domingo, 25 de fevereiro de 2018

CONVITE EM S.P DE ALEXANDRE CUMINO !

Olá Antonio,

Neste domingo 25/02, meu amigo e irmão RODRIGO QUEIROZ estará na Livraria SARAIVA do Shopping Ibirapuera para o primeiro dia de lançamento oficial da obra EXU DO OURO - Consciência Próspera.
Eu compartilho da felicidade e orgulho que o Rodrigo, a Ed. Planeta e a Saraiva têm em poder proporcionar este espaço de interação com nossa comunidade num ambiente público e especial que é uma Saraiva no Shopping.

Por isso peço a presença de todos irmãos que acompanham o nosso trabalho. Esta é uma oportunidade de estarmos juntos e poder falar sobre Exu do Ouro, a Prosperidade e Vida Abundante nesta perspectiva não revolucionária que tem sido este conteúdo.
Poderemos interagir e teremos a sessão de autógrafos para que finalmente possamos ter junto ao Rodrigo um contato olho no olho, abraço e aperto de mãos, para fortalecer nossas conexões e nos reconhecermos como irmãos unidos e caminhantes desta mesma estrada.

 

⚠  ⚠  ⚠  ⚠  ⚠  ⚠  ⚠  

 
Atenção para a programação e as regras de participação:
PROGRAMAÇÃO:
15:15 - Palestra: EXU DO OURO E A CHAVE DA ABUNDÂNCIA
16:00 - Perguntas e Respostas: interação com o público
16:30 - Sessão de Autógrafo, todos presentes com a obra ganharão uma Pirita imantada.

REGRAS DE PARTICIPAÇÃO (Saraiva):
 Participação na palestra é livre e gratuita; 
 Poderá participar da sessão de autógrafos todos que comprarem a obra Exu Do Ouro - Consciência Próspera, no caixa da loja no dia do evento.
 As senhas para o autógrafo está limitada a 250 senhas.
 A distribuição de senhas será feita a partir das 14h.
 A senha é pessoal e intransferível.
 O portador da senha tem direito de autografar até 2 livros.
 Será autografado apenas o livro do lançamento.

 Espero por você!
 👳 Muito grato, ALEXANDRE CUMINO.

234 - Ayahuasca

QUEM AFINAL É OBSESSOR?

                
               *QUEM É O OBSESSOR?*

Muitas pessoas religiosas acreditam em espíritos malignos, demônios e obsessores.


Essas seriam entidades espirituais que podem nos prejudicar e sugar nossas energias.


No entanto, muitas vezes nós mesmos *somos* os obsessores das outras pessoas.


*Somos* os obsessores quando desejamos fazer prevalecer nossas idéias e impor nossas verdades a outrem.


*Somos* os obsessores quando criticamos, julgamos o condenamos o outro sem pleno conhecimento de causa.


*Somos* os obsessores quando temos ciúme e queremos obter a posse do outro.


*Somos* os obsessores quando batemos o pé e forçamos o outro a seguir a nossa vontade.


*Somos* os obsessores quando exigimos que o outro faça por nós algo que nos cabe fazer.


*Somos* os obsessores quando desejamos vencer uma discussão, instituir nossas verdades e firmar nosso ponto de vista.


*Somos* os obsessores quando burlamos o livre arbítrio alheio e o fazemos trilhar o caminho que nós julgamos correto.


*Somos* os obsessores quando tentamos ajudar sem nos preocupar no que é melhor para o outro, mas sim seguindo apenas o que nós acreditamos ser o melhor.


*Somos* os obsessores quando desejamos comprar o afeto das pessoas com presentes, regalias, benesses e mimos, esperando sempre algo em troca.


*Somos* os obsessores quando não permitimos que o outro cresça, se desenvolva, para não se tornar melhor do que nós.


*Somos* os obsessores quando fazemos tudo pelo outro e não permitimos que ele faça, erre e aprenda sozinho.


*Somos* os obsessores quando vomitamos um longo falatório desordenado e fútil acreditando que o outro tem obrigação de nos ouvir.


*Somos* os obsessores quando não damos espaço para o outro, o prendemos, o sufocamos, podamos seus movimentos, cobramos, oprimimos, sem permitir sua independência.


*Somos* os obsessores quando acreditamos que o outro deve corresponder aos nossos padrões, nossos modelos, nossa religião, nossos costumes, nossas crenças e nosso ideal de ser.


