quarta-feira, 18 de julho de 2018

LEIAM E REFLITAM TIRANDO SUAS CONCLUSÕES !

New post on Umbanda - Orixá Essência Divina - Templo de Umbanda Ogum 7 Ondas e Cabocla Jupira

Nomes de exús e pombogiras tem que estar necessariamente correlacionado ao Orixá que o médium carrega?


by cristinatormena
Rock 'em
TOQUES CONSCIENCIAIS:
Vejo muito essa duvida em fóruns de estudo, e isso vem deixando alguns médiuns de cabelo em pé, duvidando muitas vezes dos guias e entidades que carregam.
Pessoal dentro do meu entendimento não existe um padrão x ou y para uma pessoa carregar um determinado exú ou mesmo pombogira, existe missão, aquele espírito terá uma missão com seu médium independente do Orixá que o médium carregue.
Sim, há sintonias e comandos, mas não que isso seja um padrão uma regra para todas missões mediúnicas espirituais.
Por isso não se sintam a cereja no cesto de laranjas ok, caso estejam saindo fora dos padrões que alguns tentam colocar se posicionando até acima das verdades espirituais, e nem fiquem criando muitas vezes duvidas onde não deveria haver.
Não se apeguem a achismos e nem acreditem nisso, isso acaba gerando duvidas e atrapalhando uma verdadeira canalização e afinidade com suas entidades, podendo criar excessos anímicos e mistificações graves.
Muitas vezes o médium está trabalhando super bem com sua entidade e ai vem um cidadão querendo colocar a prova ou em duvida a veracidade do seu exú, e se o médium for um pouco mais inseguro e manipulável, pronto... ele na próxima gira nem conseguirá firmar mais seu exú e pombogira devido a sua falta de confiança e credibilidade em si mesmo.
Hoje em dia infelizmente nomes de entidades está virando moda, todo mundo quer ter entidades famosas, reis e rainhas e estão se esquecendo que esses sugestionamentos, excessos anímicos, fantasias só acabam por afastar os verdadeiros guias e entidades de vocês. E creiam com o tempo isso trará sérias consequências e choques energéticos que irão não só repercutirem na sua vida espiritual, mediúnica como na parte física também.
A constatação disso é muito triste porque estamos constatando uma falha absurda doutrinária e de dirigência, infelizmente alguns dirigentes estão cometendo falhas terríveis.
Sabe, o que vale ter uma entidade e guia de nome conhecido e famoso se lá no fundo no fundo... é você pegando o guia e não o guia pegando você?
Vamos constar aqui que o pior mentiroso é aquele que acredita na própria mentira.
Tendências teatrais não cabe e nem pega bem em terreiro algum.
Não importa se seu guia e entidade não é famoso e conhecido o que importa de fato é que sua manifestação será verdadeira e você não está fazendo papel de tolo.
A pergunta que não quer calar.
Onde foram parar os velhos e antigos exús? eu respondo, muitos não os conhecem e eles não estão na mídia. Fica a reflexão.
Cristina Alves - Templo de Umbanda Ogum 7 Ondas e Cabocla Jupira.

ACADEMIA: TEXTO de Hermes de Sousa Veras

Dear Antonio, You read the paper " O CABOCLO FORTE TUPINAMBÁ Aparelhagem sonora, agência e religião em Belém do Pará "...