segunda-feira, 30 de abril de 2012

Missão de Luz: Vídeos

Missão de Luz: Vídeos: A maioria dos vídeos abaixo foram retirados do Youtube para que democraticamente possamos aprender mais. Serão assuntos variados, lig...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Iniciando na mediunidade - vídeo palestra

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Iniciando na mediunidade - vídeo palestra:                       A mediunidade para a maioria das pessoas representa um processo muito intenso de sensações e impressões psicológicas ...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Cristo sorrindo

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Cristo sorrindo: Assista a palestra sobre depressão: * * * Cremos ser a verdadeira imagem e reflexão que devemos ter no coração e na alma.  "A alegria...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Foi noite de amaci

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Foi noite de amaci:                             ...  A todos que olham... A todos que estão aqui...              ...  Muita atenção... Hoje é noite de...

A NECESSIDADE DO TRABALHO
Estudo com base no livro terceiro, caps. III do O Livro dos Espíritos (Allan Kardec)

 
O trabalho é uma lei da Natureza e por isso mesmo é uma necessidade. A civilização obriga o homem a trabalhar mais, porque aumenta as suas necessidades e satisfações. (1) Porém não se deve entender por trabalho somente as ocupações materiais, pois o Espírito também trabalha como o corpo. Toda ocupação útil é trabalho. (2)

O trabalho é uma conseqüência da natureza corpórea do homem. A vida corpórea é necessária ao Espírito, para que possa cumprir no mundo material as funções que lhe são designadas pela Providência: é uma das engrenagens da harmonia universal. A atividade, através do trabalho, lhe surge naturalmente, sem o suspeitar, e na função apropriada. Acreditando agir por si mesmo, desenvolve sua inteligência e facilita o seu adiantamento. (3)

O trabalho pode ser uma prova ou uma expiação, e ao mesmo tempo um meio de aperfeiçoar a sua inteligência. Sem o trabalho, o homem permaneceria na infância intelectual. O homem busca a sua alimentação, a sua segurança e o seu bem-estar pelo seu trabalho e à sua atividade. (4)

Tudo trabalha na Natureza, até os animais, se bem que o trabalho dos animais, assim como a inteligência, é limitado aos cuidados da conservação. Por isso, entre eles, o trabalho não conduz a um progresso semelhante ao do homem. No homem o trabalho tem duplo objetivo: a conservação do corpo e ao desenvolvimento do pensamento, cuja necessidade, o eleva acima de si mesmo. (5)

Quando se diz que o trabalho dos animais é limitado aos cuidados de sua conservação, refere-se ao fim a que eles se propõem, laborando, mesmo sem terem noção, eles se entregam inteiramente a prover as suas necessidades materiais e ao mesmo tempo, se tornam agentes que colaboram com os desígnios do Criador. Portanto, o trabalho dos animais concorre com o objetivo final da Natureza, embora muitas vezes não se possa observar o seu resultado imediato. (5)

A natureza do trabalho é relativa à natureza das necessidades; quanto menos necessidades materiais, menos material será o trabalho. Mas não se deve julgar, por isso, que o homem permanecerá inativo e inútil, pois a ociosidade lhe seria um suplício, ao invés de um benefício. (6)

Ninguém esta livre do trabalho, talvez aquele que possui bens suficientes esteja fora do labor material, mas não da obrigação de se tornar útil na proporção dos seus meios e de aperfeiçoar a sua inteligência ou a dos outros, o que também é um trabalho. Se o homem a quem Deus concedeu bens suficientes para assegurar sua subsistência não está obrigado a comer o pão com o suor da fronte, a obrigação de ser útil a seus semelhantes é tanto maior para ele, quanto a parte que lhe coube por adiantamento lhe der maior lazer para fazer o bem.  (7)

Diz Kardec na Revista Espírita de julho de 1862: Considerando as coisas deste mundo do ponto de vista extra-corpóreo, o homem, longe de ser excitado pela negligência e pela ociosidade, compreende melhor a necessidade do trabalho. Falando do ponto de vista terrestre, esta necessidade é uma injustiça, aos seus olhos, quando se compara com aqueles que podem viver sem fazer nada: tem-lhes ciúme, os inveja. Falando do ponto de vista espiritual, esta necessidade tem sua razão de ser, sua utilidade, e a aceita sem murmurar, porque compreende que, sem trabalho, ficaria indefinidamente na inferioridade e privado da felicidade suprema a que aspira, e que não saberia esperar se não se desenvolve intelectualmente e moralmente. (8)

A lei natural prevê direitos e deveres, assim, a solidariedade é sempre necessária. Os homens devem trabalhar em prol de seu conjunto de relação. Faz parte do progresso geral. Eis porque Deus fez do amor filial e do amor paterno um sentimento natural, a fim de que, por essa afeição recíproca, os membros de uma mesma família sejam levados a se auxiliarem mutuamente. (9)

Porém, não basta dizer ao homem que ele deve trabalhar, é necessário que ele encontre uma ocupação, e isso nem sempre acontece. Então, quando a falta de trabalho se generaliza, toma as proporções de um flagelo e surge a miséria. A humanidade procura uma solução para que haja equilíbrio entre a produção e o consumo, mas esse equilíbrio, supondo-se que seja possível, sempre terá intermitências e durante essas fases o trabalhador tem necessidade de viver. Mas, há um elemento que é importante analisar, e sem o qual a ciência econômica não passa de teoria: é a educação moral, pois é nela que consiste a arte de formar os caracteres, aquela que cria os hábitos, porque educação é conjunto de hábitos adquiridos.

Quando se analisa sobre a massa de indivíduos que diariamente são lançados no meio da população, sem regras, sem educação, entregue aos próprios instintos, pode-se prever as conseqüências desastrosas desse fato. Contudo, quando essa arte for conhecida, compreendida e praticada, o homem poderá melhorar os hábitos de ordem e previdência para si mesmo e para os seus, com respeito. E estes novos costumes lhe permitirão atravessar os inevitáveis maus dias de maneira menos dolorosa.