*Somos* os obsessores  geramos milhares de conflitos, discórdias e desunião, quando criamos confusão, intrigas, fofocas e distorcemos a realidade para prejudicar o outro.


*Somos* os obsessores quando dissemos uma coisa ao outro e fazemos outra, enganando, omitindo e dissimulando.


*Somos* os obsessores quando vivemos reclamando e acreditamos que o outro tem obrigação de aguentar nossas lamúrias.


*Somos* os obsessores quando elogiamos para manipular, louvamos para enganar, enchemos o ego do outro para confundi-lo a fazer o que queremos.


*Somos* os obsessores quando fazemos do outro a nossa vida e depois ficamos magoados quando ele se afasta deixando um buraco em nosso peito, um vazio existencial e uma profunda infelicidade.


Procure a vida em ti mesmo. 

Não seja mais um obsessor do outro.


Não dependa de ninguém para ser feliz. Não fique sugando as pessoas.


Não acredite que o obsessor é sempre o outro…


*Há sempre algo de obsessor em nós mesmos !...*

AUTOR: Desconhecido.

Nós somos Luz se assim desejarmos !

LIDANDO COM A VIOLÊNCIA DO MUNDO
MENSAGEM DOS ANJOS 
canalizada por Ann Albers
24 de Fevereiro de 2018


Somos a Luz para aqueles que estão na escuridão

Vocês vivem em uma escola aí em sua Terra. Há graduados espirituais e há alunos de jardim de infância espirituais. Há estudantes brilhantes e aqueles que ignoram completamente o curso. Há alunos gentis e os valentões. Vocês estão juntos na escola. Vocês são família.


Então, o que fazem quando testemunham a violência em suas notícias… ou em suas próprias vidas?

Como vocês podem aceitar o fato de que cada alma leva dentro dela a luz de Deus, e, no entanto há alguns que ferem, matam e desvalorizam a outra vida?

Queridos, sabemos que não é fácil estar na Terra agora. É um momento de mudança grande e gloriosa, um momento em que as emoções estão borbulhando nos corações humanos, às vezes com proporções vulcânicas.

A beleza deste tempo é que muitos de vocês estão encontrando uma nova paixão, inspiração ou um desejo de liberar o passado.

O lado triste deste movimento é que há mais indivíduos “emocionalmente descontrolados”, como vocês dizem, e que odeiam os outros devido a sua própria dor insuportável. Todos são família. Até aqueles que matam, ferem e desvalorizam os outros são família. Eles estão desorientados, mas são ainda parte de vocês. Eles precisam de suas preces.

Aqueles que são pais sabem que vocês amariam os seus filhos ainda que vocês não gostassem deles. Vocês veriam a sua luz e potencial se eles escolhessem não viver nesta luz. Vocês acreditariam em sua capacidade para o bem, ainda que eles nunca agissem de acordo com isto. Vocês os viram como bebês puros e inocentes. Vocês sabem quem eles realmente são.

Vocês podem imaginar, queridos, que é assim que Deus e os seus anjos vêem cada um de vocês. Nós vemos a luz pura e inocente do Divino em cada um de vocês.

Assim, e quanto aqueles que matam os outros, como no caso do recente tiroteio; “Como nós os vemos”?, vocês perguntam. “O que acontece as suas almas? Onde está a justiça?” Ouvimos os seus gritos.

Vemos a verdade destas almas. Vemos a sua sensibilidade à vida, a sua dor, desespero e os seus gritos desesperados por amor. Vemos a sua sensação de abandono, sua frustração e até mesmo a sua raiva.

Nós lhes enviamos mais amor ainda. Tentamos delicadamente orientá-los para situações mais delicadas, pensamentos e realidades mais gentis, mas eles ainda têm livre arbítrio.

Quando vemos que eles irão usar o seu livre arbítrio de uma forma violenta, fazemos o melhor possível para guiar e proteger a todos em seu caminho, de acordo com o projeto e escolhas de sua alma.

Os céus estão mobilizados, queridos, antes de cada desastre - natural ou provocado pelo homem. Há legiões de anjos aí para ajudar.

Algumas almas que morrem no caminho dos raivosos concordaram em deixar o planeta para inspirar a compaixão, a mudança social ou familiar. Algumas almas que morrem nas mãos dos desorientados, inscreveram-se para uma experiência mais curta de vida.

