segunda-feira, 31 de março de 2014

REVISTA XIRÊ


 
Revista de Orixá tem nome
Revista Xirê
Na edição de Abril:
Olódumàrè (Deus na visão Yoruba).  Entenda como o povo Yorùbá entende Deus, quais Suas características e como age o povo em relação a Ele. Um tesouro na cidade de São Paulo. Em plena cidade de São Paulo existe um lugar repleto de cultura Negra, incluindo cultura de Orixá e Egungun, e melhor. o acesso é gratuíto.
Homenagem: 43 Anos sem Joãozinho da Goméia - A vida e história de um dos babalorixás mais conhecidos e polêmico do Brasil. Entrevista com Mãe Ana do Ogum - a pérola do candomblé - Mãe Ana fala sobre o Axé Oxumarê, PC, Axexê e Egugun. Imperdível!

Oxalá Nos Uniu parte 2 - UMBANDA. (+playlist)

Oxala Nos Uniu parte 1

VIVER E MORRER

PRELÚDIO DA VIDARedação do Momento Espíritahttp://www.momento.com.br/pt/ler_texto.php?id=4083&stat=0
 
De todas as coisas na vida, nada há mais preciso do que a morte.
 
Qualquer criatura que goze de vida, tem assinalada, em algum momento, a sua morte.
 
Imparcial como ninguém, ela arrebata jovens e idosos, desiludidos, sonhadores e idealistas, trabalhadores e ociosos.
 
Inoportuna, surge em momentos de mágica alegria, transformando o ambiente com seus véus de crepe negro.
 
Incoerente, leva os mais jovens e saudáveis, deixando no seu rastro pessoas enfermas e de anos incontáveis.
 
Entretanto, o mais terrível não é a sua ação direta, mas suas consequências, ou seja, o grande vazio que deixa nas vidas dos que prosseguem na Terra.
 
A incerteza de que haja um depois da morte leva muitas pessoas ao desespero, ao abandono de si mesmas, à depressão.
 
Walter Lowen foi uma dessas pessoas. Depois de um convívio de trinta e sete anos, foi separado de sua amada Selma, de forma inesperada, pelo espectro da morte.
 
Ele não sabia como continuar vivendo sem a presença dela. Ela era o seu sol, em torno do qual ele, um pequeno planeta, realizava sua órbita, dia após dia. Ele se sentia como alguém sozinho na escuridão.
 
O médico, percebendo seu estado emocional desesperador, o fez retornar do mundo de sombras em que se encontrava, dizendo-lhe: Você tornará a vê-la.
 
Depois de escutar a curta frase, Walter começou a pensar que a separação da esposa era algo temporário.
 
E tudo ficou mais fácil de ser suportado. No entanto, foi quando lhe chegou uma carta, que ele se sentiu profundamente tocado.
 
Dizia assim: Eu não conheço a forma da imortalidade. Mas, também, nunca vi o amor, a fé, a integridade ou qualquer das outras qualidades que dão sentido e beleza à vida.
 
Apesar disso, não ponho em dúvida sua realidade, pois já vivi com elas em ação. A morte não destrói essas qualidades.
 
Só se pode perder o amor quando é retirado de nós. A morte não o tira, pois o amor não tem limites.
 
O amor continua conosco, cercando-nos e fortalecendo-nos, uma força ativa e positiva, uma realidade mais profunda do que o som de uma voz ou o toque de uma mão, por mais queridas que sejam essas sensações.
 
Como é possível, então, descrer da imortalidade da alma?
 
Sua esposa vive e continua a amá-lo, esperando um dia reencontrá-lo para a continuação dessa convivência que vocês souberam valorizar durante trinta e sete anos, ininterruptamente.
 
Nesse dia, Walter retornou à vida...
 
* * *
 
A certeza da Imortalidade é das mais gratificantes revelações. Confere a certeza do reencontro. Permite que aquele que permanece jornadeando pelos caminhos do mundo, tenha robustecida a chama da esperança.
 
Esperança de que o amor continua, que o amor ama e vela.
 
Certeza de que não caminha só, no mundo. Que, mesmo que reconstrua a sua vida afetiva, ao lado de outro cônjuge, o amor amado entende e abençoa.
 
E, afinal, depois de passados os anos, transcorrido o tempo, chegado o momento da sua própria partida, será recebido, no mais Além, por quem lá vive e ficou anos aguardando.
 
Ao chegar, será recepcionado com um sorriso, um grande abraço e as doces palavras: Que saudade! Há quanto tempo espero você.
 
Morte, prelúdio da verdadeira vida!
 
Pensemos nisso.
 
Redação do Momento Espírita, com base no artigo Morte, prelúdio da vida, de José Ferraz, da Revista Internacional de Espiritismo, de fevereiro de 2014.
 

Em 25.3.2014.

A Ecologia na Espiritualidade

A ECOLOGIA À LUZ DO ESPIRITISMO
Izabel Gurgel
 
 
I - INTRODUÇÃO
 
A partir do momento da criação do mundo passaram-se muitos milhões de anos até que a configuração do planeta Terra assumisse a forma que nós conhecemos hoje.
 
Isso já deixa antever que a Criação não permite que a Natureza dê saltos , o que dificultaria, desta maneira, a evolução lenta e progressiva pela qual passaram os diferentes seres dos diferentes reinos que estão neste planeta, não só no que diz respeito à crosta terrestre propriamente dita, bem como tudo aquilo que compõe o quadro natural, além das inter-relações intrínsecas, entre a camada gasosa que envolve a terra , conhecida como atmosfera e, este mesmo planeta.
 