A desordem e a imprevidência são duas chagas que somente uma educação bem compreendida pode curar. Nisso está o ponto de partida, o elemento real do bem-estar, a garantia da segurança de todos. (10)

Se o homem necessita passar por situações que lhe oferecem o aprendizado moral, ou seja, da boa conduta, pela experiência precisa aprender o que é o bem e o mal. O trabalho como é sempre uma atividade coletiva, fornece ao espírito as provas essenciais para este aprendizado.

NOTAS:  (1) Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, questão: 674.
  (2)  __________, O Livro dos Espíritos, questão: 675.
  (3)  __________, Revista EspíritaO Ponto de vista, julho de 1862.
  (4)  __________, O Livro dos Espíritos, questão: 676.
  (5)  __________, O Livro dos Espíritos, questão: 677.
  (6)  __________, O Livro dos Espíritos, questão: 678.
  (7)  __________, O Livro dos Espíritos, questão: 679.
  (8)  __________, Revista Espírita, O Ponto de vista, julho de 1862.
  (9)  __________, O Livro dos Espíritos, questão: 681.
(10) Ver nota de Allan Kardec após a resposta à questão 685 de O Livro dos Espíritos.

Cantigas de Preto Velho

7 Lagrimas de Um Preto Preto Velhos

UNIVERSALISMO CRISTICO: A PERCEPÇÃO DA REALIDADE

UNIVERSALISMO CRISTICO: A PERCEPÇÃO DA REALIDADE: SE VOCÊ ACHA QUE FALTA ALGUMA COISA EM SUA VIDA,EXPERIMENTE VIVER A VERDADEIRA REALIDADE.TENTE...NÃO É IMPOSSÍVEL.

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O homem evangelizado

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O homem evangelizado: "O homem evangelizado, o herói sideral, ou autêntico vencedor da batalha da vida humana, sabe perfeitamente que os seus maiores inimigos s...
TEXTO DE TRIGUEIRINHO
O sofrimento que se abate hoje sobre a Terra é incalculável. Os fatos confirmam, de maneira cada dia mais desnuda, que estamos no princípio de um processo que, em curto período, terá seu desenvolvimento e desfecho na “escola da dor”. Podemos compreender a necessidade desse aprendizado como recurso último: sem ele, a autodestruição da espécie humana na Terra seria inevitável. Porém, não podemos deixar de nos perguntar como mitigar tão grande sofrimento, como contribuir para esse processo inevitável transcorrer com a maior harmonia possível. Para isso, é bom lembrarmos que, apesar de tamanha carga negativa, maior é a ajuda disponível nos níveis supramentais, onde o caos não existe, e maiores as facilidades para contatá-los. Nesses níveis, Irmãos mais experientes, provindos de outras esferas siderais, velam em silêncio pela humanidade — mas, embora esses Irmãos possam ajudar aos que estiverem receptivos, não podem equilibrar as más ações que ao longo das épocas o próprio homem engendrou. Segundo a lei de causa e efeito, ou lei do carma, para chegar a certo equilíbrio ele mesmo deve agir conscientemente de maneira oposta.
Eis, portanto, como podemos contribuir para a harmonia. E, se assumirmos essa tarefa, notaremos transformações imediatas em nossa vida, com benéficas repercussões planetárias.
1. À medida que você for desenvolvendo a atenção sobre as próprias ações e aprendendo a controlá-las, observará mais defeitos e falhas em sua pessoa.
Não perca tempo analisando-os. Se cometer algum deslize, prontifique-se a não repeti-lo e a manifestar o oposto. Depois siga adiante, com decisão.

2. Não alimente culpa e ressentimento em si mesmo nem nos demais.
Não há culpados, mas aprendizes. Dispomo-nos a aprender quando nos dispomos à transformação.

3. Não tente justificar-se, nem perante si mesmo nem perante os demais.
Aprenda com o erro e com o acerto, e de imediato dê o passo seguinte.

4. Coligue-se com os níveis mais internos da sua consciência.
Descubra como fazê-lo. Todos sabem, pois é um conhecimento inerente ao ser. Lembre-se de algum momento de muita dificuldade, em que, voltado para Deus, ou para um poder superior, você tenha com sinceridade suplicado ajuda. O “lugar” em seu interior ao qual se dirigiu naquele instante de necessidade extrema é para onde você deve volver a todo instante em busca de união com a divindade. Essa ação silenciosa é profundamente eficaz e transformadora.

5. Permita que a compaixão aflore em seu ser.
Isso nada tem a ver com envolvimentos ou demonstrações emocionais. A compaixão é a compreensão da real necessidade de outrem, a união com a essência dos seres. É algo a ser vivido, e não descrito ou discutido.

6. Faça de sua vida externa um reflexo, o mais fiel possível, das suas mais altas aspirações.
Ações abnegadas repercutem de maneira benéfica e indescritível em toda a aura do planeta e evocam os elementos positivos, latentes e manifestos, dos reinos da natureza. Pratique-as, e pouco a pouco você conhecerá uma alegria transcendente.
7. Nada tema, não vacile. Conte com a inspiração do seu eu superior e interno.

8. Eleve ao eu superior por inteiro o amor e o afeto de que você é capaz.
Invoque a Graça, que lhe vem por intermédio do espírito imortal.

9. Repudie com firmeza todo e qualquer pensamento ou imaginação que o desvie da meta eleita.
Seja mais persistente que as forças involutivas que o estejam assediando. O que parece intransponível ou insuportável dissolve-se como se nada fosse no exato instante em que afirmamos a Luz.

10. “Não alimente o que deve morrer. Não semeie o que não deve nascer.”
Sua fortaleza será tanto maior quanto mais firmemente você se pautar por essa Lei.
11. Tenha presente que outros seres esperam você avançar para poderem avançar também.
12. Lembre-se de que o mais importante é sua inteira e cristalina adesão à Verdade.

Com essas sugestões, você poderá descobrir de repente, sem saber como, que está vivendo uma nova vida.

Conhecerá então, por experiência direta, o segredo dos pioneiros.

