quinta-feira, 3 de outubro de 2019

AULA 3 - Jornada Meditar Transforma

Aula 02 - Jornada Meditar Transforma

�� [Reprise] AULA 1 - Jornada Meditar Transforma

MÉDIUNS COM MUITOS GUIAS X MÉDIUNS COM POUCOS GUIAS

PTD nº 418 - É preciso mesmo do transporte para o descarrego?

PTD nº 417 - Sinto que os Orixás e guias me abandonaram.

PTD nº 412 - Qual o fundamento de quebrar vela no descarrego?

PTD nº 415 - Vela branca do anjo de guarda chorou cera preta

SUPER TIRA DÚVIDAS AO VIVO.

Amor e relacionamentos segundo Rodrigo Queirós

Mojubá Antonio, axé!


No e-mail anterior eu trouxe números curiosos sobre as 10 entrevistas que fiz com Cartomantes e Videntes, ali já anunciei sobre a principal motivação, que ganha em disparado na procura de antecipar o futuro: AMOR – RELACIONAMENTOS.
Em um tempo em que aplicativos do tipo Tinder crescem e se personalizam com imensa velocidade significa que “os tempos estão mudando”?
O Vidente Esotérico Quântico Theodoro Moreira, de São Paulo, compartilhou um caso interessante:

“Certa vez uma cliente se apaixonou, em uma saída, com um rapaz do Tinder. Ficou alucinada e tinha plena convicção que ele era a alma gêmea dela, só que ele não sabia e queria confirmação disso nas cartas."

Sinceramente Antonio, só me parece que é a velha espécie humana de sempre em busca desesperada para estabelecer conexões, quer sejam sexuais rápidas e inexpressivas ou quem sabe, vai que, dá certo e através de um aplicativo encontra o grande amor da vida, ah... Este sim é o desejo mais profundo.
É certo que a nossa evolução tecnológica têm permitido encurtar distância, modificar de fato o “modus operandi” da conquista, da relação e principalmente a velocidade de como as coisas vão acontecer. Por outro lado especialistas afirmam que embora estejamos inventando tudo isso, ainda não temos maturidade para lidar com estas próprias invenções, vide as redes sociais, que muitas vezes parecem um faroeste, terra de ninguém, sem lei e sem verdade.

Procura-se O Amor Eterno 

A procura desesperada por um amor correspondido, gera mercado, pois é, o cupido ficou a muito tempo no passado e entra em ação os mercadores do “amor”, de postes a jornais, revistas, site e outdoor você encontra infinitos anúncios daqueles que prometem “trazer seu amor em 24hs”, o mais ousado que tenho visto nos últimos anos é ainda o gatilho da garantia “pague só depois do resultado”, aí sim hein! Esse é dos bons! 😂

O Relacionamento Em Crise

Relacionamentos em crise é uma experiência para quem decidiu compartilhar a vida ao lado de outro alguém e naturalmente conflitos existirão e possivelmente períodos mais críticos, já ouviu a sabedoria popular “é na crise que se cresce”? Pois então, casais que assumem um compromisso verdadeiro de compartilhamento da história viverão na prática esta verdade, contudo não é o que acontece nos tempos atuais.
O indivíduos estão em crise consigo, transferem isso para seus relacionamentos que não ultrapassam uma fase curta de paixão.
Portanto o relacionamento mais fragilizado ainda é do indivíduo consigo mesmo.
Este é um ponto importante que vou abordar na minha AULA AO VIVO, dia 08, às 15hs.
E se você não consegue lidar com sua própria identidade, dialogar com o outro sobre o relacionamento pode ter experiências desastrosamente traumáticas.
Casais se separam sem mesmo tentarem dialogar honestamente, brigam, se machucam e não se escutam.
Aprender o idioma relacional do outro é fundamental para construir relacionamentos consistentes, a isso, o Dr. Gary Chapman denomina as Linguagens do Amor, o tema central da minha AULA AO VIVO, é imperdível se você quer ter sacadas poderosas sobre relacionamento.
Link Inscrição Aula Ao Vivo →

Quais Efeitos Colaterais da Amarração?