Algumas almas no caminho simplesmente ignoraram as suas orientações, e quando foi apresentado o momento da escolha em que cada alma tem que ficar ou partir, eles dizem em algum nível do seu ser. “Escolho voltar ao Lar.”

Isto é difícil de imaginar quando vocês não se lembram da felicidade do céu, mas uma vez que se lembram, nós os tranquilizamos: não há medo da morte. Muito pelo contrário: Muitas vezes, temos dificuldade em ajudar as almas cujo tempo não chegou para retornar à Terra!

Enquanto isto, o que acontece àquelas almas que estão com tanta dor, que elas provocam grande sofrimento e escuridão no mundo?

Isto varia, queridos. Algumas delas morrem e se recusam a entrar na luz porque elas não acreditam que o amor existe. Estas almas desorientadas reencarnam várias vezes, causando estragos até que finalmente, alguém ore fervorosamente, o suficiente para que a sua alma ouça e se sinta digna de amor.

Algumas delas morrem e despertam na transição. Elas entram na luz, vêem e sentem na revisão de sua vida toda a dor que elas causaram. Estas almas querem, então, compensar toda esta dor.

Muitas vezes, elas querem retornar e ajudar a humanidade, ou algumas delas acreditam erroneamente que devem voltar e sofrer para “pagar pelos seus pecados”. Deus não exige pagamento. Deus quer que todos sejam curados.

Assim, queridos, não somente pelas vítimas da alma ferida, mas ainda mais por aqueles que estão cometendo tais atrocidades em seu planeta. Orem pela sua cura, seu despertar, seu retorno à luz.

Orem para que, quando elas morrerem, elas saibam que são dignas do amor de Deus, para que possam ser curadas. Orem também pelas almas que não sabiam o suficiente para entrar na Luz…

“Que todas as almas feridas se curem e se elevem. Traga-as para a Luz do seu amor. Traga ao Lar os desorientados, os esgotados, os tristes, os irritados, os feridos e ajude a todos a se elevar enquanto, coletivamente, avançamos para uma luz maior.”

Os perdidos ouvirão as suas preces. Se um número suficiente de pessoas considerá-las dignas de amor, às vezes, isto é o suficiente para que elas mudem e recebam o amor que existe e sempre existiu, esperando por elas. Vocês - através de suas preces e o seu compromisso com o amor - podem trazê-las de volta ao Lar.

Deus os abençoe.
Nós os amamos muito.

Os Anjos

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
Formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
http://www.decoracaoacoracao.blog.br
https://lecocq.wordpress.com
www.visionsofheaven.com
Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

LUZ!
STELA

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018


JUNTOS CAMINHAM E CHEGAM


exu


Axé a todos!!! Dia após dia tentamos decifrar as coisas e as pessoas, distinguir o certo do errado, conquistar mais e mais. Os médiuns umbandistas então, ainda tentam decifrar os mistérios, distinguir os espíritos e obviamente também desejam, embasados nos trabalhos caritativos que exercem, conquistar mais e mais.
EXU É A Expressão, Força, Movimento, Leveza, Quentura, Ardência, Espírito, Guardião e Orixá mais vivo, solicitado, cultuado, ativado e firmado nessas tentativas e comportamentos desejantes.
Porém, são tantos predicados, adjetivos, verbos e atribuições direcionados a Exu que muitos se perdem sob suas ações. São tantos estudos, falas e vivências atribuídas a Ele que, por vezes, confundem e mal orientam os ouvintes. São tantas verdades relatando seu aspecto mensageiro, primeiro, adivinhador, faiscador, revelador, refletor, punidor e especialmente dual que muitos não O percebem e assim, perdem grandes e especiais oportunidades.
Raramente os médiuns umbandistas entendem Exu como ardoroso amigo de Orunmilá – filho mais velho do Ser Supremo Olodumaré; o princípio da intuição e da premonição; e divindade primordial invocada no jogo de Ifá por conhecer os destinos (odus), cabeças (oris) e caminhos.
Raramente compreende-se que Orumilá transmite aos homens, com coquinhos do dedenzeiro, as intenções de Olodumaré e os significados dos destinos, enquanto Exu “rala” para mudar os significados das intenções pondo o homem em constante prova. Maravilhosamente Exu, a Lei e o Destino agem na vida, em todas as vidas e por toda a vida.
Mais raramente ainda se sabe que, mesmo Orunmilá sendo o possuidor de grande sabedoria, por vezes, fica na dependência do poder de Exu – o “Imprevisível Fiscalizador Universal”.
Pois é, Exu e Orunmilá – Divindade dotada de atribuições como a de movimentar-se livremente entre o Céu e a Terra; de conhecer o destino de todas as pessoas e de acompanhar a criação e ordenação da Terra – são amigos. Fortes amigos!!! E juntos, mesmo tão diferentes, caminham e almejam chegar.
Há vários mitos que descrevem essa amizade e fundamenta, creio eu, muuuita coisa. Aliás, vale ressaltar que os mitos para os yorubas, consequentemente para as pessoas e religiões de origem ou tradição africana – portanto para a Umbanda – são mensagens que explicam o sagrado, o sentido da vida e dos ritos; são menções que ditam regras, leis e comportamentos assim como ensinam e educam a sociedade e as pessoas, nesse contexto, são de grande importância e cultura valendo sua leitura e estudo. Doravante e na intenção de expandir essas colocações, segue a transcrição de um mito que menciona o início dessa amizade, espero que gostem e percebam a intensidade da “coisa”. Ou melhor, “das coisas”