Em nossos dias, o desenvolvimento científico e tecnológico, nos permite saber que esta configuração não foi e nem é definitiva e mais, que ela está em constante modificação, ao longo do tempo e do espaço, segundo uma dinâmica própria em consonância com o planejamento dos Arquitetos Siderais, em função do equilíbrio cósmico.
 
A Natureza como um todo, e todo o Cosmos, segue o seu curso evolutivo e, esse ambiente do planeta Terra que foi destinado ao Homem para que nele desenvolvesse também o seu caminho lento e progressivo de evolução, em equilíbrio com tudo aquilo que está à sua volta, e, sobretudo, com a grave responsabilidade de conviver pacífica e harmoniosamente com seus semelhantes e com este ambiente que o cerca.
 
Hoje em dia, neste final de século, em que o clamor de boa parte da humanidade ainda se volta para a saúde e o pulsar do planeta, verificamos que a espécie Homo sapiens, da qual o homem é o seu representante de topo, esta longe o bastante para que se possa dizer que este mesmo homem procurou conservar o seu patrimônio natural que lhe foi posto à disposição para os anos a seguir.
 
Por outro lado, pelo menos desde que os profetas, avatares e principalmente Jesus, vieram trazer os ensinamentos necessários para conduzir a mente do homem também para as coisas do Pai, desde Moisés que, muito tempo antes da vinda de Jesus, mesmo que ainda predominasse a Lei de talião, do “Olho por Olho e Dente por Dente”, que vem a Humanidade sendo preparada para se colocar numa posição hominal, não só em relação à sua estatura bípede (a qual já a possuía há muito tempo), mas, sobretudo em relação à elevação de seus pensamentos para Deus e para as coisas do Espírito, através do Amor Crístico Universal.
 
Jesus, quando de sua descida à Terra, estabeleceu a Escola Iniciática na Doutrina do Amor, tendo dito que trazia um único Mandamento: “Amem a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmos”, pela caridade, pela fraternidade, pelo amor ilimitado e que só assim o Reino de Deus estaria com suas portas abertas para todos aqueles que, desta forma, passassem a conduzir suas vidas, sendo esta a grande orientação deixada por Ele para toda a humanidade.
 
Ao findar o Segundo Milênio, vê-se que o homem pouco apreendeu, ou sequer colocou em prática tais ensinamentos representados por essa grande síntese proposta por Jesus. E se não foi capaz de amar a seu Deus, como teria sido capaz de amar a si próprio e ao próximo como a si mesmo?
 
Considerando que ele próprio vem permitindo degradar sua matéria pelo uso abusivo dos prazeres da matéria e as ilusões que só as artificialidades da personalidade, de seu Ego super dimensionado trazem para si, pode-se imaginar os danos que este mesmo Ser humano vem causando ao ambiente natural que o cerca. 
 
II - O QUE É ECOLOGIA?
 
Antes de continuarmos, devemos saber qual o significado do termo Ecologia: oikos , em grego, quer dizer “casa”, “lugar onde se vive” e logos, também do grego, significa, “estudo de”.
 
Ecologia, de forma literal, pode ser entendida como “o estudo dos organismos em sua casa”.
 
Mas, como definição, podemos ter como sendo o estudo dos organismos ou de grupos de organismos em relação ao seu ambiente. Ou ainda, a ciência das interelações entre os organismos vivos e seu ambiente.
 
Considerando-se que a ecologia esta relacionada com a biologia de grupos de organismos e com processos funcionais nas terras, oceanos e águas doces é mais acurado dizer-se que ecologia é o estudo da estrutura e funções da natureza (admitindo-se que a humanidade é parte integrante dela), ou ainda: é a ciência do “ambiente vivo” ou simplesmente “da biologia ambiental”.
 
Pelo que pode-se ver do que foi dito acima em termos de conceituações, o Homem tem-se interessado pela Ecologia de uma forma prática, nada pragmática, desde muito cedo em sua História. Nas sociedades primitivas, cada indivíduo, para sobreviver, precisou ter um conhecimento definido do seu ambiente, isto é, para saber valer-se dele, precisou compreender as forças da Natureza , dos seus diferentes reinos, quer dizer: dos minerais, vegetais e demais animais.
 
O fruto de suas próprias observações levou esse homem primitivo a observar os astros em seu deslocamento pelo céu, os ventos, a chuva, as variações de temperatura, as correntes marinhas, as marés, as estações do ano, as plantas a serem cultivadas, por exemplo, e assim, empiricamente, mas perfeitamente integrado com tudo o que a natureza se lhe apresentava permitiu que sua trajetória evolutiva se processasse e chegasse onde estamos hoje, quando a Ciência e a Tecnologia contemporânea, já permitiram levar o Homem a explorar espaços e planetas outros que a Terra, tendo há trinta anos atrás, sido-lhe permitido pisar o solo lunar e retornado à Terra, são e salvo.
 
Só que o descompasso havido ao longo do tempo, levou o nosso planeta à situação em que se encontra em nossos dias, não precisando acrescentar as crises e os problemas que o próprio homem criou, mas que não se preocupou muito em resolvê-los, pelo menos, de forma objetiva e concreta.
 
Se considerarmos que as crises morais, sociais e filosóficas engendradas pelo Homem vieram refletir-se, de forma inexorável, sobre o meio que o cerca, como podemos esperar, por mais auto-regenerador que seja o Sistema de Gaia, que o Homem encontre um caminho pacífico e obedecendo os princípios básicos da Natureza para resolver tais conflitos?
 
