas solicitações, quer sejam relacionadas à sua vida material, quer seja a sua vida espiritual e, jamais uma entidade um dirigente,
vem solicitar a qualquer um  ( mesmo os que informam ter alcançado seus desejos, sua cura, sua demanda , etc ), que venham a declarar por escrito, por depoimento, etc.

Qual a razão de assim se proceder?

Meu entendimento, ´desde da fundação em que nosso mestre Seu Sete Encruzilhadas efetuou inúmeros trabalhos de cura, atendeu a dezenas e dezenas de pessoas; jamais em lugar algum foi mencionado nomes, quais benefícios um daqueles foi agraciado.

A razão, é bem simples: 
A umbanda por meio de seus dirigentes, sacerdotes e principalmente por seu fundador, sempre mostrou que Médiuns não são Milagreiros!

As entidades que recebem,que incorporam, fazem é levar para o alto as dores, os sofrimentos, as demandas de cada um que lá comparecem.
Todavia a fé, o merecimento de cada um é que irá ou não ser atendido seu pedido!

É  a Religião que não obriga a ninguém estar no terreiro, no Centro, no Templo todas as semanas, todos dias.

Puramente; uma Religião, onde reina a humildade, o amor incondicional que foi justamente o que nosso fundador abalizado por nosso Mestre JESUS veio e nos legou: 

Multiplicou água em vinho, peixes, curou cegos, ressuscitou morto, curou leprosos e tantos outros e nunca ficou esperando que proclamasse ou viessem agradecer-lhe por tais atos.

Essa é minha opinião, essa é a realidade que vejo entre minha Amada UMBANDA das demais Religiões ( sem contudo; jamais as menosprezar, desfazer e afirmar que seja a única e melhor do que qualquer outra ).

Mas minha posição ; é diferente das demais !


ACE.




Gratidão a todos Médiuns da nossa amada Umbanda !

Nenhum texto alternativo automático disponível.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Quer saber mais sobre EXU ? Veja o que diz RUBENS SARACENI