 A AMIZADE DE ÈSÙ E ÒRÚNMÌLÀ 

  Retirado do livro: Mitos Yorubas escrito por José Beniste importante escritor, Historiador e pesquisador de Cultura Afro-Brasileira, Iniciado pela Sociedade Axé Opô Afonjá em 1984.

Em uma certa ocasião, Òrúnmìlà retornava de uma viagem ao lado de outros companheiros, mas todos ainda estavam a alguma distância de suas casas. Enquanto seus companheiros nada traziam nas mãos, Òrúnmìlà vinha com a sua sacola – àpò Ifá –, na qual se encontravam os elementos utilizados em sua prática divinatória: a bandeja do jogo – opón Ifá -, a sineta para invocação – ìróké -, e os 16 coquinhos para a prática do jogo – ikin.
Esses elementos da prática do jogo de Ifá estavam sendo cobiçados pelos demais companheiros de viagem de Òrúnmìlà, na tentativa de conhecer-lhes o segredo de sua sabedoria. Um de seus companheiros, então, lhe disse: “Òrúnmìlà, você deve estar cansado. Deixe que eu carrego a sua sacola de adivinhação.” Um outro replicou: “Não, por favor; ao contrário, sou eu quem deve carregar a sacola.” E todos iam argumentando sobre quem deveria carregá-la. Por último, Òrúnmìlà falou: “Não, não se preocupem. Deixem eu terminar a minha jornada. Não estou cansado e, por isso, é natural que somente eu deva carregar a minha sacola de Ifá.”
Quando Òrúnmìlà chegou em casa, pensou seriamente no incidente, ficando na dúvida se os seus companheiros eram de fato amigos verdadeiros. E traçou um plano para tirar a sua dúvida. Distribuiu mensagens por toda a parte, anunciando que tinha morrido. Depois, ficou escondido dentro de sua casa, de forma que, sem ser visto, pudesse observar todas as pessoas que chegassem. E assim esperou.
Passado algum tempo, um de seus companheiros veio de outra cidade expressar sua tristeza. E perguntou a Yébìírú, mulher de Òrúnmìlà: “onde está o corpo de meu bom amigo?” Ela respondeu de forma como havia sido instruída por Òrúnmìlà:  ”o meu bom esposo já está enterrado.” E o homem continuou: “Sim, sua morte é dolorosa para mim, pois éramos amigos muito próximos. Várias vezes eu lhe dei dinheiro, que ele rejeitava para evitar retribuir-me. Contudo, disse que, quando morresse, deixaria sua sacola com os segredos de Ifá para mim.”
“Isto indica que você era, na verdade, um de seus melhores amigos” disse Yébìírú. “Mas, que desgraça, pois a sacola dele, com todos os elementos de Ifá, desapareceu”. Ao ouvir isso, o homem ficou desapontado e aborrecido, e se retirou da casa.
Outro homem veio chegando e chorando alto: “Òrúnmìlà, meu melhor amigo, por que você morreu? Estou desesperado, mas, conforme lhe prometi, vou tomar conta de sua sacola e de todos os conhecimentos de sua arte de adivinhação.”
A esposa de Òrúnmìlà respondeu: “seria bom se você pudesse tomar conta e cuidar das coisas de meu marido. Porém, aconteceu uma desgraça. As coisas de Ifá que estavam dentro de sua sacola desapareceram. O que dizem é que ele vinha sentindo a morte se aproximar e enviou suas coisas para Olórun, o Ser Supremo, de quem recebeu o poder da adivinhação.” O homem se surpreendeu e saiu revoltado sem falar mais nada.