Fonte: http://stelalecocq.blogspot.com/

domingo, 29 de abril de 2012

SEGREDOS DE MARIA MADALENA

Deus Vs Satanás A Batalha Final Ep. 1

Segredos da Biblia - O evangelho proibido de Judas (dublado)

Banidos da Bíblia Os Segredos dos Apostolos

A Igreja Católica mente! veja como!

as 5 metas illuminatis para o BRASIL

2012 - A verdade que não estão te contando. Parte 1

2012 - Uma Mensagem de Esperança II / A Message of Hope II (Legendado PT)

De Coração a Coração: NÃO DIMINUA A SUA LUZ PARA SE IGUALAR AOS OUTROS

De Coração a Coração: NÃO DIMINUA A SUA LUZ PARA SE IGUALAR AOS OUTROS: NÃO DIMINUA A SUA LUZ PARA SE IGUALAR AOS OUTROS Muitas vezes, mesmo que inconscientemente, não mostramos ao mundo quem realmente so...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: A mensagem crística está em todas as religiões

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: A mensagem crística está em todas as religiões: “Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco; é preciso que também a essas eu conduza; elas escutarão a minha voz e haverá um só...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: As emoções originando doenças

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: As emoções originando doenças: Analisaremos agora quais as áreas do corpo em que determinados padrões comportamentais se refletem mais fortemente. A fim...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O futuro da mediunidade, ou será o presente??

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O futuro da mediunidade, ou será o presente??:           A mediunidade sempre existiu, porém as relações com o mundo espiritual têm mudado, no decorrer dos milênios. No passado...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Não será em 2012 !?

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Não será em 2012 !?: Aula do estudo sistematizado da Umbanda em que  Norberto Peixoto  elucida;  o "fim do mundo" não será em 2012, a prorrogação concedida ...

Perguntas & Respostas - Hérnia de disco

Ejercicios para Hernia Disco-Herniated disc exercises-

Novo tratamento para hérnia de disco chega a Brasília

HERNIA DISCAL TRATAMIENTO NATURAL Y INTEGRAL / QUIROPRACTICO BARCELONA /...

escoliosis tratamiento novedoso sin cirugía

CURANDO UNA CIFOESCOLIOSIS PARTE 2.flv

Quiropraxia en cervicalgia

AVT - ALINEAMIENTO VERTEBRAL TIBETANO® www.galeon.com/columnayespalda

08 Artrosis Cadera CLEAN

Clínica d'Osteopatia de Barcelona

Quiropraxia - Centro da Coluna Moinhos de Vento.mp4

Ajuste de Columna Vertebral

quiropraxia florianopolis.wmv

Entrevista Quiropraxia - Hoje Em Dia - Parte 1 - 26/01/2011

Quiropraxia - Cura Através das Mãos - Técnica Milenar - SBT Sorocaba

Como relaxar o pescoço

Massagem Relax Pernas e pés

Dica - Como fazer uma massagem nos pés

10 movimentos das mãos - automassagem

sábado, 28 de abril de 2012

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Pequenas sugestões para melhorar nossos atendiment...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Pequenas sugestões para melhorar nossos atendiment...:   Ter a oportunidade de um atendimento   com uma entidade incorporada em um médium comprometido com a espiritualidade é um privilégio para...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Magnetismo - eteriatria: o duplo etérico

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Magnetismo - eteriatria: o duplo etérico: "Conhecendo bem o  duplo-etérico, os médiuns poderão melhorar a sua tarefa mediúnica e  dinamizar suas forças magnéticas..." Sua funç...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Falando de eteriatria

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Falando de eteriatria: Pergunta: Pedimos maiores elucidações sobre a atuação no complexo etereoastral pela técnica dita apometria.  Ramatís – Devido a que...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Eteriatria, uma proposta de trabalho prático

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Eteriatria, uma proposta de trabalho prático:            Por Adriano Appel - médico e médium do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade.      A sistemática dos trabalhos de Mag...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Para que serve a Umbanda? Para que serve o umbandi...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Para que serve a Umbanda? Para que serve o umbandi...: Algumas vezes já estive por aqui escrevendo sobre Umbanda. Como se escreve sobre Umbanda, não? Como se debate a Umbanda, como se diversifi...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Elementos ritualísticos utilizados na prática dos ...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Elementos ritualísticos utilizados na prática dos ...: Defumação - Ato de purificar o ser, o objeto e o ambiente, através da fumaça. É o ato de anular e neutralizar as energias negativas atrav...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Ogum e o evangelho de Jesus

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Ogum e o evangelho de Jesus: Ogum é a vontade, os caminhos abertos, a energia propulsora da conquista, o impulso da ação, da vontade, o poder da fé, a força inicial pa...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Iniciando na mediunidade - vídeo palestra

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Iniciando na mediunidade - vídeo palestra:                       A mediunidade para a maioria das pessoas representa um processo muito intenso de sensações e impressões psicológicas ...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Mediunidade consciente...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Mediunidade consciente...: PERGUNTAS E RESPOSTAS PARA INCIANTES 1 – Como funciona a mediunidade consciente? O médium capta o fluxo mental do Espírito, ...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: As defumações e as ervas de efeitos psíquicos

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: As defumações e as ervas de efeitos psíquicos: PERGUNTA : — A defumação feita pela queima de ervas odorantes afasta os maus fluidos, ou trata-se apenas de crendice?   RAMATIS : — Antigam...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Banhos de ervas para atrair bons fluídos

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Banhos de ervas para atrair bons fluídos

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Perdão - a melhor terapia

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Perdão - a melhor terapia: “ Perdoar os inimigos é pedir perdão para si mesmo...” “... Porque se sois duros, exigentes, inflexíveis, se tendes rigor mesmo por ...

sexta-feira, 27 de abril de 2012

UMBANDA SEM MEDO: FANATISMO - Mais um pouco sobre esta DOENÇA!

UMBANDA SEM MEDO: FANATISMO - Mais um pouco sobre esta DOENÇA!: Venho desta feita reproduzir dois textos que não são meus e que nos chegaram à Comunidade Umbanda sem Medo , no Orkut, trazidos pela partici...

Espiritualizando Com A Umbanda: Quem Escreveu a Bíblia?