Minhateca.com.br
Visualização do documento

Vibração de Exu (Rubens Saraceni).pdf

 (162 KB)Baixar
EXU – O Guardião da Luz
Com Alexandre Cumino
VIBRAÇÃO DE EXU
Entrevista do Médium e Sacerdote de Umbanda Rubens Saraceni à
Revista Espiritual de Umbanda, Edição Especial 1, ano I, Editora Escala.
“Exu é o Guardião das Passagens e Porteiras que existem em nosso mundo visível, protegendo, para
que não adentrem em nosso ambiente as influências negativas. Sua característica mais marcante é a de
transmissor da fertilidade e da fecundação. Caminha no tempo e espaço com tranqüilidade, abrindo nossos
caminhos.
Difícil falar de Exu sem comentar a controvertida face do mal que se formou no imaginário popular.
Outro ponto bastante discutível é se ele é um Orixá ou apenas mais uma Entidade representativa do ser
humano. Mas Exu é muito mais que isso; tanto pode se apresentar no mundo visível que conhecemos, como
também no mundo dos Orixás, Entidades e Espíritos dos Mortos.
Exus são Entidades muito poderosas, mas qualquer um que se utilize de sua vibração deve tomar
sempre muito cuidado para não causar um desequilíbrio energético. Ele é o mensageiro, aquele que leva
nossos pedidos até o conhecimento dos Orixás.
Na época da escravidão, os negros africanos dançavam nas senzalas e os brancos entendiam como
uma simples saudação aos seus deuses. Mas ali incorporavam seus Exus que, com seu jeito de se
movimentar e gritar, acabavam por assustá-los. Estes, os brancos, agrediam os médiuns, dizendo que
estavam possuídos pelo demônio . Com o tempo, os brancos conheceram melhor a religiosidade africana e
sabiam das entregas feitas a Exu, confirmando, em sua visão deturpada, a “incorporação do demônio”.
Dessa forma, essas e outras incorporações mal interpretadas foram se inserindo na mentalidade do povo,
fazendo com que esse grave erro de entendimento perdurasse por muitos anos, acima de seu verdadeiro
contexto.
Infelizmente, nosso querido Guardião Exu ainda é visto por muitos como aquele que faz o mal, e se
satisfaz com o que esse mal possa provocar. Durante anos e anos, segmentos religiosos contrários fizeram
de tudo para atribuir-lhe conceitos errôneos, criando demônios para defini-lo. Tudo isso não passa de uma
grande e injusta mentira, que hoje, graças à evolução, está sendo derrubada, fazendo com que muitos
conheçam sua verdadeira função e atividade, que é a de guardião e controlador da Criação e do Universo.
É através do Exu que nós, seres humanos, conseguimos exercer nosso livre arbítrio, falando diretamente
de nosso coração. Muitos procuram Exu para satisfazer desejos mesquinhos de vingança, sem se importar
com a Lei da Evolução, que é implacável e devolve tudo quando menos se espera.”
PERGUNTA: O que caracteriza hoje a Gira de Esquerda e até que ponto ela é importante para a
Umbanda?
RESPOSTA:
Na minha opinião, a Gira de Esquerda é indispensável para a Umbanda, porque trabalhamos
com a força dos Orixás, e quem trabalha com a força dos Orixás deve também se utilizar da Linha de Esquerda,
onde trabalham as Entidades que lidam, controlam e refreiam um pouco as investidas dos espíritos do baixo
astral.
Nas Giras de Esquerda, Exu e Pomba-Gira são indispensáveis, porque são eles que lidam com essas forças
negativas.
PERGUNTA: Em sua concepção, Exu é um Orixá ou uma Entidade?
RESPOSTA:
É indiscutível que Exu é um Orixá com a mesma grandeza que os outros. Assim como o Orixá
Ogum, em que as linhas de trabalho se apresentam como Caboclos de Ogum, o Orixá Exu tem suas linhas de
trabalho que se apresentam como Exus dos mais variados campos: Exus das Encruzilhadas, Exus do Cemitério,
Exus das Matas, Exus das Pedreiras, que nada mais são do que manifestadores do Mistério Exu na irradiação dos
Orixás.
EXU – O Guardião da Luz
Com Alexandre Cumino
PERGUNTA: E o Exu possui uma irradiação específica?
RESPOSTA:
A irradiação pura de Exu, dentro da Umbanda, não é trabalhada, ela só é trabalhada através
dos Exus que incorporam nos médiuns como Exus de Trabalho, Exus Guardiões dos Médiuns. Nem o grau de
guardião é muito explorado na Umbanda.
PERGUNTA: E o que o senhor me diz com relação ao Exu, através do sincretismo, ter sido associado
ao demônio, com coisa do mal?
RESPOSTA:
Isso é um mito popular que se criou de que Exu é demônio. A palavra demônio, fazendo aqui
um parêntese, é espírito, mas tem essa conotação de coisa trevosa.
Exu não é demônio, na religião é elemento religioso, na magia é elemento mágico, na Lei é executor.
Então, para nós umbandistas, Exu não tem essa conotação de um ser demoníaco, como no catolicismo essa
palavra tem. Acredito até que, por desconhecimento de causa, muitas pessoas acabaram acreditando e ainda
acreditam nisso; de onde se criou esse mito popular tão bem explorado por determinadas seitas, que se
utilizam de Exu como um “espantalho” para explicar o mal das pessoas, quando sabemos que o mal de cada um
reside em si mesmo, e não em seu exterior. Eu não aceito essa conotação, porque trabalhamos com o Exu que
ajuda as pessoas, cura, abre os caminhos, e, se fosse esse “demônio” de que tanto falam, não faria tudo isso.
PERGUNTA: Alguns Terreiros costumam utilizar roupas escuras em suas Giras de Esquerda. É
realmente necessário esse tipo de vestimenta? Quem solicita esse aparato?
RESPOSTA:
Isso tudo vai depender da formação do médium. Existem correntes de Umbanda que
recomendam que em dia de Gira de Exu os médiuns devem se vestir de preto e vermelho. Eu respeito mas não
adoto esse tipo de trabalho.
Em nossa corrente, nas Giras de Exu todos os médiuns estão vestidos de branco e vibram do mesmo jeito
que quando recebem qualquer outro tipo de espírito, não será a nossa veste física que irá mudar o etérico. Eu
não adoto em nossos trabalhos espirituais o uso das capas e das vestes pretas e vermelhas, mas também não