“A pressão sobre o meio ambiente é, ao mesmo tempo, causa e efeito de tensões políticas e conflitos militares. As nações freqüentemente lutaram para ter ou manter o controle de matérias primas, suprimento de energia, terras, bacias fluviais , passagens marítimas e outros recursos ambientais básicos. Esses conflitos tendem a aumentar à medida que os recursos escasseiam e aumenta a competição por eles”, este trecho é encontrado na página 325 do relatório BRUNDTLAND, de 1988, da Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, no livro “Nosso Futuro Comum”, vindo corroborar o que foi dito acima.
 
Se hoje podemos compreender que a religião é a re-ligação do Homem com Deus Criador, reconectar-se com a Teia da Vida significa, dentro da observância da Lei de Evolução, construir e alimentar comunidades sustentáveis nas quais podemos satisfazer nossas necessidades a aspirações, sem diminuirmos as chances das gerações futuras, tentando o homem de todas as formas possíveis minimizar os efeitos, por mais nefastos que sejam, das disputas políticas entre as nações, sobre o meio ambiente.
 
Por causa disso, precisamos reaprender alguns princípios básicos de Ecologia.
 
Considerando-se que, basicamente todos os sistemas vivos exibem os mesmos princípios de organização, todas as comunidades são redes organizacionalmente fechadas, mas abertas a fluxos de energia e de recursos.
 
Por causa disso, o Homem precisa entender que apenas compreender os ciclos da natureza não lhe basta mais; faz-se necessário que ele traga isso para todas as experiências por que passa ao longo de sua vida. Além do princípio da interdependência, isto é, a dependência mútua de todos os processos vivos uns aos outros, que é a natureza de todo relacionamento ecológico que precisa ser igualmente incorporada, há a necessidade de o homem compreender porque determinadas crises ocorrem em certas regiões da Terra, como conseqüência de sua inadequada prática do uso da terra, por exemplo.
 
Compreender a interdependência ecológica significa compreender o relacionamento das partes com o todo, dos objetos com os relacionamentos, do conteúdo aos padrões. 
 
III- A ECOLOGIA À LUZ DO ESPIRITISMO
 
Encontramos no livro “O Consolador”, pelo Espírito Emmanuel, psicografado por Francisco Cândido Xavier, as questões de número 27, 28 e 121, em que se lê:
 
“Como devemos compreender a Natureza?” e a resposta de Emmanuel foi a seguinte: “A Natureza é sempre o livro divino, onde a mão de Deus escreveu a história de sua sabedoria, livro da vida que constitui a escola de progresso espiritual do homem evoluindo constantemente com o esforço e a dedicação de seus discípulos”.
 
Em seguida, foi perguntado a Emmanuel: As manifestações de vida dos vários reinos da Natureza, abrangendo o Homem, significam a expressão do Verbo Divino, em escala gradativa nos processos de aperfeiçoamento da Terra? Ao que foi por ele respondido: “Sim em todos os reinos da Natureza palpita a vibração de Deus, como o Verbo Divino da Criação Infinita; e, no quadro sem-fim do trabalho de experiência, todos os princípios, como todos os indivíduos, catalogam os seus valores e aquisições sagradas para a vida imortal.
 
A pergunta 121 é a seguinte: “O meio Ambiente influi no Espírito?” e Emmanuel responde: “O meio ambiente em que a alma renasceu, muitas vezes constitui a prova expiatória; com poderosas influências sobre a personalidade, faz-se indispensável que o coração esclarecido coopere na sua transformação para o bem, melhorando e elevando as condições materiais e morais de todos os que vivem na sua zona de influência”.
 
Pelo exposto, podemos ver que a Ecologia à luz do Espiritismo, certamente diz respeito à uma ecologia mais profunda, da consciência ecológica que deve vir do respeito à qualquer forma de preservação da vida, do respeito pela vida, que vem do religare espiritual.
 
É intenção de Deus de que todos os Seus filhos sejam felizes e, mesmo que nossa Humanidade atual, esteja neste planeta em fase de provas e expiações, com tudo isso nosso Deus, nos deu, por empréstimo um mundo muito belo, como um verdadeiro caleidoscópio de ambientes, com relevo, rios, montanhas, grutas, vales, florestas, cachoeiras, desertos, regiões cobertas de gelo, sendo as temperaturas muito baixas, fatores limitantes para qualquer forma de vida, onde apenas aquelas que possuam as precondicionantes e que foram sofrendo adaptações lentas e progressivas ao longo do tempo geológico, aperfeiçoaram-se de forma a viver em locais muito inóspitos e assim, para todas as demais formas de vida distribuídas pelas diferentes regiões biogeográficas de nosso planeta.
 
Se a intenção de Deus tivesse sido apreendida ao longo do tempo, sobretudo, no último século, pelos habitantes da Terra, não estaríamos diante dos descalabros que constatamos hoje em dia.
 
Naturalmente a Terra foi passando por transformações (algumas quase imperceptíveis, enquanto outras, com características catastróficas) e os agentes naturais da Natureza, foram fazendo o seu trabalho, todos eles regidos pela batuta invisível dos Engenheiros Siderais.
 
As paisagens foram se sucedendo e com isso, muitas delas foram desaparecendo num lugar e aparecendo outras, em outros locais, e com elas todo o conjunto de formas vivas igualmente passaram pelo mesmo processo, que é sempre de cunho evolutivo, provendo assim, um saneamento de algumas regiões.
 