O vendedor de ilusões afirma que o único efeito colateral é ter a pessoa de volta. E o discurso do “benfeitor” é que a amarração é apenas uma segunda chance para se concertar o que não deu muito certo anteriormente.
Olha só Antonio, na prática, quando a amarração dá certo significa que o alvo começa a se confundir sobre os sentimentos e acaba ficando sexualmente dependente do outro. Mas um grande incomodo se instala no magiado, e a sensação é de estar sendo forçado a algo, estar realmente amarrado a uma situação. Nunca vi um caso de amarração em que houve harmonia na relação, o resultado é de extremos conflitos e tudo só piora.
Por isso dura pouco, logo o afetado desconfiará que tem algo errado e vai procurar entender, ao procurar, vai encontrar a resposta e vão desfazer esta magia (simples de resolver).

Amar é Uma Decisão

Relacionar-se com alguém, é acima de tudo, uma decisão consciente de aprender a linguagem relacional do outro e ensinar a sua, quando se entende este princípio, amar é uma experiência consciente e não uma ideia romântica apenas.
Cada um dá o que tem, e se você não tem amor próprio consciente, dificilmente entregará amor ao outro e portanto mais dificilmente receberá amor verdadeiro do outro.
Link Inscrição Aula Ao Vivo →
Vou continuar sobre isso, no próximo e-mail 😉
Grato pela atenção Antonio,
Rodrigo.

O que as 10 Cartomantes me contaram por Rodrigo Queirós

Mojubá Antonio, axé!

Feliz que você se interessou em receber o conteúdo sobre o Treinamento Exu do Ouro.
Hoje eu tenho algo especial para te contar: a entrevista que fiz com 10 Cartomantes e Videntes e o desdobramento dessa oportunidade.
Vou contar e compartilhar com você em 3 e-mails, por isso abra todos nossos contatos por aqui, ok?

A Curiosidade Revela Muito Sobre o Indivíduo

Você já consultou uma cartomante ou vidente Antonio? Imagino que sim, mas se não o fez ainda aposto que conhece alguém bem próximo de você já foi, certo? 🧐
Eu sempre fiquei muito curioso sobre qual é a motivação das pessoas nessa busca de consultar um oráculo para “desvendar” o futuro, bem, confesso que nos primeiros anos de contato com a Umbanda também tive a oportunidade de consultar algumas cartomantes e videntes e... te conto mais detalhes depois.

10 Cartomantes em 4 Estados Diferentes 

Bem, depois de tantos anos nesta liderança religiosa que exerço, recentemente fiquei interessado em ouvir diretamente da fonte, afinal, quem são estas pessoas que procuram (e lotam) os consultórios oraculares? Qual sua média de idade? Qual gênero é mais frequente? E acima de tudo qual é a motivação? 
Montei a estrutura dessa jornada e então saí a campo, procurei 10 “profissionais” distintas, sendo cartomantes do baralho cigano, tarôs e vidente do tipo que lê copo com água, bola de cristal e borra de café, entre este grupo estavam mães de santo e esotéricas e foquei em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, pois é, eu queria saber também se as motivações mudam por influência cultural.
Eu questionei a cada uma sobre seus últimos 10 atendimentos, portanto estamos falando de um total de 100 pessoas nesta breve e muito pretenciosa “pesquisa”.
Ah Antonio, preciso salientar que prometi que não usaria o nome delas e nem de seus “clientes” verdadeiros por sigilo natural.

O Questionário

O foco foi simples e as perguntas foram as seguintes:
  • Gênero?
  • Idade?
  • Motivo Principal?
  • Motivo Secundário?
  • Desdobramento?