Outro mais veio chegando e dizendo que Òrúnmìlà lhe havia prometido dar todos os elementos de que se utilizavam para as consultas sobre a verdade da vida. E assim, um a um, vinham chegando pessoas interessadas em receber os conhecimentos dos poderes de Òrúnmìlà. E as respostas eram sempre as mesmas. Até que chegou Èsù.
Lamentando-se do ocorrido, disse: “que conforto existe para uma pessoa que perdeu um amigo? Eu ando sobre o caminho de Òrúnmìlà, eu entro em sua casa, mas Òrúnmìlà não está aqui. E eu sei que não o verei outra vez. Para você, que é sua esposa, a tristeza é, certamente, imensa. Em cada dia da vida de Òrúnmìlà, você preparava a comida dele e dizia para você mesma: ‘esta é a comida de Òrúnmìlà.’ E, agora, o que você pode dizer? Somente isto, uma vez eu tive a honra de cozinhar a comida de Òrúnmìlà, mas agora ele se foi.”
A esposa de Òrúnmìlà respondeu:” Sim, a tristeza é imensa, mas você, que era companheiro dele em vida, eu gostaria de saber se ele lhe devia alguma dinheiro ou prometeu deixar a você alguma herança? Se prometeu, eu pagarei por ele.”
“Não, ele não me devia nada e não me prometeu nada.  Pelo contrário, era eu quem lhe devia dinheiro. Depois de retornar para casa eu lhe enviarei o dinheiro, ainda que seja muito tarde para que ele o receba em suas próprias mãos.”
Mas Yébìírú insistiu: “Eu entendo, mas, certamente, ele deve ter prometido deixar algo para você. Talvez seus instrumentos de adivinhação, através dos quais os desejos de Olórun podem ser revelados.”
“Não”, disse Èsù. “Para ele era muito conveniente fazer tal coisa. A grande verdade é que o segredo da vida não está nos seus instrumentos de adivinhação, mas na mente do próprio Òrúnmìlà.
Ouvindo isto, Òrúnmìlà, que estava o tempo todo observando, deixou o lugar onde estava escondido e entrou na sala, dizendo: “Você, Èsù, é, de fato, o meu verdadeiro amigo.”
Deste modo, passou a se dizer em todas as terras yorubá que “Não há amigos mais próximos um do outro do que Òrúnmìlà e Èsù.”
Pois bem, nas decifrações, distinções, conquistas e nas incessantes buscas, tentativas e desejos de todos os Homens, fico com a certeza de que não bastar querer, ter, herdar, adquirir, possuir… Precisa mesmo, é ter respeito, verdade, talento e competência!!! Mais ainda, é preciso estar disposto a CAMINHAR JUNTO, mesmo sob aparentes diferenças.
Por fim, fico obviamente com as colocações finais de Exu: a grande verdade é que o segredo da vida não está nos instrumentos, mas na mente
por Mãe Mônica Caraccio

Centro de Iluminação Nosso Lar: Festa de Exu e Pomba-Gira

Centro de Iluminação Nosso Lar: Festa de Exu e Pomba-Gira: Sábado - 24.02.2018 - 17:00 Festa de agradecimento a Sete Porteiras, a Joana e aos demais guardiões (Exus) e guardiãs (Pombas-Gira) ...

Umbanda Linda 003 - 18.02.18 - Alexandre Cumino - Rádio Mundial

EXU chefia Coroa Mediúnica?

Tira Dúvidas nº 249

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

A quem Possa Vir a Interessar !