Entretanto, o que se apresenta no mundo atual, resguardadas algumas paisagens naturais que o Homem ainda não conseguiu modificar de forma muito indecorosa, o Continente Antártico sendo um desses exemplos, denota a total incúria e desrespeito, sobretudo do Homem contemporâneo, à Natureza que o cerca, sobretudo vindo a desestabilizar os ciclos biogeoquímicos do planeta, destruindo a camada de Ozônio que a protege da incidência muito acentuada dos raios ultravioleta, o efeito estufa, acrescido do lançamento cada vez maior de CO2 e outros gases que aceleram o efeito estufa, da utilização de defensivos agrícolas que, em nome de um melhor rendimento de safras e com conseqüências danosas para todos os seres vivos, estão poluindo as terras e os rios, e que, por sua vez irão poluir os mares; e o efeito do El Ninõ e La Niña”,aí também estão como exemplos muito nefastos.
 
Hoje, sabemos que estamos na iminência de catástrofes ecológicas de conseqüências imprevisíveis, caso o Homem não desperte rápido do seu sonho destrutivo, em nome do progresso e do desenvolvimento, de um condomínio que esta sob nossa responsabilidade e guarda, mas que pertence a nosso Deus Criador apenas para quadro de nossa evolução e para ver se despertamos e nos religamos às realidades da Criação. 
 
IV- PERSPECTIVAS
 
Mahatma Gandhi disse certa vez: “Nós precisamos ser a mudança que nós queremos ver no mundo”.
 
De certa forma é a constatação do que foi dito acima com relação à pergunta de número 29 feita ao Espírito Emmanuel, mas sobretudo em sua resposta, no que tange a própria transformação do Homem para o bem , melhorando e elevando as condições materiais e morais de todos aqueles que vivem em sua esfera de interferência.
 
E essência do que Gandhi quis dizer foi que, antes que o homem deseje modificar o mundo, ele deve, antes de mais nada, começar por modificar-se a si próprio.
 
Essa modificação se realiza em dois sentidos: de dentro para fora, isto é, em seus próprios pensamentos, em suas palavras e em suas ações, em relação a ele mesmo e projetando isso para o seu mundo exterior, e, por sua vez, recebendo dele todas as informações necessárias para se engrandecer em conhecimentos, em experiências , sobretudo se modificar para melhor e, por conseguinte, SER aquilo que queremos para o nosso mundo, para o meio, com todo o seu conjunto de funções e de estruturas, mas admitindo que não é a sua vontade pessoal que deve imperar, mas sim o bem estar da humanidade, dotada da mesma paz, equilíbrio e auto-conhecimento que ele próprio.
 
Através da Educação , que é uma espécie de jornada para dentro do próprio “eu”, certamente o desejado equilíbrio, necessário para que haja uma ação mais efetiva do homem em busca da sua própria evolução, se dará através da busca do equilíbrio saudável dos elementos no ambiente global e que também se aplicam ao equilíbrio saudável das forças que constituem os sistemas políticos. Em outras palavras, é através do auto-conhecimento consciente e disciplinado que poderá o homem chegar ao cerne deste processo, que é eminentemente educativo.
 
Al Gore disse em seu livro “O Equilíbrio da Terra”, de 1992, “que não surpreende que tenhamos nos tornado tão desconcertados com o mundo natural - e é incrível que ainda sintamos alguma conexão com nós mesmos. Acostumamo-nos com a idéia de um mundo sem futuro. As engenhocas de distração estão gradualmente destruindo a ecologia interior da experiência humana. O essencial para esta ecologia é o equilíbrio entre o respeito pelo passado e a fé no futuro, entre a crença no indivíduo e um compromisso com a comunidade, entre o nosso amor pelo mundo e o nosso medo de perdê-lo. Um equilíbrio, em outras palavras, do qual o ambientalismo espiritual depende”. 
 
V - BIBLIOGRAFIA

ARAÚJO, H.L. - “Alguém Vela por Voce”, Aliança da Fraternidade. 1995.
XAVIER,F.C. ( Emmanuel).- “O Consolador”, FEB, 1940.
Nosso Futuro Comum. Relatório da Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento. Ed. da Fundação Getúlio Vargas. 1988
ODUM,E.P.- Fundamentals of Ecology. 2nd. Edition. 1959
PLANETA - ”Meditação. - Vamos Salvar a Terra?”. número 13. 1999.

sexta-feira, 21 de março de 2014

Um dos Beneficios da Meditação

21 fevereiro, 2014

Aumentam as evidências de que a meditação produz mudanças genéticas que melhoram a saúde.  Um novo estudo realizado por uma equipe de pesquisadores da Espanha, França e EUA descobriu alterações moleculares específicas geradas no corpo após um período extremamente curto de meditação na técnica conhecida com “meditação da mente alerta”.
A equipe investigou os efeitos de um dia de prática intensiva de meditação em um grupo de meditadores experientes, em comparação com um grupo de indivíduos-controle não treinados que se envolveram em atividades tranquilizadoras, mas não-meditativas.
Após oito horas de prática de atenção plena, os meditadores apresentaram uma gama de diferenças genéticas e moleculares, incluindo alteração nos níveis de regulação genética e menor ativação dos genes pró-inflamatórios.
Uma das funções conhecidas desses genes é a recuperação física mais rápida depois de uma situação estressante.  ”O mais interessante é que as mudanças foram observadas em genes que são os atuais alvos de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos,” disse Perla Kaliman, do Instituto de Investigação Biomédica de Barcelona (Espanha), principal autora do estudo, publicado na revista Psychoneuroendocrinology.
Os genes afetados incluem os pró-inflamatórios COX2 e RIPK2, além de várias histonas deacetilases (HDAC), os genes que regulam epigeneticamente a atividade de outros genes por meio da remoção de uma espécie de marcador químico.
Prevenção cardíaca - Os novos resultados ampliam os mecanismos biológicos conhecidos para explicar os efeitos terapêuticos da meditação, que vêm se somar aos seus efeitos espirituais.
Práticas baseadas na meditação da mente alerta têm demonstrado efeitos benéficos sobre doenças inflamatórias em estudos clínicos e já são endossadas pela Associação Americana do Coração como uma intervenção preventiva para as doenças cardiovasculares.
Fonte: Diário da Saúde
Nota da Redação: Acreditamos que, além desta pesquisa, qualquer prática meditativa traz benefícios múltiplos a seus praticantes. O simples fato de manter silêncio durante as Giras, nos Terreiros de Umbanda, auxilia no equilíbrio energético, além de integrar a corrente mediúnica formada

