segunda-feira, 9 de maio de 2016




                     A Falange dos Médicos do Astral 

Por Edmundo Pelizzari

Vamos estudar um pouco, uma Falange bem conhecida dentro da Umbanda, relacionada com a Linha do Oriente e normalmente colocada na sétima hierarquia da mesma: 

A Falange dos Médicos ou Curadores. 

Comandada pelo sábio José de Arimatéia (Yosef Ha-Aramataiym em hebraico), um discípulo oculto do Mestre Jesus, ela agrupa inúmeros terapeutas do corpo e da alma. 

Tradições ocultas nos contam que José, um rico membro do tribunal rabínico de Jerusalém, depois de conseguir um lugar para Jesus ser sepultado, viajou para o Ocidente trazendo o Santo Graal.  

Ele teria aportado nas costas britânicas com alguns discípulos, salvando o objeto mais precioso do Cristianismo. 

José de Arimatéia, ao chegar onde hoje é a Inglaterra no ano de 36 D.C., encontrou lá os poderosos sacerdotes druidas e fez uma especial troca de ensinamentos e segredos esotéricos.   

Desde então, uma misteriosa escola nasceu e continuou pelos séculos. 

A Umbanda brasileira, legítima herdeira do esoterismo cristão, também trabalha espiritualmente com esta herança.   

A Linha do Oriente, que contém a Falange de José e a Falange dos Europeus (veja o Jornal de Umbanda Sagrada, número 73) demonstra esta riqueza admirável. 

A Falange dos Médicos do Astral é uma egrégora composta de centenas de trabalhadores espirituais.  

Na maioria das vezes, eles foram em suas últimas vidas, médicos, curandeiros, raizeiros, benzedores e rezadores. 

Este exército de caridade é classificado em sete agrupamentos ou Legiões (alguns as chamam de Povos).  

I - Legião dos Doutores ou Médicos: 

Composta por doutores da medicina ocidental convencional ou homeopatas : Dr. André Luiz, Dr. Rodolfo de Almeida, Dr. João Correia, Dr. José Gregório Hernandéz, entre outros.  

II – Legião dos Médicos Orientais: 

Terapeutas orientais, especialistas em fitoterapia, acupuntura, massagem e nas principais disciplinas médicas tradicionais da Ásia: Ramatis, Mestre Agastyar, Babaji.  

III – Legião dos Curandeiros: 
  
Curandeiros e Xamãs nativos das Américas, África e Oceania : caboclos e pretos velhos, feiticeiros tradicionais, alguns exus – como o Exu Curador, Seu Maramael.  

IV – Legião dos Rezadores: 

Rezadores, benzedores e os praticantes da medicina religiosa ou espiritual.  

Aqui encontramos todo os que curavam pela imposição das mãos, fé e oração : Pai João Maria de Agostinho, Pai João de Camargo, Vó Nhá Chica, Mestre Philippe de Lyon, Abade Julio.  

V – Legião dos Raizeiros : 

Praticantes da medicina folclórica e mágica regional. 

São os mestres juremeiros brasileiros, os ervateiros ou chamarreiros das Américas e todos os especialistas na flora, fauna e minerais curativos: Dom Nicanor Ochoa, Mestre Inácio, Mestre Carlos de Oliveira, Mestre Rei Heron.  

VI – Legião dos Cabalistas e Alquimistas: 

Espíritos dos velhos cabalistas e alquimistas, conhecedores dos segredos das plantas e cristais : Pai Isaac da Fonseca (primeiro cabalista brasileiro), Nicolau Flamel, Paracelsus, Pai Jacó. 

VII – Legião dos Santos Curadores: 

Santos católicos celebrados como médicos, curandeiros ou especialistas na cura de alguma doença : Santa Luzia – olhos, Santa Ágata – seios, São Lazaro – doenças de pele, São Bento – envenenamentos. 
Instituto Cultural Sete Porteiras do Brasil
Av. Tiradentes, 1290 - próximo ao metrô Armênia
central@seteporteiras.org.br
(11) 3313-5253 - (11) 2089-0327

15/05 - 13h - domingo
Ed Pellizzari

 

Umbanda Tradicional

A LINHA DE XANGÔ NA UMBANDA TRADICIONAL

A quinta linha da Umbanda Tradicional ou Linha de Xangô, sob o comando de São Jerônimo, é também chamada de Linha da Pedreira e possui Sete Falanges de entidades missionárias.

A Linha de Xangô é o sedimento da Umbanda. Ela representa a Lei em todos os planos de ação ou mundos. A justiça é a Lei em ação e caracteriza uma das faces da Linha de Xangô.

A Lei (do verbo latino ligare, que significa "aquilo que liga", ou legere, que significa "aquilo que se lê") na Umbanda Tradicional indica um conjunto de normas emanadas pela autoridade suprema ou Nosso Senhor Jesus Cristo, chefe da Linha de Oxalá.

Notamos, então, um dos motivos da escolha de São Jerônimo para a chefia desta Linha, já que ele representa a sabedoria que traduz e interpreta a Lei por excelência.

A Linha é composta pelas seguintes falanges:

1. Falange de Santa Bárbara ou Yansã
2. Falange dos Caboclos do Sol e da Lua
3. Falange do Caboclo da Pedra Branca
4. Falange do Caboclo Sete Ventanias ou Caboclo do Vento
5. Falange do Caboclo das Sete Cachoeiras ou Caboclo da Cachoeira
6. Falange do Caboclo Treme-Treme
7. Falange de Quenquelê (Kengele)

Quer saber como cada falange opera dentro desta linha, com suas respectivas funções e fundamentos.

Venha no próximo encontro que será no domingo, dia 15 de maio, às 13h.

Os inscritos para este encontro ganharão um livro Anotações de Viagem de presente.

Mande um e-mail paracentral@seteporteiras.org.br ou ligue no 11.3313.5253 para fazer a sua reserva.
FAÇA SUA INSCRIÇÃO

Ato de Espelhar é diferente de imitar- Segundo Mãe Cristina Tormente.

New post on  Umbanda - Orixá Essência Divina - Templo de Umbanda Ogum 7 Ondas e Cabocla Jupira O ato de se espelhar, é diferente de...