 

Ainda dá tempo de ingressar no grupo de

DESENVOLVIMENTO MEDIÚNICO

"Desenvolver a mediunidade não significa dar algo a quem não está habilitado a recebê-lo.  Ao contrário do que apregoam, mediunidade não é punição, e sim, uma benção divina, concedida ao espírito no momento em que encarna". 
Rubens Saraceni - Código de Umbanda, Madras Editora, 2006, p. 87

Venha assistir gratuitamente às aulas dos dias  21 e 28 de Fevereiro e conheça o método de trabalho do Sacerdote Alexandre Cumino.

"Muita gente diz que a mediunidade é bonita, mas dizem também que, se você não cumprir essa missão, será punido".
"Mas, se a mediunidade é uma missão bonita, então não pode haver punição para quem não praticá-la". Rubens Saraceni.
Inscreva-se AQUI para participar!
 
DÚVIDAS? 
Fale conosco pelo whatsapp: (11) 96031-3675

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

231 - Carnaval e excessos

Tira Dúvidas nº 246

SUA FÉ PODE ESTAR SENDO TESTADA

SUA FÉ PODE ESTAR SENDO TESTADA

Quem é Mãe Monica Caraccio?

Axé, Mônica! 49 anos, casada, bem casada e vivendo lindas e fortes emoções, sempre de grande aprendizado com esse companheiro de vida. Mãe de uma filha a qual me sustenta e me ensina valores como amorosidade, resiliência e esperança. Sou de família tradicional onde a educação era encapsulada, mas a Fé era a base para minha mãe e o prover para meu pai. Irmã de 3 Seres lutadores e íntegros. E como Mãe Mônica Caraccio, sou mãe espiritual de 19 médiuns os quais, juntos, lutamos por serenidade para aceitar as coisas que não podemos modificar, coragem para modificar as que podemos e sabedoria para distinguir umas das outras.   (ahhhh… importante: esse número de filhos é mutável dependendo não do sucesso da luta, mas da permissão espiritual de cada um, inclusive o meu!)
Formei-me em Ciências das Religiões pela Faculdade Claretiano SP, estudei Teologia na PUC SP e fiz pós graduação da História da África e do negro no Brasil pela UniCastelo SP.
Cheguei ao grau 12º da Magia Divina com Pai e Mestre Rubens Saraceni (em memória) no Colégio Tradição de Magia Divina e me especializei em radiestesia e radiônica pelo Senac SP.
Sou mestra em reiki e apometria a qual estudei e pratiquei por anos com querido Sr. Sardinha (em memória) e sua esposa Dona Leticia na casinha Azul.
Sou taróloga. Há 16 anos pesquiso, analiso e viajo profundamente pelas cartas Tarô de Marseille e seus símbolos sagrados, surpreendendo-me e fascinando-me a cada nova abertura de mesa.
A mais de 18 anos me reconheço como médium cheia de dons espirituais, mediúnicos e humanos, e que, depois de muitas iniciações ritualísticas, consagrações espirituais e graus conquistados e outorgados, há 13 anos me tornei sacerdotisa com grau de Yalorixá fundando meu próprio pedaço do céu, meu próprio solo sagrado, meu próprio Centro de Umbanda – Núcleo Cultural e Social de Umbanda Carismática Luz de Oxalá Força de Oxum, tendo Ogum em minha companhia e a responsabilidade de Mãe Espiritual.
Sou escritora, criadora e sustentadora do blog www.minhaumbanda.com.br e do Jornal de Umbanda Carismática – JUCA – editado, escrito e diagramado por mim, rodado pela Folha de São Paulo com mais de 16 paginas e 10 mil exemplares/mês distribuído gratuitamente por mais de 7 anos consecutivos.  (https://pt.wikipedia.org/wiki/Jornal_de_Umbanda_Carism%C3%A1tica)
O QUE NÃO ACREDITO?
Não acredito em coincidência.
O QUE ACREDITO?
Ahhh, super importante… Acredito em MILAGRES!!! (já vivenciei vários…)
O QUE FAÇO HOJE:
  • GIRA ESPIRITUAL: Abro minha gira religiosamente toda sexta feira com a Graça Divina e toda Espiritualidade Superior nos iluminando e auxiliando.————————————————————
  • DESENVOLVIMENTO: Auxilio novos médiuns a percorrer esse caminho sagrado da evolução espiritual em nosso Desenvolvimento Mediúnico sempre com momentos edificantes e inesquecíveis. ————————————————————
  • ENSINO: Ensino Umbanda, religiosidade, espiritualidade, magia transformadora – dou aula em meu centro há mais de 12 anos formando centenas e mais centenas de novos olhares e saberes. Escrevo para meu blog www.minhaumbanda.com.br – meu canto de poesia, desabafo, saberes, marcas e compartilhamento.————–