De Coração a Coração: MESTRA PÓRTIA - CADA UM TEM A SUA MISSÃO

De Coração a Coração: MESTRA PÓRTIA - CADA UM TEM A SUA MISSÃO: CADA UM TEM A SUA MISSÃO Mestra Pórtia Canal: Maria Silvia Orlovas 19/03/2014 Cada um tem a sua missão. Em cada momento da vida, ...

sábado, 15 de março de 2014

Os fundamentos do congá

 Os fundamentos do congá: O congá é o mais potente aglutinador de forças dentro do terreiro: é atrator, condensador, escoador, expansor, transformador e alimentador...

domingo, 9 de março de 2014

MENSAGEM PARA SER LIDA, REFLETIDA!

Independentemente de crenças ou religiões, acredito que todos deveriam ler, refletir e...AGIR!

MANIFESTO DA MAÇONARIA
ESTA MENSAGEM DEVE SER DIVULGADA PARA TODOS OS BRASILEIROS LIVRES E DE BONS COSTUMES, E TAMBÉM, A TODOS OS PROFANOS POIS, É CLARA E VERDADEIRA.
CARTA DA LOJA MAÇÔNICA ACÁCIA DAS NEVES Nº 22 ORIENTE DE SÃO JOAQUIM-SC - FILIADA AO G.O.S.C
Vivemos um dos momentos mais difíceis de nossa história.
O povo está sendo mantido na ignorância e sustentado por um esquema que alimenta com migalhas a miséria gerada por essa mesma ignorância.
A tirania mudou sua face.
Já não encontramos os tiranos do passado que com sua brutalidade aniquilavam as cabeças pensantes, cortando o pescoço.
Os tiranos de hoje saqueiam a Pátria e degolam as cabeças de outra forma.
A tirania se mostra pela corrupção que impera em todos os níveis.
Encontramos mais viva do que nunca as palavras do Imperador Romano Vespasiano que na construção do Grande Coliseu disse: "DAI PÃO E CIRCO PARA O POVO".
Esse grande circo acontece todos os dias diante de nossos olhos, especialmente sob a influência da televisão, que dá ao povo essa fartura de "pão" e de "circo".
Quando pensamos que a fartura acaba, surgem mais opções.
Agora vemos a Pátria sendo saqueada para a construção de monumentais estádios de futebol, atualmente chamados de arenas, nos moldes do que era o Coliseu, uma arena.
Enquanto isso os hospitais estão falidos, arruinados, caindo aos pedaços.
Brasileiros morrem nas filas e nos corredores desses hospitais; já outros filhos da Pátria morrem pelas mãos de bandidos inescrupulosos que se sentem impunes diante de um Estado inoperante, ineficiente e absolutamente corrompido.
Saúde não existe, educação não há, segurança, muito menos.
Porém, a construção dos "circos" continua !
Mas o pão e o circo também vêm dos "Big Brothers" das "Fazendas", das novelas que de tudo mostram, menos verdadeiros valores e virtudes pessoais.
Quanto mais circo, mais pão ao povo.
E o mais triste é que o povo, mantido na ignorância, é disso que mais gosta.
Nas tardes, manhãs e noites, não faltam essas opções de "lazer".
O Coliseu está entre nós.
O circo está entre nós.
Já o pão, esse vem do bolsa isto, do bolsa aquilo, mantendo o povo dependente do esquema subtraindo-lhe a dignidade e a capacidade de conquistar melhores condições de vida com base em suas qualidades, em seus méritos, em suas virtudes.
Agora, o circo se arma em torno do absurdo que se coloca à população de que o problema de saúde é culpa dos médicos.
Iludem e enganam o povo, pois fazem cair no esquecimento o fato de que o problema de saúde no Brasil é estrutural, pois o cidadão peregrina sem encontrar um lugar digno,nem mesmo para morrer.
Então, absurdamente, em desrespeito aos filhos da Pátria, são capazes de abrir as portas para profissionais estrangeiros, alguns poucos não cubanos.
Os tiranos têm a audácia de repassar R$ 40.000.000,00 mensais que são sangrados dos cofres públicos para sustentar um outro governo falido e também tirano, o cubano;
um dinheiro sem controle e sem fiscalização.
Os pobres profissionais que de lá vêm, não têm culpa.
É um povo sem liberdade, sem direito de expressão, escravo da tirania.
Esses médicos recebem migalhas daquele governo.
Mal conseguem sustentar a si e a seus familiares.
Os R$ 40.000.000,00 que serão mensalmente enviados para Cuba solucionariam o problema de inúmeros pequenos hospitais pelo interior deste País.
Mas não é a isto que ele servirá.
Nós estamos a financiar um trabalho explorado, escravizado, de profissionais que não têm asseguradas as mínimas condições de dignidade de pessoa humana, porque simplesmente não são homens livres.
E nós, brasileiros, devemos nos envergonhar de tudo isto, porque estamos sendo responsáveis e coniventes por sustentar todo esse esquema, todos esses vícios,comportando-nos de maneira absolutamente inerte.
Esses governantes, que tanto criticam o trabalho escravo, também não esclarecem à população o fato de um médico brasileiro receber o mísero valor de R$ 2,00 por uma consulta pelo SUS.
Do valor global anual que recebem, ainda é descontado o Imposto de Renda, através de uma escorchante tributação sobre o serviço prestado, que pode chegar ao percentual de 27,5%.
Em atitude oposta, remuneram aqueles que não são filhos da Pátria, os estrangeiros, com o valor de  R$10.000,00 mensais por profissional, cabos eleitorais desses governantes.
Profissionais da saúde no Brasil, servidores públicos de carreira, à beira da aposentadoria, com dedicação de uma vida inteira, receberão quando da aposentadoria metade do valor pago ao estrangeiro.
Não podemos aceitar a armação desse circo,em cujo picadeiro o povo brasileiro é o palhaço !
A Maçonaria foi a grande responsável por movimentos históricos e por gritos de liberdade em defesa da dignidade do homem.
Foi por  Maçons que se deu o grito de Independência do Brasil, da Proclamação da República, da Abolição da Escravatura.
Foi por Maçons que se deu o brado da Revolução Farroupilha.
E o que está fazendo a Maçonaria de hoje ao ver o circo armado, com a distribuição de um pão arruinado pelo vício que sustenta essa miséria intelectual ?
Não podemos ficar calados e inertes !
A Maçonaria, guardiã da liberdade, da igualdade e da fraternidade, valores que devem imperar entre todos os povos, precisa reagir, precisa revitalizar seu grito, seu brado para a libertação do povo.
Esse é o nosso dever, pois do contrário não passaremos de semente estéril, jogada na terra apenas para apodrecer e não para germinar.
A Loja Maçônica Acácia das Neves incita a todos os Irmãos: para que desencadeemos um movimento de mudança, de inconformismo, fazendo ecoar de forma organizada, a todas as Lojas e os Maçons desta Pátria, o nosso dever de cumprir e fazer cumprir a nossa missão de levantar Templos à virtude e de cavar masmorras aos vícios !
Fraternalmente,
Alaor Francisco Tissot
Grão-Mestre - GOSC

