sexta-feira, 29 de setembro de 2017

CONGÁ

Umbanda, CURA?

Alexandre Cumino ministra palestra na USP sobre Processo de Cura na Umbanda

Programa de Saúde, Espiritualidade e Religiosidade – ProSER do Instituto de Psiquiatria – IPq da FMUSP realizou nesta terça-feira (26/09) reunião que buscava debater sobre a relação existente entre espiritualidade e religiosidade no tratamento da saúde mental.
O objetivo do evento é reunir trabalhos expressivos acerca dessa temática, que contribuam para o crescimento e afunilamento dos estudos e pesquisas que consideram a crença particular de cada pessoa um importante fato a ser esmiuçado durante o tratamento psiquiátrico.
Na ocasião estiveram presentes diversos expoentes desse ramo de pesquisa já consagrados no ambiente acadêmico da medicina nacional, dentre eles o Coordenador do ProSER Prof. Dr. Frederico Camelo Leão e o vice presidente da Associação Espírita Médica, pesquisador sênior do Hospital Israelita Albert Einstein e professor de pós-graduação no IPq da FMUSP Dr. Mario Fernando Prieto Peres.
Mesmo levando em consideração as crenças individuais de cada usuário o proSER não tem como objetivo disseminar uma vertente religiosa, adotando em seus trabalhos uma postura cientificista e desvinculada de religiões em seu particular. Contudo, é ainda por meio do programa que a forma mais expressiva de assistência, estudo, pesquisa e geração de informações, acontece no cenário da psiquiatria e neurologia atual.
Dentre as metas do proSER estão a investigação do impacto da espiritualidade e religiosidade na saúde mental de pacientes do centro, a promoção de atividades terapêuticas que promovam o contato com a espiritualidade, assistência às necessidades e conflitos espirituais e religiosos e sua relação com a saúde mental, desenvolver pesquisas na interface saúde mental, espiritualidade e religiosidade e promover ensino a alunos, residentes e profissionais da área de saúde sobre a relação saúde e espiritualidade.
Representando a religião e à convite da psicóloga, umbandista e membra do ProSER Andreia Guimarães, o Sacerdote e escritor umbandista Alexandre Cumino proferiu palestra sobre o Processo de Cura na Umbanda onde elucidou as conjecturas existentes entre a crença umbandista e como isso é refletido e influencia fortemente na saúde mental de seus adeptos.
A forma como cada pessoa se relaciona consigo mesmo, seu autoconhecimento, a crença na cura espiritual em conjunto com a médica, a meditação dentre outras questões foram levantadas ao decorrer da exposição.
Cerca de 50 pessoas participaram da palestra (dentre eles representantes de outras congregações religiosas) que durou cerca de 1h30m.

Texto:
Júlia Pereira

De segunda a sexta: ervas para banhos de acordo com o dia da semana

A seleção a seguir sugere ervas que podem ser usadas nos banhos ritualísticos e estão separadas por dia da semana levando em consideração os Orixás que tem maior vibração em tais dias. Por exemplo, na segunda-feira a regência é de Mãe Nanã Buruquê, por isso as ervas da Orixá são uma ótima opção para começar a semana!
O intuito é de indicar ervas – viáveis para a realização dos banhos – que contribuam para manter o equilíbrio energético, propiciar a cura e ativar o ânimo da semana. 
Combine-as ou use apenas uma, não há restrições quanto a isso. As ervas dispostas no texto são de caráter morno ou equilibradoras (saiba mais em: como a alfazema age em meu corpo espirituale desde que usadas com bom senso podem ser empregadas no intervalo mínimo de 24 horas.
“O que é importante lembrar é que a regra de bom senso deve prevalecer sempre. Nem exagerando, nem deixando a desejar [..] Percebendo-se a necessidade de energia, renovação das forças, ânimo, vontade, raciocínio, enfim, podemos usar essas ervas.”
Adriano Camargo, O Erveiro da Jurema
SEGUNDA-FEIRA 