Os Números Não Mentem

Antes de continuar lendo Antonio escreva aí em algum lugar qual sua aposta, escolha um entre estes Três do Ranking de TOP 3 Motivações das Pessoas no Terreiro:
1 – Dinheiro e questões profissionais?
2 – Emocional e dificuldades nos relacionamentos afetivos
3 – Cura de alguma doença
Anotou? Confesso que fiquei sinceramente surpreso com os números, vamos lá:
  • De cada 100 pessoas, 76 são mulheres;
  • 83% estão na faixa de idade entre 28 e 55 anos;
  • 80% (8 entre cada 10) procuram soluções Amorosas (opção 2) e mais, a inclinação em se sujeitar a qualquer coisa neste sentido é assustador, vou comentar mais disso no e-mail, continue lendo atentamente.
  • 13% está em busca de soluções e entendimento para sua condição financeira e destes a grande maioria são homens que priorizam;
  • 7% variam entre busca de alguma cura e outros motivos
Como disse Antonio, fiquei surpreso, não sei você, mas eu imaginava que em função da nossa situação econômica do país, tanto desemprego e pouca oportunidade o motivo financeiro fosse aparecer de longe o mais procurado e não foi o que aconteceu.
E mais, os números se repetem em todos os Estados, não é uma questão regional, estamos aprendendo que é mesmo humano e seriamente algo dos tempos pós-moderno.
A fala da Vidente Cleusa de Iemanjá lá de Porto Alegre me deixou impactado:  

“Tenho uma cliente que em 4 anos está fazendo a quinta amarração” detalhe, é para um quinto parceiro diferente.

Questionei se ela não se deu conta de que portanto isso não faz sentido, ao que ela retrucou:

“Funciona sim, ela ficou mais tempo com os moços do que antes de fazer os trabalhos, acontece que amarração é mais uma chance, não é um milagre, a moça não dá conta de manter os rapazes com ela” indignou-se.

Antonio eu sei que agora você está se fazendo muitas perguntas, eu prometi, vou falar da amarração de fato no próximo e-mail desta série. 

Sabe O Que Isso Significa Antonio?

Que nada é mais impactante e perturbador na vida das pessoas que as suas relações afetivas, somos de fato uma espécie social e que precisa amar e ser amado, sentir e ser sentido, tocar e ser tocado, trocar e receber.
esvaziamento relacional, emocional portanto é em grande parte uma tragédia para a experiência humana, pois estar num relacionamento de troca efetiva é ter clareza de sua própria identidade, sentir que tem importância e que sua vida faz a vida de outro também especial, quando se perde a sensação pessoal de importância para outro um buraco começa se desenvolver na alma do indivíduo e ser devastador.
Muitos dizem que é feliz sozinho, salvo honrosas exceções no geral isso é apenas uma “historinha para se enganar”, ou melhor, enganar os outros, porque a si neste aspecto não dá para sustentar tal mentira por muito tempo.
A Cartomante Lúcia Vidalgo, de São Paulo, região de Moema me disse que

“As meninas estão desesperadas para encontrar alguém que sejam seu porto seguro, para viverem um romance de livro, mesmo que em suas redes sociais se fazem de liberais, autossuficientes e dotadas de um amor próprio quase que suficiente”.

Solidão vs Solitude

Existe portanto, uma grande diferença entre Solidão que é o efeito de estar só sem ser isso uma decisão, é a sensação de abandono por parte do outros e uma experiência normalmente perturbadora.
Já a Solitude é uma decisão pessoal, excelente por sinal, de dar-se momento de qualidade sozinho, se afastar das pessoas, redes sociais e distrações outras para se dar o silêncio, o entretenimento sozinho e se curtir, consciente e pontualmente.
A solitude é excelente para alimentar a autoestima e reavivar autoconhecimento mais profundo e consistente. É divertido e criativo.

O Amor é uma Divindade

O mais interessante Antonio é que na Umbanda o AMOR é uma Divindade ou mesmo uma expressão particular do Criador, religiosamente denominamos de Mãe Oxum, portanto é uma expressão da Deusa do Amor, das relações, das conexões e do seu desdobramento natural.
Viver o florescimento do amor é um processo, uma construção e acima de tudo uma decisão.
A humanidade está em profunda crise de relacionamento e a superficialidade das interações e tentativas de relacionar-se com os outros é só a ponta do iceberg desta fase que a humanidade atravessa.