Espiritualizando Com A Umbanda: Quem Escreveu a Bíblia?:   A história de Deus foi escrita pelos homens. Mas quem é o autor do livro mais influente de todos os tempos? As respostas são surpree...

Espiritualizando Com A Umbanda: Como é a Nossa Fé?

Espiritualizando Com A Umbanda: Como é a Nossa Fé?: Certa vez, Chico Xavier chegou ao Centro Espírita e viu uma multidão na porta. Ele perguntou: - O que estas pessoas querem? - E...

Espiritualizando Com A Umbanda: Hoje é Dia de Ogum na Umbanda - Dia de São Jorge -...

Espiritualizando Com A Umbanda: Hoje é Dia de Ogum na Umbanda - Dia de São Jorge -...: Imagem: Tela original de Raffaello Sanzio (*1483 Urbino;†1520 Roma), produzido em 1505-6, que encontra-se na National Gallery of Art   ...

Espiritualizando Com A Umbanda: O Pensamento e os Atos

Espiritualizando Com A Umbanda: O Pensamento e os Atos: O pensamento, dizíamos, é criador. Não atua somente ao redor de nós, influenciando os nossos semelhantes para o bem ou para o mal; a...

Zerando Karma: Não Há Erros no Caminho do Amor

Zerando Karma: Não Há Erros no Caminho do Amor: Você tem medo de errar e deseja muito acertar? Vamos ver algo sobre isso... O que fazer para evitarmos o desprazer e a inconveniência ...

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Poder Alem da Vida completo dublado em portugues br | HD

Minha Vida na Outra Vida - Filme Completo

Coisas do Azullmarinho

Coisas do Azullmarinho

Four Seasons ~ Vivaldi

Google Videos

Google Videos

Relaxamento, Oração, Harmonia

Coisas do Azullmarinho

Coisas do Azullmarinho

Paula Fernandes & Victor e Léo - Não Precisa [CD\DVD 2011]

VOCÊ É IMPORTANTE!!!

Musica Espiritual (Mantra)

A mais bela história já contada em 3 Minutos...Um Exemplo!

O Poder das Palavras(Legendado)

SINTESE: OS MUITOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 9

SINTESE: OS MUITOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 9: Oração em grupo William LePar e O Conselho 22 de julho de 2011 Nesta postagem sobre a oração, a fonte espiritual de William LePar, O ...

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 6

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 6: Orações de Atividade William LePar e o Conselho 01 de Julho de 2011 Nesta seleção de um de nossos arquivos sobre oração, a fonte espi...

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 4

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 4: William LePar e O Conselho 16 de junho de 2011 Aqui a fonte espiritual de William LePar, O Conselho, fala sobre curas milagrosas. A p...

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 3

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 3: William LePar e O Conselho 09 de junho de 2011 Neste diálogo, O Conselho, a fonte espiritual de William LePar, responde a uma pergunta...

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 2

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 2: William LePar e O Conselho 03 de junho de 2011 Neste diálogo da fonte espiritual de William LePar, O Conselho, eles discutem o quanto u...

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - Parte 1

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - Parte 1: William LePar e O Conselho Sexta-feira, 27 de maio de 2011. Esta será a primeira de uma série de dez postagens sobre a oração, enviada...

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 8

SINTESE: OS MÚLTIPLOS ASPECTOS DA ORAÇÃO - PARTE 8: Dor William LePar e O Conselho 14 de julho de 2011 Nesta oitava parte da série de dez sobre a oração, a fonte espiritual de William Le...

SINTESE: GRANDE ALEGRIA E FELICIDADE AGUARDAM A HUMANIDADE

SINTESE: GRANDE ALEGRIA E FELICIDADE AGUARDAM A HUMANIDADE: GRANDE ALEGRIA E FELICIDADE AGUARDAM A HUMANIDADE Mensagem de Saul por John Smallman em 25 de abril de 2012 O progresso da humanida...

terça-feira, 24 de abril de 2012

Como Saber si le gustas a alguien

Como descubrir una Mentira

Cómo Detectar Mentiras - PNL

PSICOSSOMÁTICA - O CORPO FALA

Os Efeitos da Mágoa - 26_06_2011.flv

Perdão: Liberte-se da Mágoa e Seja Feliz - Nazareno Feitosa

Morte: Passaporte para a Vida. Umbral. Suicídio e Esperança - Nazareno F...

Seminário Mediunidade e Animismo com Nazareno Feitosa

Animismo - estudo sistematizado da Umbanda

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Médiuns anímicos e fantasiosos

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Médiuns anímicos e fantasiosos: Só podemos insistir fastidiosamente na tecla batidíssima de que só há um caminho para qualquer médium lograr o melhor êxito no seu trabal...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Socorro! Preciso de um milagre!

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Socorro! Preciso de um milagre!:         - Bem... Eu estou em busca de orientação por que... Já procurei vários meios... Ainda não consegui ajuda... Pois... Fiquei sabe...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Será que tenho cura?

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Será que tenho cura?:       Ora, é esta tal de mediunidade! Não aguento mais! Pago a quantia que me pedirem desde que tirem isto de mim!        Era noite...

SINTESE: NINGUÉM PENSOU QUE VOCÊS REALIZARIAM O QUE TÊM REA...

SINTESE: NINGUÉM PENSOU QUE VOCÊS REALIZARIAM O QUE TÊM REA...: NINGUÉM PENSOU QUE VOCÊS REALIZARIAM O QUE TÊM REALIZADO Miguel canalizado por Ron Head em 22 de abril de 2012 Nosso tema de hoje ...

SINTESE: OBSERVEM AGORA PARA VER QUEM SÃO VOCÊS E O QUE VOC...

SINTESE: OBSERVEM AGORA PARA VER QUEM SÃO VOCÊS E O QUE VOC...: OBSERVEM AGORA PARA VER QUEM SÃO VOCÊS E O QUE VOCÊS TÊM FEITO Miguel canalizado por Ron Head em 13 de abril de 2012 Esta manhã é impo...

domingo, 22 de abril de 2012

SINTESE: O CRIADOR

SINTESE: O CRIADOR: SOBRE ESCOLHAS, PACIÊNCIA E MUITO MAIS... Canalizado por Julie Miller Em 18 de julho de 2011. Bem-vindos, meus amados filhos, sou Eu, ...