embora não seja assunto umbandista, É SOBRE NOSSA PÁTRIA!!!!

Independentemente de crenças ou religiões, acredito que todos deveriam ler, refletir e...AGIR!
 

MANIFESTO DA MAÇONARIA
ESTA MENSAGEM DEVE SER DIVULGADA PARA TODOS OS BRASILEIROS LIVRES E DE BONS COSTUMES, E TAMBÉM, A TODOS OS PROFANOS POIS, É CLARA E VERDADEIRA.
CARTA DA LOJA MAÇÔNICA ACÁCIA DAS NEVES Nº 22 ORIENTE DE SÃO JOAQUIM-SC - FILIADA AO G.O.S.C
Vivemos um dos momentos mais difíceis de nossa história.
O povo está sendo mantido na ignorância e sustentado por um esquema que alimenta com migalhas a miséria gerada por essa mesma ignorância.
A tirania mudou sua face.
Já não encontramos os tiranos do passado que com sua brutalidade aniquilavam as cabeças pensantes, cortando o pescoço.
Os tiranos de hoje saqueiam a Pátria e degolam as cabeças de outra forma.
A tirania se mostra pela corrupção que impera em todos os níveis.
Encontramos mais viva do que nunca as palavras do Imperador Romano Vespasiano que na construção do Grande Coliseu disse: "DAI PÃO E CIRCO PARA O POVO".
Esse grande circo acontece todos os dias diante de nossos olhos, especialmente sob a influência da televisão, que dá ao povo essa fartura de "pão" e de "circo".
Quando pensamos que a fartura acaba, surgem mais opções.
Agora vemos a Pátria sendo saqueada para a construção de monumentais estádios de futebol, atualmente chamados de arenas, nos moldes do que era o Coliseu, uma arena.
Enquanto isso os hospitais estão falidos, arruinados, caindo aos pedaços.
Brasileiros morrem nas filas e nos corredores desses hospitais; já outros filhos da Pátria morrem pelas mãos de bandidos inescrupulosos que se sentem impunes diante de um Estado inoperante, ineficiente e absolutamente corrompido.
Saúde não existe, educação não há, segurança, muito menos.
Porém, a construção dos "circos" continua !
Mas o pão e o circo também vêm dos "Big Brothers" das "Fazendas", das novelas que de tudo mostram, menos verdadeiros valores e virtudes pessoais.
Quanto mais circo, mais pão ao povo.
E o mais triste é que o povo, mantido na ignorância, é disso que mais gosta.
Nas tardes, manhãs e noites, não faltam essas opções de "lazer".
O Coliseu está entre nós.
O circo está entre nós.
Já o pão, esse vem do bolsa isto, do bolsa aquilo, mantendo o povo dependente do esquema subtraindo-lhe a dignidade e a capacidade de conquistar melhores condições de vida com base em suas qualidades, em seus méritos, em suas virtudes.
Agora, o circo se arma em torno do absurdo que se coloca à população de que o problema de saúde é culpa dos médicos.
Iludem e enganam o povo, pois fazem cair no esquecimento o fato de que o problema de saúde no Brasil é estrutural, pois o cidadão peregrina sem encontrar um lugar digno,nem mesmo para morrer.
Então, absurdamente, em desrespeito aos filhos da Pátria, são capazes de abrir as portas para profissionais estrangeiros, alguns poucos não cubanos.
Os tiranos têm a audácia de repassar R$ 40.000.000,00 mensais que são sangrados dos cofres públicos para sustentar um outro governo falido e também tirano, o cubano;
um dinheiro sem controle e sem fiscalização.
Os pobres profissionais que de lá vêm, não têm culpa.
É um povo sem liberdade, sem direito de expressão, escravo da tirania.
Esses médicos recebem migalhas daquele governo.
Mal conseguem sustentar a si e a seus familiares.
Os R$ 40.000.000,00 que serão mensalmente enviados para Cuba solucionariam o problema de inúmeros pequenos hospitais pelo interior deste País.
Mas não é a isto que ele servirá.
Nós estamos a financiar um trabalho explorado, escravizado, de profissionais que não têm asseguradas as mínimas condições de dignidade de pessoa humana, porque simplesmente não são homens livres.
E nós, brasileiros, devemos nos envergonhar de tudo isto, porque estamos sendo responsáveis e coniventes por sustentar todo esse esquema, todos esses vícios,comportando-nos de maneira absolutamente inerte.
Esses governantes, que tanto criticam o trabalho escravo, também não esclarecem à população o fato de um médico brasileiro receber o mísero valor de R$ 2,00 por uma consulta pelo SUS.
Do valor global anual que recebem, ainda é descontado o Imposto de Renda, através de uma escorchante tributação sobre o serviço prestado, que pode chegar ao percentual de 27,5%.
Em atitude oposta, remuneram aqueles que não são filhos da Pátria, os estrangeiros, com o valor de  R$10.000,00 mensais por profissional, cabos eleitorais desses governantes.
Profissionais da saúde no Brasil, servidores públicos de carreira, à beira da aposentadoria, com dedicação de uma vida inteira, receberão quando da aposentadoria metade do valor pago ao estrangeiro.
Não podemos aceitar a armação desse circo,em cujo picadeiro o povo brasileiro é o palhaço !
A Maçonaria foi a grande responsável por movimentos históricos e por gritos de liberdade em defesa da dignidade do homem.