  • MANDALAS: Abro mandalas magísticas e energéticas usando os elementos da natureza e todos meus graus conquistados para promover melhoras consideráveis e surpreendentes na vida da pessoa atendida. Tudo dentro da Lei Maior e Justiça Divina.                         ————————————————————
  • ENERGIA: Aplico e ensino reike acoplado com saberes cromoterápicos, espirituais, florais, metafísicos e vibracionais. Abro mesa radiestésica e gráficos radiônicos os quais, mede detalhadamente e projetam campos de energias com uma exatidão surpreendente.———————————————————————–
  • TARÔ: Faço leituras de Tarô. Jogo o Tarô tradicional, terapêutico e/ou Junguiano abertos em um espaço mágico cabalístico com intuito de trazer o máximo de revelação. Normalmente o jogo toma proporções surpreendentes e saímos embasbacados por tanta informação – claro que tudo dentro da abertura pessoal, do desejo, respeito e busca da pessoa, além do merecimento e permissão de cada um.
OU SEJA
Falo verdades, obedeço as ordens da espiritualidade superior, conduzo meu rebanho, luto pelo que acredito, ínsito demais, peço muita inspiração, saúde e força, agradeço mais do que peço.
Além de amar, sorrir, chorar, crer, lamentar, acreditar em missão, estudar, aprender e ainda indignar-me, esborrachar-me, arrepiar-me, curar-me por mim mesma e levantar muitas e muitas vezes focada no meu objetivo.
O QUE NÃO FAÇO?
Não faço o que você quer (mas sim o que devo, diante de meus valores religiosos, espirituais, humano e magísticos)
Não faço trabalho espiritual/magia para o mal ou qualquer tipo amarração. Acredito mesmo no poder do bem + esforço + conhecimento pois é assim que conquistamos aquilo que queremos, assim que realizo as melhores e mais fortes transformações.
Não indico outras casas ou outros meios, só confio – e confio muito – no que sai de mim.
Não adivinho números da mega, aliás, não sou adivinha.
Não digo o que você quer ouvir (sem sentido isso, não é mesmo?!)
Não incorporo quando você quer e muito menos só quando você pagar. Não prostituo o meu dom nem sou cafetã da espiritual.
COMO EXECUTO?
  • GIRA: as giras acontecem às sextas feiras no meu Terreiro de Umbanda, são atendimentos espirituais caritativos com intuito da melhora espiritual e mediúnica. Não se paga nada para participar das giras e conversar com os Guias espirituais, porém sempre saliento a importância da colaboração de todos para crescimento e melhora de TODOS! Afinal, além dos Guias em terra a sua disposição, temos velas acessas, ervas, água, limpeza, defumador, eletricidade, papel… comprados e pagos por alguém. ——————————————————————————— 
  • DESENVOLVIMENTO: o desenvolvimento mediúnico está direcionado aos filhos da Casa, isso acontece quando um assistido vem as giras e encontra uma nova forma de viver, assumindo a espiritualidade, a casa e sua condição de aprendiz/filho espiritual. Nessa ocasião começamos percorrer um caminho de verdade, esforço e transformações. O desenvolvimento mediúnico é uma “escolha” pessoal, um momento em que o novo médium se entrega a Algo Maior e que juntos, tudo fica mais fácil, pleno e seguro.——————————————————————————— 
  • ENSINO: os cursos são disponibilizados e abertos a todos que buscam conhecer um pouco mais o entorno e a si mesmo. Os cursos estão sempre sendo divulgados em nosso blog (próximos eventos), nas nossas redes sociais: facebook: Minha Umbanda e Eu – Mãe Mônica Caraccio – instagram: @maemonicacaraccio; ou ainda em nosso grupo da Umbanda Carismática (caso deseje fazer parte e receber nossos e-mails com nossas novidades, mande-me um e-mail pedindo para se inserir no grupo minhaumbandacarismatica@gmail.com). Já o blog, é só acessar e curtir!! —————————————– 
  • MANDALAS: as mandalas são espaços mágicos abertos e que seguem determinações para sua ativação e ação. Os atendimentos acontecem em datas e horários agendados.——————————————————————————— 