SINTESE: APRENDER A CONFIAR EM SI MESMOS

SINTESE: APRENDER A CONFIAR EM SI MESMOS: Com o Criador Canalizadora: Julie Miller Em 16 de agosto de 2011 Bênçãos a todos os meus belos filhos neste lindo dia! Antes de eu p...

SINTESE: TENHAM CALMA

SINTESE: TENHAM CALMA: Uma mensagem do Criador Canalizadora: Julie Miller Em 05 de agosto de 2011 Eu apreciei muito falar para todos vocês, ontem, através d...

SINTESE: O PERDÃO INCONDICIONAL É O GRANDE CURADOR

SINTESE: O PERDÃO INCONDICIONAL É O GRANDE CURADOR: O PERDÃO INCONDICIONAL É O GRANDE CURADOR Mensagem de Saul por John Smallman em 20 de novembro de 2011 Conforme os dias passam e as ...

SINTESE: VOCÊS SÃO OS FILHOS PRODÍGIO DE DEUS

SINTESE: VOCÊS SÃO OS FILHOS PRODÍGIO DE DEUS: VOCÊS SÃO OS FILHOS PRODÍGIO DE DEUS Jesus através de John Smallman em 22 de abril de 2012 A espera pelo despertar lhes é difícil...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Prece à Umbanda

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Prece à Umbanda: Hoje, orei à Umbanda. Orei em desabafo, com um aperto no coração. Como é difícil viver em união. Como falta a harmonia, muitas vezes e...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: A mediunidade evolui?

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: A mediunidade evolui?: RAMATIS: — Tanto quanto evolui o psiquismo do homem, pois ela é correlata com o seu progresso e a sua evo­ lução espiritual. Mas é neces...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Alívio ao médium pela doação de fluídos

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Alívio ao médium pela doação de fluídos:        O motivo por que o desenvolvimento disciplinado mediúnico e o serviço caritativo ao próximo, pela doação constante de fluidos do ...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Temos hora certa para morrer? Você acredita em det...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Temos hora certa para morrer? Você acredita em det...: Muitas vezes nos referimos a morte de uma pessoa como "tendo chegado a hora", ou ainda "ninguém morre antes da hora". Daí a pergunta que mui...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Os caminhos que nos conduzem ao mestre

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Os caminhos que nos conduzem ao mestre: Fonte: Boletim Eletrônico Doutrinário do T. E. do Cruzeiro da Luz Ano 2011 – 151 Vamos à opinião abalizada de um estudioso do...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Exu, o transgressor*

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Exu, o transgressor*: *Base de pesquisa para este artigo do original de Reginaldo Prandi, que sofreu adaptações. Como mensageiro dos "deuses", Exu tudo sabe...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O ritual do terreiro

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O ritual do terreiro: Ritual de pintura: acontece em tempo de guerra e celebrações sagradas         "O ritual do terreiro é preciso para ordenamento dos trabal...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Caminhos fechados!? E agora??

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Caminhos fechados!? E agora??:      Nos momentos difíceis de nossas existências, como encruzilhadas, se apresentam os vendedores de ilusões com soluções fácei...

sábado, 21 de abril de 2012

Espada de Ogum: Cromoterapia aprenda um pouco sobre ela

Espada de Ogum: Cromoterapia aprenda um pouco sobre ela

Roberto Carlos - Nossa Senhora

Nossa Senhora - ROBERTO CARLOS NO MARACANÃ - Especial 50 anos de Música

Cura Senhor "Padre Antonio Maria & Roberto Carlos"