Exu do Ouro e a Prosperação do Amor

Nesse contexto que Exu do Ouro, o Guardião do que denominamos “Fluxo Prosperador” é o regulador deste axé, ou poder divino que se assimilado corretamente pela humanidade poderemos presenciar e viver uma grande virada de realidade.
A falta de conexões profundas e construtivas aniquila a criatividade que é o colorido da vida diária, sem criatividade que se manifesta na fonte pessoal do amor não existe produtividade, reinvenção de si diariamente e todo o indivíduo é afetado negativamente.
Sem entusiasmo não há produtividade e resultados, daí então a crise financeira e profissional que por sua vez impacta na percepção de auto-realização, bem-estar e dignidade, logo ladeira abaixo deprime-se e uma penumbra pode começar a assumir o lugar do sol existencial.
No dia 08 de Outubro às 15 HORAS vou ministrar uma AULA AO VIVO online, fechada e gratuita para aprofundar o assunto As Linguagens do Amor onde vou compartilhar um conteúdo que quando eu acessei trouxe um oxigênio emocional e comportamental em todos meus papéis que parece até mandinga rsrsrs
Faça sua inscrição e garanta sua participação nessa aula fechada. Convide as pessoas que você acredita ser especiais para também acessar este conhecimento!
Link de Inscrição Aula Ao Vivo →
Agora Antonio o melhor que você tem a fazer é aguardar meu próximo e-mail.
Gratidão por sua especial atenção até aqui, muita coisa interessante está por vir, agora me responda sinceramente, você está feliz com seu relacionamento afetivo?
Numa nota de 0 a 10, como você avalia sua vida afetiva hoje?
Mojubá!
Rodrigo.

Pode fazer ou não ritual de Umbanda em casa segundo Rodrigo Queirós

AULA GRÁTIS  

[RITUAL DOMÉSTICO]

Saravá, Antonio
Muito legal que você se interessou por esta aula especial e exclusiva sobre um questionamento muito comum, afinal, pode ou não ritualizar em casa? Existe pré-requisito? Quem pode? 
Quais os motivos pra tanto discurso de medo sobre isso?
Confira agora a aula disponível, em breve este link vai expirar e este conteúdo será exclusivo aos meus alunos da Confraria Umbandalogia. 😉
Assistir à aula ESPECIAL agora →
Muito grato pelo seu interesse e especial atenção sempre!
Logo mais te enviarei um e-mail com uma super oportunidade ainda neste tema.
Boa aula!
Rodrigo.