Para começar bem a semana a alfavaca é uma boa pedida. Nesse dia também podemos incluir na lista o hibisco e a camomila, sendo a primeira concentradora de vibrações de cura e ânimo e a segunda uma forte energizadora do sistema imunológico, que por sua vez, também age como regenadora de ânimo. Já a camomila como erva acalmadora é ótima para banhos, defumações e escaldar pés, e por conter o aspecto tranquilizador do campo astral sugere-se que o banho seja feito antes de dormir, diferente do hibisco que é aconselhável que se faça pela manhã.
TERÇA-FEIRA
Cipó caboclo traz para a terça-feira a firmeza de propósito e é indicado para banhos que evocam a concentração, os “pés no chão”, a segurança, a direção e a proteção. Outra erva para esse dia é o poejo que evoca para a semana a boa sorte e a atração pessoal unindo isso a sua ação concentradora.
E para quem quer dar um “up” na semana, o hortelã e todos os tipos de menta, são ótimos para abrir caminhos, levantar o astral e atuam em todos os sentidos da vida.
QUARTA-FEIRA
Abre-caminho, Calêndula, Gengibre, Girassol, Laranja, Limão, Losna, Manjericão Roxo, Pitangueira, Romanzeiro êta dia bom pra ter erva dedicada aos orixás que as regem ein!
Bom meio da semana e já tá todo mundo na expectativa do final de semana.. a canseira da segunda e da terça também estão batendo a porta. Para manter o foco na semana e garantir a energia necessária para termina-la bem, a indicação de banho com a abre-caminho é um sucesso!
Melhoradora de ânimo para a solução das dificuldades do dia a dia a erva viabiliza o foco no aproveitamento das oportunidades, que passam desapercebidas em meio as conflitos cotidianos.
Seguindo a lista, temos a: calêndula que pode ser usada para melhorar a apatia, as folhas do gengibre que estimulam a energia individual e as pétalas de girassol que revigoram a “vontade de viver” da pessoa apatizada.
Já as folhas da laranjeira produzem a “água de flor de laranjeira” que é um potente tranquilizador de ambientes e seguindo essa linha também temos o limão que como no banho de laranjeira usa-se apenas sua folhas durante a feitura. A ele se atribui o aspecto de desenrolar situações difíceis.
Direcionadora e movimentadora de energias de pessoas e ambientes, a Losna é usada em banhos e defumações. Precisa tomar uma decisão? a pitangueira quando ativada auxilia a encontrar um melhor caminho e solução do problema em questão.
Por fim, citamos o popular romanzeiro ao qual utilizamos as folhas frescas para os banhos de prosperidade.
QUINTA-FEIRA
Alecrim.. a icônica erva do ponto de defumação também é uma forte equilibradora e traz consigo os aspectos rejuvenescedores, alegres e de iluminação do espírito.
Chegamos na quinta nos questionando sobre o que realizamos durante a semana e para abrir nossa visão sobre nós mesmos nada melhor do que a Artemísia. “O banho de artemísia ajuda na necessidade de autoanálise e consequentemente na solução da necessidade ilusória.” (Rituais com Ervas – banhos, defumações e benzimentosEd. Livre Expressão. Camargo, Adriano).
Bom nesse dia da semana as indicações de uso também são extensas e pode se utilizar na feitura dos banhos as folhas de café, o capim-cidreira, as folhas de incenso, as folhas de louro e as folhas de mangueira.
Lembrando que essas ervas se relacionam com os orixás que regem esse dia da semana, você pode realizar o banho com apenas uma ou combina-las de acordo com o seu campo de atuação.
SEXTA-FEIRA
Aceitação e compreensão de perdas, hoje é o dia da alfazema fazer seu trabalho trazendo a pazque nosso espírito precisa para a resolução de problemas pendentes. Irmãos, banho de alfazema além de bom para a alma é um maravilhoso perfume natural!
Para a sexta também temos uma erva de mãe Iemanjá. O anis-estrelado vai te ajudar no sentido das decisões que precisam ser tomadas com rapidez, tem algo que precisa ser resolvido com certa urgência e necessita da sua intuição para o desenlace? o banho de Anis vai agir no seu chacra coronal trazendo o equilíbrio e a luz necessários para que você chegue a uma resposta tranquila.
Para a sexta também separamos uma erva que vai ajudar quem não está bem de saúde. Grande harmonizador dos chacras, o manjericão é uma erva pertencente a todos os orixás e uma das mais utilizadas no meio religioso.
Para fechar nossa semana temos a erva que é oferenda natural para Oxalá e Iemanjá.., a rosa branca potencializa a mediunidade e é magnetizadora de tranquilidade, por isso, para médiuns o banho da erva age como um facilitador dessa faculdade.



Nada impede que você use as ervas de um dia em outro, como dito a ordem disposta se relaciona com o Orixá que vibra com maior intensidade no dia e por sua vez que rege o tipo de erva descrito.
Na hora da escolha, atente ao seu objetivo e a funcionalidade que cada erva traz, até porque algumas dessas ervas são regidas por vários Orixás, transitando entre os dias. Foque no seu objetivo, se arme de intuição e sirva-se das dicas aqui propostas 🙂

Umbanda, minha vida! Mestre Diamantino Fernandes Trindade

Exu na gira de crianças