Padre Zezinho - Segura Nas Mão de Deus

ENTRA NA MINHA CASA LEGENDADO

Ninguém Te Ama Como Eu

São Francisco de Assis

Oração São Francisco Ana Carolina


ALTARES, IMAGENS, TEMPLOS, FÉ E RELIGIOSIDADE
Os Altares 
Toda religião tem seu altar, onde estão imagens, símbolos, ícones ou elementos indispensáveis à sua liturgia.
Por liturgia, entendam como o conjunto de recursos ou “artigos” indispensáveis às práticas religiosas.
Bom, o fato é que os altares não existem só porque alguém inventou um e depois todos os copiaram, só modificando os elementos distribuídos neles.
Não mesmo, sabem?
Sim, porque nós bem sabemos que um altar tem como principal função a de criar todo um magnetismo de nível terra, através do qual as irradiações verticais das divindades descerão até ele, e a partir dele, continuarão fluindo na horizontal, ocupando todo o espaço destinado às práticas religiosas que serão realizadas diante dele, e em nome das divindades cultuadas e nele assentadas.
Um altar é um ponto de forças religiosas e, se devidamente erigido e fundamentado, através dele as irradiações das divindades alcançarão todos os fiéis postados diante dele.
Nós, ao contemplarmos o altar de um templo de Umbanda Sagrada, vemos imagens de santos católicos, de divindades naturais, de anjos, arcanjos, caboclos, pretos velhos, crianças, sereias, etc.
Para um leigo no assunto, a miscelânea religiosa não tem uma explicação lógica, pois junta elementos de diferentes religiões num mesmo espaço religioso, quando o mais comum é as religiões banirem de seus templos todo e qualquer elemento estranho a ela ou pertencente a outras, certo?
Mas a Umbanda é uma síntese de todas as religiões, e todas reunidas num mesmo espaço religioso.
Portanto, nela estão presentes correntes de espíritos hindus, chineses, persas, árabes, judeus, budistas, dóricos, egípcios, maias, incas, astecas, tupis-guaranis, ... e cristãos!
E cada corrente espiritual se formou sob o manto luminoso da religião, à qual seus membros formaram sua crença no Deus único e nas suas divindades humanizadas, para melhor falarem dele aos seus filhos.
Cada linha de trabalho do Ritual de Umbanda Sagrada é regida por um Orixá intermediador, que também pode ser um espírito ascencionado e assentado nas hierarquias naturais pelos senhores Orixás intermediários, que os tem no grau de seus intermediadores para a dimensão humana da vida, que é onde os seres espiritualizados (nós) vivem e evoluem.
Então os médiuns, todos com alguma formação cristã, colocam Jesus Cristo, um Oxalá intermediário humanizado, como o pontificador de seu altar, distribuindo mais abaixo as imagens dos santos sincretizados com os outros Orixás.
O sincretismo explica o uso de imagens cristãs, e o fato de que muitos espíritos que incorporam nos seus médiuns terem evoluído sob a irradiação do cristianismo as justifica. Assim como a imagem de “caboclos” índios ou soldados “romanos” (linha dórica) são explicadas como sinalizadoras de que ali baixam mentores espirituais cuja formação religiosa processou-se sob a irradiação de outras religiões.
E o uso de cristais, minérios, flores, colares de pedras semipreciosas, armas simbólicas, símbolos mágicos, etc., explica que muitas linhas de forças intermediárias, intermediadoras ou espirituais ali estão representadas, ativadas e prontas para intervirem em benefício de quem for merecedor do auxílio dos espíritos ou dos Orixás.
Os fundamentos religiosos e mágicos de um altar, só mesmo quem o erigiu pode explicá-lo. Mas o fundamento divino que justifica a existência deles nos templos, é esta:
— “Todo altar é um local onde, se nos postarmos reverentes diante dele, estaremos bem de frente e bem próximos de Deus e de suas divindades humanizadas”.
Mas existem altares naturais que são locais altamente magnetizados ou são vórtices eletromagnéticos, cujo magnetismo e energia criam um santuário natural que, se o consagrarem às práticas religiosas, neles as pessoas entrarão em comunhão com as divindades naturais regentes da natureza.
Saibam que o culto junto a elementos da natureza, onde são tidos como potencializadores da fé das pessoas não é um privilégio do Candomblé ou da Umbanda, pois todas as religiões os tem. Vamos a alguns locais:
— Islamismo: culto à Caaba ou pedra fundamental da religião islâmica.
— Judaísmo: culto à Montanha Sagrada onde Moisés recebeu de Deus os Dez Mandamentos.
— Religião Grega: Monte Olimpo.
— Taoísmo: Montanhas Sagradas.
— Budismo: Montanhas Sagradas.
— Hinduísmo: Rio Ganges, e muitos outros pontos da natureza.
— Xintoísmo: Monte Fuji (Japão), montanha sagrada e símbolo religioso nacional do povo japonês.
— Naturalismo Inglês: Stonehenge, santuário natural construído  por gigantescos monólitos, com datação de uns 3.000 anos antes de Cristo.
— Hunas: Havaí, Kilauea, o vulcão sagrado.
— Cristianismo: Monte das Oliveiras e a Colina do Gólgota.
 Bom, paramos por aqui, pois como viram, toda religião tem seus lugares sagrados ou santos.
Umas vivem a criticar ou renegar as práticas das outras, mas algo superior conduz todas aos seus fundamentos “naturais” onde as pessoas associam locais com poderes supra-humanos e os tornam santuários ou altares a céu aberto, onde cultuam Deus e suas divindades.
A Umbanda, porque derivou dos cultos de nação (Candomblé) e fundamenta-se nos sagrados Orixás, os quais (corretíssimo) regem os elementos e a própria natureza, com a qual são associados, não dispensa seus santuários naturais.
Assim, a montanha é o santuário natural de Xangô e uma pedra-mesa é um altar, onde o oferendam.
Os rios são o santuário de Oxum, e uma cachoeira é um seu altar, onde é oferendada.
O mar é o santuário de Yemanjá, e a praia é seu altar, onde é oferendada.
As matas são o santuário de Oxossi, e um bosque é o seu altar, onde é oferendado.
E com todos os outros Orixás o mesmo acontece, pois são os regentes naturais do nosso planeta e antes de surgir qualquer religião eles já o regiam, e sempre o regerão, assim como nos regerão, pois somos seus filhos naturais.
Portanto, antes de criarem os templos e seus altares, já reverenciavam as divindades e cultuavam o divino diante de seus altares naturais localizados em seus santuários, que é a própria natureza.
As Imagens
  As imagens sacras são tão antigas quanto as religiões, e têm o poder de impor um respeito único aos freqüentadores dos templos, onde são colocadas justamente com a finalidade de induzir as pessoas a uma postura respeitosa, silenciosa e reverente.
Saibam que na antigüidade mais remota as pessoas cultuavam os poderes do desconhecido mundo espiritual através da litolatria (culto das pedras tidas como sagradas), da fitolatria (culto à árvores tidas como sagradas), da hidrolatria (culto à rios ou lagos tidos como sagrados), etc.
Uma divindade era identificada com um elemento da natureza, e através dele a cultuavam.
Este hábito era comum a todos os povos espalhados pela terra, ainda na idade da pedra. E com o tempo também foi aparecendo o culto a algumas pessoas tidas como superiores. Só porque realizavam fenômenos mediúnicos ou prodígios magísticos, à volta delas criava-se toda uma mística que, mais dias menos dias, as divinizavam. Então eram “entronadas” como deuses. E seus seguidores, após sua morte, abriam o culto a elas, pois acreditavam que seriam amparados, dando início ao culto às figuras deles entalhadas em pedras ou troncos (totemismo).