  • ENERGIA: tanto o reiki como radiestesia, também ocorrem em horários e datas marcados com antecedência. Todos merecem cuidados específicos antes, durante e depois dos atendimentos —————————————————————————————————————————- 
  • TARÔ: ahhh o tarô… O jogo de Tarô é aberto em dias e horários especiais dependendo de uma energia constelar. A abertura de mesa é individual, com dia e hora marcada, e normalmente o jogo completo chega a ter uma hora e meia de exploração.  –  No primeiro momento não se pergunta nada ao Tarô, você não fala nada! Nessa primeira tiragem as cartas mostram o que está acontecendo no tempo PRESENTE; aspecto positivo, negativo, ponto de estagnação o que é mais preocupante (com um conselho geral do que deve ser corrigido). No segundo momento, você faz perguntas diretas às cartas e vai-se em busca das respostas, do melhor caminho, sempre com a proposta de entender o presente e traçar uma rota para o futuro.  –  Durante o jogo vou lendo as mensagens e símbolos direcionando e aconselhando as ações que devem ser tomadas para promover o sucesso e tranquilidade para as inquietações.  –  Sei que muitas vezes esse direcionamento e aconselhamento são difíceis de ouvir, em outros de executar e outros ainda, são negados pelo ouvinte, mas aí não é mais de minha alçada ou responsabilidade, cada um com suas escolhas, cada um com seus resultados, certo?! Entenda, o Tarô mostra um caminho, eu “enxergo” essa rota e, como ponto máximo do jogo, te digo ‘o que’, ‘como’ e ‘a melhor’ forma de seguir, a decisão, se vai ou não acreditar e seguir, é unicamente SUA. Não me culpe por suas inseguranças, erros e escolhas.  –  Importante pontuar que o Tarô que jogo é um trabalho que alia muito estudo, energia, merecimento, permissões, técnica, sensibilidade e conhecimento. Eu não fico apenas lendo os significados das cartas como escritos em um livro, mesmo porque qualquer um pode fazer isso, eu uso meus talentos e dons na leitura das cartas. Saiba ainda: estudo, vivencio e pratico esse universo transcendente a mais de 18 anos e o tarô que interpreto vem surpreendendo e encantando conforme as permissões Divinas e o merecimento de cada um, até mesmo nos casos em que o jogo se fecha como “simples” reflexo…
HORA MARCADA:
Sim! Os atendimentos com hora marcada, como é com as mandalas, radiestesia, reiki e tarô são cobrados, obviamente. Esses NÃO SÃO atendimentos religiosos espirituais, portanto não são caritativos. São trabalhos que envolvem muitos elementos, energia, tempo e estudo, além disso, não conquistei nenhuma dessas capacidades de graça, ou seja, não se encaixa naquele ditado “De graça recebestes, de graça dai”.
Especificamente sobre o Tarô, existe nas tradições cigana uma superstição que se jogarmos carta de graça para as pessoas, as cartas mentem, elas fogem da realidade, e ambas as pessoas, tanto quem abriu o jogo como quem recebeu (consulente), acabam um dia se tornando inimigos por não ter havido uma TROCA JUSTA!
Havendo desistências, o valor do atendimento deverá ser cumprido da mesma forma, afinal todos os atendimentos, independente de para quem seja, merecem cuidados específicos antes, durante e depois.
Desistências repetidas, eu cancelo a possibilidade do atendimento definitivamente, obviamente não está havendo merecimento ou permissão para tal. Além disso, a busca por ajuda é razoável e acredito ser antiético bloquearem meu horário para simplesmente não aparecerem ou ficarem desmarcando sem discriminação.
IMPORTANTE: impossível responder perguntas remanescentes ou que foram “esquecidas” no momento do atendimento em um outro momento, ok? Difícil também será eu gravar todas as informações ditas no atendimento e tê-las que relembra-las para sua segurança ou comodidade.
Por fim, me considero uma pessoa de Fé, que pede respeito e que acredita no Poder do que está Além, no PODER DO TRANSCENDENTE!

Meus contatos: 
minhaumbandacarismatica@gmail.com 
whatsApp (11) 99707-8295 

Mãe Mônica CaraccioFOTO MONICA E MARCO

POR ISSO OS GUIAS NÃO TE AJUDAM!