Foi por  Maçons que se deu o grito de Independência do Brasil, da Proclamação da República, da Abolição da Escravatura.
Foi por Maçons que se deu o brado da Revolução Farroupilha.
E o que está fazendo a Maçonaria de hoje ao ver o circo armado, com a distribuição de um pão arruinado pelo vício que sustenta essa miséria intelectual ?
Não podemos ficar calados e inertes !
A Maçonaria, guardiã da liberdade, da igualdade e da fraternidade, valores que devem imperar entre todos os povos, precisa reagir, precisa revitalizar seu grito, seu brado para a libertação do povo.
Esse é o nosso dever, pois do contrário não passaremos de semente estéril, jogada na terra apenas para apodrecer e não para germinar.
A Loja Maçônica Acácia das Neves incita a todos os Irmãos: para que desencadeemos um movimento de mudança, de inconformismo, fazendo ecoar de forma organizada, a todas as Lojas e os Maçons desta Pátria, o nosso dever de cumprir e fazer cumprir a nossa missão de levantar Templos à virtude e de cavar masmorras aos vícios !
Fraternalmente,
Alaor Francisco Tissot
Grão-Mestre - GOSC

EVOLUIR!!!!!!

Tema: “Evolução”
Nada existe na criação que não lute para evoluir.
Certo ou errado, todos caminham para a luz ou para as trevas seguindo rumo ao destino  traçado, feliz ou infeliz.
O tempo de “inação” terminou e a luta pelo progresso (moral ou espiritual) já é um fato.
As leis divinas estão atuando forte sobre a Terra dirigindo, suave mas poderosamente, todas as coisas. Com isso, empurrada sob esta força, a humanidade não pode mais voltar atrás, embrenha-se nas trevas ou resplandece na luz.
Aquele que já despertou sabe que precisa andar por si mesmo, pois sente no coração o dia glorioso em que o “joio será separado do trigo”.
Hoje, tempestades cármicas desencadeiam com força poderosa e avassaladora destruindo para construir, derrubando para erguer, criando dificuldades para que a humanidade aprenda a vencê-las.
A Terra intensifica seu acelerar para o novo ciclo de evolução, com isso as catástrofes de toda espécie.
A Terra nasce, cresce, vive e aparentemente morre, assim também sua humanidade que acompanha sua evolução existência após existência evoluindo e aperfeiçoando-se.
Mas, ao lado das dificuldades, a Terra vem recebendo ondas de sons divinos anunciando um mundo novo e a esperança de uma civilização amorosa e fraterna.
Tema: “Evolução espiritual”
O homem é a representação de Deus no mundo físico, então, é seu dever seguir  as orientações de suas Leis tornando-se relativamente perfeito como perfeito é Aquele que o criou.
No entanto, para que isso ocorra precisa despertar sua mente adequando-a  à realidade do espírito que é a imortalidade.
Viver espiritualmente no físico não é tarefa fácil, pois, se faz necessário aprender a fazer com que a vida terrena funcione com equilíbrio em todas as áreas de manifestação.
Para tal, necessita projetar sua luz interior para pensamentos, palavras e ações aprendendo com o próximo nas situações e desafios da vida material.
A evolução espiritual não é o objetivo principal do homem, mas, na medida  que aprende coloca-a no lugar mais importante de sua vida.
O que tem dificultado essa transformação é o sentimento de culpa diante algum deslize.
Ninguém está longe da iluminação só porque não consegue manter mente e coração abertos o tempo todo…
A medida se deixe influenciar pelo seu “Eu superior”, sua conexão com a espiritualidade será mais forte.
Sua lucidez, propósitos e direção como também sua capacidade de cuidar de si mesmo e de servir ao próximo aumentarão na mesma proporção.
A evolução começa pelo amar a si próprio e pela compreensão de que toda dificuldade faz parte dela.
Tema: “Refletindo”
Nascemos para aprender, vivenciar e avançar rumo à perfeição.
Na bendita escola que é a Terra, nos educamos para adquirirmos sabedoria e amor.
Quando a dor surge em nossa caminhada terrena, é para que possamos refletir, questionar e buscar respostas.
Todas as experiências vividas no físico, geram percepções úteis que libertam ou limitações que aprisionam.
O predomínio do egoísmo no nosso comportamento ou o nosso atraso moral é que constituem as dificuldades a serem vencidas.
A possibilidade de vida harmônica e feliz depende do romper-se com essas correntes dominantes pela conscientização de que tudo na Terra tem existência curta no tempo e espaço.
Nossa capacidade de compreensão amplia-se à medida que dilatamos nossa percepção de imortalidade e rompemos com o círculo vicioso de comportamentos equivocados e infelizes.
O que dizemos, fazemos e pensamos é produto de nosso mundo íntimo que nos direcionam em nossas escolhas.
Semeamos em pensamento e colhemos uma ação, semeamos uma ação e colhemos um hábito, semeamos um hábito e colhemos um caráter; semeamos um caráter e colhemos um destino.
Pensamentos e emoções surgem a toda hora, cabe-nos escolher o melhor. Sejamos felizes, para isso fomos criados.