Com o tempo as técnicas de entalhe foram sendo aperfeiçoadas e estátuas muito parecidas com os falecidos “incomuns”, começaram a ser feitas em série pelos artesãos de então, surgindo a antropolatria (culto a pessoas tidas como “deuses” ou divinizadas ainda em vida na carne).
Vide Jesus Cristo, Buda, São Francisco, etc., que, ainda encarnados, já eram reverenciados pelos seus seguidores como pessoas portadoras de dons divinos e de mensagens religiosas poderosas.
Saibam que isto é verdade no caso das pessoas em questão, pois Jesus Cristo fundou uma magnífica religião e a tem sustentado com sua mensagem divina e com o poder que manifesta de si mesmo, pois é um genuíno filho unigênito (nascido único) de Deus Pai. E o mesmo se aplica ao Buda, também um filho unigênito de Deus.
Com isso explicado, então que fiquem cientes que o culto ou a postura reverente diante de imagens sacras é um recurso humano muito positivo, pois elas despertam nas pessoas o respeito, a reverência, a fé e a religiosidade. E Deus não pune ninguém por orar ao seu santo e fazer promessas (desde que as cumpra), assim como não vira o rosto se alguém ajoelhar-se diante da imagem de um santo ou de uma divindade para clamar por auxílio, pois ambos respondem, mesmo, a quem tem fé em seus poderes e ajudam segundo o merecimento de quem os evocou. E até realizam milagres, caso o Altíssimo lhes ordene. Certo?
Ou vocês acham que só Jesus Cristo é um Trono de Deus que humanizou-se e espiritualizou-se para melhor se fazer entender pelas pessoas?
Saibam que Deus Pai fala aos homens através dos homens, e também costuma responder aos nossos clamores através de suas divindades, sejam elas naturais ou espiritualizadas.
Os que condenam a idolatria, não fogem à regra e praticam a “símbololatria” (reverência à símbolos sagrados) ou a “verbolatria” (respeito, obediência e sacralização de frases cuja mensagem é religiosa e despertadora da fé dos seus crentes).
As aspas são nossas, pois acabamos de criar estas duas palavras, já que muitos cabalistas crêem, corretamente, no poder dos símbolos sagrados, e muitos crêem no poder de certas frases, mantras, orações, etc.
Saibam que, num determinado nível vibratório, tanto os símbolos sagrados quanto as palavras sacras têm, realmente, ressonância magnética e sonora que ativam mistérios de Deus e poderes de suas divindades.
Logo, caso alguém aprecie as imagens sacras, então não precisa temer a ira divina, pois Deus não mede nossa fé através da forma como a externamos, mas sim através da sua intensidade e do nosso respeito e reverência diante de símbolos sacros.
Além do mais, que diferença há entre uma imagem de Jesus Cristo, que em seu silêncio nos está dizendo tudo o que precisamos ouvir e está nos mostrando em si mesmo tudo o que precisamos ver para segui-lo rumo ao Pai, e a oratória inflamada de um pregador que, brandindo seu livro santo, ameaça seus seguidores com o fogo do inferno caso não sigam à risca o que nele está escrito?
Não sabem?
Bom, então nós respondemos, dizendo isto: uma imagem sacra de Jesus Cristo, no seu silêncio “religioso”, fala ao nosso íntimo e nos faz vibrar amor e fé. Já o pregador inflamado, com seus berros e suas ameaças, apenas desequilibra o emocional de quem o ouve, e com seus gestos radicais apenas desperta o medo do inferno, mas não o verdadeiro amor a Deus ou ao seu filho unigênito, o nosso amado mestre Jesus.
Saibam que quem realmente ama Deus e tem fé no seu amparo divino não teme o diabo. Mas quem vive chamando Deus para combater os demônios que o apavoram e vivem “tentando-o”, este é só um ser emocionado e desequilibrado que ainda não vibra o verdadeiro amor e a pura fé N’Ele, o nosso Criador.
 Os Templos
 Os templos são os locais criados pelos homens para cultuarem Deus e suas divindades, pois no decorrer dos tempos, os antigos cultos às divindades naturais foram tornando-se difíceis, justamente por causa do crescimento populacional, que foi deslocando as pessoas para longe dos lugares onde eram cultuadas: — os pontos de forças ou santuários naturais.
Saibam que os povos antigos realizavam seus cultos a céu aberto, onde aconteciam cerimônias e festividades religiosas.
Mas, devido às longas distâncias, não era possível manter uma assiduidade aos cultos, e aí começaram a criar uma alternativa que respondesse aos anseios das pessoas que sentiam a falta do contato freqüente com suas divindades.
E surgiram os templos!
Sim, os templos atendem essa necessidade dos seres, e são tão positivos que onde houver um, ali está um local onde as pessoas se colocam de frente para Deus e suas divindades.
O fato concreto é que um templo é consagrado às praticas religiosas e dentro dele existe um campo eletromagnético que o diferencia, pois este campo é criado pelas irradiações que descem até ele desde o alto do altíssimo, inundando-o de essências religiosas despertadoras da fé.
O campo eletromagnético interno de um templo não deve ser medido ou comparado com o seu espaço físico, pois localiza-se na dimensão espiritual, onde os parâmetros são outros. Assim sendo, saibam que se no espaço físico de um templo cabem cem pessoas, no seu campo eletromagnético caberão todos os espíritos que adentrarem nele. E se entrarem um milhão de espíritos, todos serão acomodados, pois o lado espiritual da vida é regido por outros princípios e outros parâmetros, que são divinos (de Deus).
O campo eletromagnético de um templo expande-se caso precise acomodar mais espíritos, ou contrai-se após recolhê-los e direcioná-los para moradas espirituais localizadas no astral.
Saibam também que todo espírito que for acolhido, religiosamente, no campo de um templo, automaticamente e imediatamente começa a ser amparado pela divindade que rege o templo, e que ativa suas hierarquias para auxiliá-lo, curá-lo, doutriná-lo, e recolocá-lo na senda luminosa da evolução.
Mas, se um espírito não for acolhido religiosamente, então os espíritos guardiões do templo o colocam para fora ou o enviam à alguma faixa vibratória negativa, onde, junto com seus afins, também viciados, terá todo o tempo que precisar para repensar sua vida desregrada.
Por isso a Umbanda adotou o assentamento de Exu e Pombagira no lado de fora dos seus templos: — são estes guardiões cósmicos que enviam para as faixas negativas os espíritos ainda petrificados nos vícios e ainda vibrando sentimentos de ódio, vingança, etc.
Mas, ao par da atração dos espíritos guardiões, todo templo tem o recurso da Lei Maior, que cria no espaço interno dele um pólo magnético bipolar, que puxa para o “alto” os espíritos que já forem merecedores de um amparo efetivo, e envia para o “embaixo” aqueles que precisam descarregar seus vícios emocionais.
Portanto, não importa a que religião um templo pertence, pois nele Deus está presente e ativo, assim como ali está presente uma ou várias de suas divindades. Logo, caso adentrem num, peçam antes licença, e depois comportem-se religiosamente, pois senão estarão profanando um local consagrado e mostrando-se indignos de quem os recebeu com amor e boa vontade, assim como, estarão sendo vistos de frente tanto por Deus e suas divindades, como pelos espíritos que ali atuam em benefício de todos que ali vão, porque crêem no poder da religião que o erigiu como mais uma casa do Pai.

