segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Pensamento da Semana #18
www.umbandaead.com.br 
"O Conformismo é carcereiro da Liberdade e o inimigo do Crescimento" - Autor Desconhecido - 
Aquilo que não está agradável na sua vida não é sentença, não é punição divina e tampouco Karma. 

Conceitos como estes induzem o indivíduo ao ostracismo da conformidade, quando você se acomoda no incomodo você aceita uma paralisia doentia em sua trajetória existencial.
Não se conforme! 
Não aceite! 
REBELE-SE mas não revolte-se!
Seja diariamente o revolucionário de sua vida, olhe além da janela, enxergue mais além do espelho e considere que se o mundo não para, o tempo urge, o planeta gira, sua vida não é e nem pode vir a ser uma realidade paralisada.
Faça hoje o que espera amanhã, faça por onde o Universo possa colaborar e agora, exatamente agora, faça diferente para ter resultados novos!

A VIDA é sua, tome as rédeas e siga em frente!
Grande abraço, Pai Rodrigo Queiroz.
PENSE NISSO, PRATIQUE e tenha uma ótima semana! 

Sensitiva indica os lugares da casa onde o espíritos costumam ficar - Pa...

Sensitiva explica como pessoas sugam sua energia sem você perceber

JESUS - A ORIGEM E O FUTURO DO PLANETA TERRA

Se Eu Tivesse Minha Vida Para Viver Novamente...


Erma Bombek era uma comediante americana que ganhou popularidade graças à sua coluna em jornais, descrevendo a vida cotidiana nos subúrbios, desde meados dos anos 70 até o final dos 90. Erma escreveu este poema após descobrir que tinha um câncer terminal...
 
"Se eu tivesse minha vida para viver novamente...
 
Eu teria ido para a cama quando estava doente, em vez de achar que a terra iria parar se eu não estivesse nela no dia seguinte.
 
Eu teria acendido aquela vela em formato de rosa, antes dela ter ser derretido guardada no armário.
 
Eu teria convidado amigos para o jantar, sem me importar com o tapete que estava manchado e o sofá desbotado.
 
Eu teria comido pipoca na "sala de visitas" e gostaria de ter me preocupado menos com a sujeira quando alguém queria acender um fogo na lareira.
Eu teria tirado um tempo para ouvir meu avô divagar sobre sua juventude.
 
Eu teria compartilhado mais das responsabilidades que o meu marido tinha.
 
Eu nunca teria insistido em deixar as janelas do carro fechadas em um dia de verão, só porque não queria estragar meu penteado.
 
Eu teria sentado no prado, sem me importar com as manchas de grama.
 
Eu teria chorado e rido menos assistindo televisão e mais vivendo a vida.
 
Eu nunca teria comprado algo porque era prático, não sujava ou porque era garantido que iria durar por toda a vida.
 
Em vez de evitar os nove meses de gravidez, eu teria curtido cada momento e percebido que a maravilha que crescia dentro de mim era a minha única chance na vida para ajudar Deus a fazer um milagre.
 
Quando meus filhos me beijavam impetuosamente, eu nunca teria dito: "Mais tarde, agora vá tomar banho e se preparar para o jantar". Eu teria falado mais "eu te amo" e "desculpe-me".
 
Mas, acima de tudo, eu queria dar outra chance para a vida e iria aproveitar cada minuto. Olhar para as coisas e realmente vê-las... vivê-las e nunca mais voltar.
 
Não se preocupe com quem não te agrada, quem tem mais ou quem faz o quê. Em vez disso, estime as relações que tem com aqueles que você realmente ama".
 
emma

Nossas vidas estão cheias de situações, eventos, objetos; alguns grandes, alguns pequenos, alguns importantes e outros supérfluos, mas há algo em nossas mentes que nos faz ver as coisas sempre do mesmo ponto de vista, sempre do mesmo lugar... abaixo está uma pequena história com uma reflexão importante, para você começar a ver as coisas de uma forma diferente.
ponto preto
 
ponto preto
 
ponto preto
 
ponto preto
 
ponto preto
 
ponto preto
 
ponto preto
 
ponto preto
 
ponto preto
 
ponto preto
 
ponto preto

Novo Curso Presencial no Colégio Pena Branca, neste fim de semana

Olá Antonio! É  nesse fim de semana  a Imersão do sagrado feminino:  Iansã - A Filha do Dendê! 👉 Será no domingo (08.12) das 14h...