condeno, porque tudo é uma questão de estilização da Linha de Trabalho.
PERGUNTA: É possível ao Exu prestar a caridade?
RESPOSTA:
Da mesma forma que a caridade prestada pelo Caboclo. Dentro do trabalho espiritual, Exu
está para servir às pessoas, apenas tem uma forma diferente de trabalho por lidar com as forças negativas
dentro daquilo que foi reservado a ele, que precisa de elementos específicos. Enquanto o Caboclo precisa de
uma oferenda com frutas, velas coloridas e flores, o Exu precisa da mesma oferenda, mas usando a pimenta, o
dendê, pinga, velas pretas, charutos e moedas, elementos característicos que ele manipula com muita
facilidade, e usa também esses mesmos elementos para fazer a limpeza etérica e espiritual das pessoas.
PERGUNTA: E as oferendas a Exu que as pessoas costumam entregar nas encruzilhadas? Por que a
encruzilhada?
RESPOSTA:
Quando alguém se consulta com Exu e pede uma ajuda, ele fala: Faça uma oferenda para
mim na encruzilhada, ou nas matas... Existem Exus que trabalham nos cruzamentos das irradiações divinas, que
pedem que se despache para ele na encruzilhada. As pessoas entendem como encruzilhada física, e não é
necessariamente essa a encruzilhada. Para fazer uma verdadeira oferenda na encruzilhada, a pessoa teria que
construí-la em um ponto mágico, em qualquer lugar. Através daquele ponto mágico a pessoa acessa a vibração
que o Exu precisa para trabalhar e ajudá-la. As entregas não precisam ser feitas necessariamente nas ruas,
ainda que as pessoas façam e o Exu acabe recebendo ali, porque o objetivo dele é ajudar, não tem culpa que as
pessoas desconheçam o lado oculto do mistério dele.
PERGUNTA: Vamos falar sobre o mistério do demônio. O senhor acredita na existência dessa carga
contrária à evolução?
RESPOSTA:
Eu não admito essa conotação que tem o demônio. Digo que existem as esferas negativas
projetadas por nós encarnados, alimentadas por nós mesmos. São freqüências vibracionais que existem na
Criação; quem entra em sintonia vibratória com essas freqüências é porque está totalmente negativado, o ser
humano é o alimentador disso.
EXU – O Guardião da Luz
Com Alexandre Cumino
PERGUNTA: No que diz respeito à evolução, não é necessário também esse processo de cada um no
contexto do equilíbrio cósmico?
RESPOSTA:
Claro que sim. Como podemos admitir que uma pessoa, que teve uma passagem terrível e
danosa ao seu semelhante aqui na Terra, depois que desencarna ser recolhida no astral junto com espíritos que
aqui fizeram uma caminhada luminosa e que são amantíssimos da paz? A mistura acontece no plano físico, não
no plano astral. A Lei Maior criou essas faixas vibratórias justamente para recolher esses espíritos, onde eles
passam por um esgotamento energético e emocional, e dali só saem quando estiverem preparados para aceitar
determinados procedimentos em acordo com a Lei da Evolução. Enquanto não aceitarem vão continuar ali,
como numa prisão.
PERGUNTA: O senhor acredita que a Terra seja um planeta de provas?
RESPOSTA:
Não. Acredito que este planeta é muito abençoado, porque, até onde sabemos, até onde a
ciência conseguiu nos mostrar até agora, não existe outro planeta habitado por perto, se existe, está muito
distante. Se os outros não têm esse lado material, o nosso é um planeta privilegiado.
PERGUNTA: O senhor possui uma obra literária umbandista na qual retrata essa questão. Fale sobre o
livro “O Guardião da Meia-Noite”, que hoje já se tornou um ícone no que diz respeito à questão dos
guardiões, da magia dos Exus.
RESPOSTA:
O Guardião da Meia-Noite tornou-se de fato um referencial; acredito ter sido o primeiro livro
publicado que aborda de forma tão clara o transe evolutivo de um espírito após a sua queda, sua regressão
consciencial. Esse livro retrata a história de um espírito que traz em si um poder muito grande mas que, por
razões que são bem descritas, ele acabou indo parar na faixa negativa, e de lá teve coragem de se reerguer,
coragem de admitir seu erro, sua culpa, e iniciar o seu processo de subida vibracional, não física. Ele é o
guardião de um mistério. O mistério da passagem. A meia-noite nada mais é do que a passagem, ele é um
guardião de passagem, assim como existem outros guardiões, de outros campos. São irradiadores de mistério e
têm o poder de agregar espíritos ao mistério deles, e esses espíritos passam a ser manifestadores desses
mistérios e se apresentam com o nome deles.
PERGUNTA: Essa obra o senhor considera uma psicografia da Umbanda?
RESPOSTA:
É uma psicografia e tem um mentor espiritual responsável por ela, que é o Pai Benedito de
Aruanda. Pai Benedito disse que esse trabalho era o início, a abertura para as psicografias dentro da Umbanda
num sentido literário, criando uma literatura com valores umbandistas, personagens que se manifestam dentro
da Umbanda e que muitos outros autores se somariam a isso posteriormente, e isso eu já vi acontecer.
PERGUNTA: Quais as últimas palavras que o senhor deixa aos nossos leitores no sentido da
conscientização do verdadeiro atributo de Exu?
RESPOSTA:
Peço aos leitores que meditem sobre isso: O Exu possui uma característica dupla: tanto pode
ser ativado para abrir como para fechar os caminhos. O que as pessoas precisam entender é que Exu é neutro, o
responsável pelos atos é quem os pratica. Que cada um use o Mistério Exu em seu benefício e de seu
semelhante, nunca para prejudicar o próximo. Assim, estará ajudando na evolução do próprio Exu, tirando seu
negativismo, e comecem a resgatá-lo, pois ele é preciosíssimo para a Umbanda, é o Mistério da Esquerda, é
indispensável, não podemos ficar sem a Entidade Exu na Umbanda, e não podemos permitir que as pessoas
usem seu poder duplo para acertar contas terrenas, porque estarão contrariando a evolução e tudo retornará a
elas, com toda certeza.”

POR ISSO OS GUIAS NÃO TE AJUDAM!