Elementais, encantados e naturais segundo Alexandre Cumino

Elementais, encantados
e naturais

Por Alexandre Cumino

Sei que é complicado conseguirmos fontes confiáveis de informação a respeito de assuntos como este proposto (elementais e encantados da natureza).
Dentro da literatura kardecista me limito a fazer menção de uma obra de Chico Xavier , não pela quantidade de informação mas pela autenticidade e valor incontestável da mediunidade deste verdadeiro “apóstolo” encarnado:
André Luiz em suas obras psicografadas na mão de Chico Xavier, não perde oportunidades em citar o valor e as benesses adquiridas no contato com a natureza, como em “Os Mensageiros” cap 41(entre árvores), por exemplo, e vai além no livro “Nosso Lar”, cap.50 pg.279, temos este texto: “Narcisa chamou alguém, com expressões que eu não podia compreender. Daí a momentos oito entidades espirituais atendiam-lhe ao apelo . Imensamente surpreendido, vi-a indagar da existência de mangueiras e eucaliptos. Devidamente informada pelos amigos, que me eram totalmente estranhos, a enfermeira explicou:
- São servidores comuns do reino vegetal, os irmãos que nos atenderam...”.
Olhando de fora fica claro que André Luis conhece e muito bem este assunto, mas talvez para não criar polêmica  ou até mesmo, simplesmente,  por não ser prioridade no enfoque da doutrina Kardecista ele faz apenas esta pequena referência, aos nossos irmãos que estagiam na natureza.
Exitem ainda autores que vão além no assunto, ainda numa abordagem kardecista, como é o caso de Rochester que no seu “Narrativas Ocultas”, editado pela “Boa Nova” , escreve: “As ondinas, as libélulas e as almas das flores”.
Agora pulando toda aquela febre, de duendes e gnomos, vamos a Umbanda, onde temos uma realidade imensuravelmente rica , com incorporações de entidades na qualidade de orixás , que vêm especialmente para trazer o axé dos reinos da natureza e suas dimensões,
Como o caso das “oxuns”, “nanãs”, “oguns” (os encantados )....e as tão faladas “sereias”.
Quem nunca ouviu “o canto da sereia em terreiros” de umbanda , “o canto que a todos encanta”, são entidades que estagiam nas mais variadas dimensões da natureza.
Agora o que nos resta é classifica-los e entende-los dentro de nosso contexto, ou de um todo.
Na “Gênese Divina de Umbanda Sagrada” , livro psicografado por Rubens Saraceni, o espírito de Seiman Hamiser yê  (um espírito integrado às hostes de Ogum Mêge) nos explica que nós também já fomos elementais e encantados da natureza uma vez que faz parte do caminho da evolução, pois fomos criados por Deus que nos dá nossas qualidades primevas e natureza original e onde somos como que estrelas da constelação do criador.
Somos então “seres essenciais”, somos apenas um mental totalmente inconsciente mas qualificados em uma das sete qualidades essenciais do Criador. Para nossa dimensão, seria como estar em um parto divino onde estamos sendo gerados para as dimensões onde habitam os filhos do Criador, passamos a absorver as energias a fim com nosso padrão vibratório tornando-nos “seres elementais”. A partir de nossa essência original se forma o primeiro elemento e com o amadurecimento passamos a absolver um segundo elemento, como que instintivamente. A partir da absorção do terceiro elemento começa a se formar um corpo já estruturado com centros de energia, que darão origem aos chacras em si e é neste estágio em que começamos a adquirir certa consciência, somos considerados “seres encantados”, onde somos conduzidos por nossos sentidos,onde nossas faculdades relacionadas a tal sentido afloram e amadurecem,de tal forma que passam a  espandir nossa capacidade mental.
Daí para frente nos tornamos “seres naturais”, podendo ou não entrar no ciclo encarnacionista, que serve para acelerar nossa evolução rumo de volta ao Criador, onde voltaremos a deixar de ter um corpo (como nós o entendemos na matéria), até que nos tornaremos outra vez um mental ou “estrelas de Deus” e da criação, como no plano virginal, só que a gora não mais inconscientes mas hiper conscientes, não precisando nada além da mente para tudo realizar.
É todo um universo a ser estudado, para quem quiser entender melhor existem passagens em alguns livros que relatam a experiência de algumas entidades como os encantados:
No livro “Cavaleiro da Estrela da Guia” Simas de Almoeda  o “Pagé Branco”  entra em contato com encantados do fogo dentro da dimensão deles.
No “Guardião do fogo Divino” o personagem entra na dimesão de uma “Oxum do fogo” tem o prazer divino de conhecê-la e ajudá-la na orientação dos encantados sob sua tutela.
No “Hash Meir” ele entra em contato com encantadas do reino da mãe Yemanjá....
Bem para completar, todos nós Umbandistas também entramos em contato com os encantados e encantadas da natureza e naturais, pois damos passagem a sua incorporação durante nossos trabalhos, o que vem a engrandecer e ajudar mutuamente aos dois lados.
Um grande abraço,
Colégio Pena Branca ♥︎☉

ACADEMIA: Texto= Renovação da Umbanda Urbana contemporânea: Por Luan Rocha de Campos

Dear Antonio, You read the paper " Algumas observações em torno da renovação na Umbanda urbana contemporânea "...