Jovem que consegue sair do próprio corpo vira tema de estudo científico

Jovem que consegue sair do próprio corpo vira tema de estudo científico

quinta-feira, 6 de março de 2014

D E U S !!!!!!

DEUS

O Deus da Criação transcende os cinco sentidos
e também o sexto sentido.

Sagrado, Supremo, Infinito.

Mente que permeia o Universo.
Vida que permeia o Universo.
Lei que permeia o Universo.

Verdade, Luz, Sabedoria,
Amor Absoluto, isto é a Grande Vida.

Sendo esta a natureza verdadeira de Deus Absoluto,
quando Deus Se revela,
realizam-se o bem, a justiça, a misericórdia.

Por si se instala a harmonia,
ajusta-se cada um em seu respectivo lugar
e não há divergências, não há quem lese o próximo,
não há quem adoeça, não há quem sofra,
não há quem seja miserável.

DEUS É O TODO DE TUDO.

Sendo Deus o Todo e o Absoluto, nada há além de Deus.

Deus cobre toda a Realidade.

De tudo aquilo que há,
nada há que não tenha sido criado por Deus.

Deus, ao criar todas as coisas,
não usa barro, madeira, martelo. cinzel,
não usa ferramenta nem matéria-prima de espécie alguma.

Cria unicamente com a Mente.
A Mente é o criador de tudo.

A Mente é a Substância que preenche o Universo,
a Mente é Deus Onipotente e Onipresente.

Quando a Mente deste Deus Onipotente, deste Deus Perfeito
entra em vibração e se torna palavra,
desenvolve-se todo fenômeno e todas as coisas passam a ser.

Todas as coisas são Mente de Deus,  tudo é palavra de Deus,
tudo é Espírito, tudo é Mente,
nada há que seja feito de matéria.

A matéria é apenas sombra da mente.

Ver a sombra e considerá-la realidade é ilusão.

Cuidai para que não vos apegueis a ilusão.

A Realidade é Eterna, por isso não perece.

A ilusão é efêmera e em breve se desfaz.

A Realidade, porque é livre, não conhece sofrimentos.

A ilusão, porque é uma forma de apego, é farta de dores.

A Realidade é Verdade, a ilusão é falsidade.

A Realidade transcende os cinco sentidos,
transcende inclusive o sexto sentido
e não se projeta à percepção do homem.

*       *        *       *       *      *

Chuva de néctar da verdade.

Psicografado por:  Masaharu Taniguchi








“Tudo me é lícito mas nem tudo me convém”

Página Espírita: A CIÊNCIA GÊMEA DO ESPIRITISMO

Página Espírita: A CIÊNCIA GÊMEA DO ESPIRITISMO: A CIÊNCIA GÊMEA DO ESPIRITISMO Segundo Kardec, Magnetismo e Espiritismo são ciências gêmeas, completam-se uma a outra. E a que...

Página Espírita: O CORPO É UM REFLEXO DA MENTE

Página Espírita: O CORPO É UM REFLEXO DA MENTE:   Podemos então concluir que, diante de tudo quanto já abordamos, é compreensível dizer que a quebra da harmonia cerebral, em conseqüênc...

segunda-feira, 3 de março de 2014

domingo, 2 de março de 2014

Página Espírita: A CURA PELA FÉ

Página Espírita: A CURA PELA FÉ: A CURA PELA FÉ O Espiritismo vem ao Homem, como revelação de Deus, com duas propostas distintas e complementares. A primeira sur...

Página Espírita: PERÍODO MAGNÉTICO

Página Espírita: PERÍODO MAGNÉTICO: Com Mesmer, tudo muda: Mesmer foi o iniciador do magnetismo animal, que, sem poder ser confundido com o metapsiquismo, está com ele ...

Os Guias Reencarnam?