A Fé e Religiosidade

— Fé é o ato de crermos em Deus e suas divindades.
— Religiosidade é a forma como manifestamos nossa fé, que envolve nossos sentimentos íntimos e nossa postura diante de Deus e suas divindades, assim como, diante da vida e de nossos semelhantes.
De nada adianta crermos em Deus se nossa religiosidade é nula ou negativa.
Sim, quantos não têm fé na existência de Deus e de suas divindades, e crêem que atuam em nossa vida e em nosso favor nos momentos difíceis, mas só buscam esse amparo divino quando chegam ao desespero?
Muitos, não?
Pois é. Estes tem fé, mas não a cultivam com uma religiosidade em suas vidas e suas posturas no dia-a-dia.
Saibam que fé é a crença no poder divino. Já a religiosidade, é o ato de trazermos para nossa vida e nosso dia-a-dia o comportamento e a postura preconizados como qualidades superiores pela nossa religião e sua doutrina.
Se nossa doutrina prega que somos filhos de um mesmo pai (Deus), então o nosso comportamento diante de nossos semelhantes deve pautar-se por este sentimento fraterno que congrega e irmana os seres. E nossa postura diante de um nosso semelhantes deve ser de respeito e de confiança.
A nossa religiosidade nos distingue perante nossos semelhantes e nos qualifica como seres regidos por Deus e suas divindades, e todos esperam de nós uma conduta e uma postura condizente com o que nossa religião prega: — amor e fraternidade para e com nossos semelhantes.
Meditem e reflitam se vossa fé é forte e se vosso comportamente e postura a refletem ou se vossa religiosidade está precisando aperfeiçoar-se e vossa fé está necessitando de um reforço extra, pois está fragilizada pelas vossas dificuldades do dia-a-dia. Extraído do Livro “Doutrina e Teologia de Umbanda” Editora Madras / Rubens Saraceni.

Xuxa leva um Sacode de Ogum...Salve São Jorge!

National Geographic - UMBANDA - Tabu America Latina.wmv

UMBANDA Religião

Jornal de Umbanda.mp4

Ramatís - Rubens Saraceni

Rubens Saraceni entrevistado por André Montavani da TV UOL

Miss. R.R. Soares no Jô - parte 1

documentario que foi proibido pela igreja catolica

Cientista da NASA desmistifica o fim do mundo.

RADIO ANJO DE LUZ **MÚSICA NEW AGE MEDITAÇÃO E ALTERNATIVAS

RADIO ANJO DE LUZ **MÚSICA NEW AGE MEDITAÇÃO E ALTERNATIVAS

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Integração na vida superior do espírito imortal

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Integração na vida superior do espírito imortal:            Embora os encarnados não consigam recordar os acontecimentos de suas vidas passadas, devido à forte interferência dos compl...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O cristão e o crístico

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O cristão e o crístico: Pergunta: - Qual é a diferença que existe entre o conceito de "amor crístico" e "amor cristão"? Ambos não definem a mesma coisa?   Ramatís:...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Direito dos animais

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Direito dos animais: Assista este vídeo até o fim. Pense a repeito!?

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Medicina reconhece obsessão espiritual

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: Medicina reconhece obsessão espiritual: Código Internacional de Doenças (OMS) inclui influência dos Espíritos. Dr. Sérgio Felipe de Oliveira com a palavra : Ouvir vozes e ve...

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O Passe como Cura Magnética

Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade: O Passe como Cura Magnética

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Espaço Holístico Plenitude Niterói - Terapias Holísticas e Psicologia: Técnicas

Espaço Holístico Plenitude Niterói - Terapias Holísticas e Psicologia: Técnicas: Constelação Familiar Técnica desenvolvida pelo Psicoterapeuta alemão Bert Hellinger a partir de suas verificações nas consultas com seus p...

SINTESE: TORNANDO-SE SERES DE LUZ

SINTESE: TORNANDO-SE SERES DE LUZ: TORNANDO-SE SERES DE LUZ Mensagem de Mãe Maria Por Sheryl Pedersen em 21 de dezembro de 2011 São tantas as mudanças acontecendo em ...

Estalar de Dedos na Incorporação Umbandista

AVE MARIA in good sound by Mirusia Louwerse with André Rieu (2008).

ANDREA BOCELLI (HQ) AVE MARIA (SCHUBERT)

Gregorian: Ave Maria

Gregorian - Only You

Musicas Gregorianas

VIAJANTE DAS ESTRELAS

DeSPeRTaR: Mensaje a TODOS mis lectores

DeSPeRTaR: Mensaje a TODOS mis lectores: Hola a todos En realidad creo que hace varios meses les debía un email con una explicación a todos del porque me distancie un tanto de to...

SINTESE: ENTENDENDO A ASCENSÃO

SINTESE: ENTENDENDO A ASCENSÃO: ENTENDENDO A ASCENSÃO Mensagem de Yeshua Por Adamis Kiel em 26 de janeiro de 2012 O importante é decidirem por si mesmos utilizando s...

SINTESE: COMO VOCÊS SE SENTEM É UMA ESCOLHA QUE VOCÊS FAZEM...

SINTESE: COMO VOCÊS SE SENTEM É UMA ESCOLHA QUE VOCÊS FAZEM...: COMO VOCÊS SE SENTEM É UMA ESCOLHA QUE VOCÊS FAZEM A CADA MOMENTO Jesus através de John Smallman em 15 de janeiro de 2012 A longa est...

SINTESE: JESUS - DESPERTAR É TER SOMENTE UMA ATITUDE PARA T...

SINTESE: JESUS - DESPERTAR É TER SOMENTE UMA ATITUDE PARA T...: DESPERTAR É TER SOMENTE UMA ATITUDE PARA TUDO - AMOR INCONDICIONAL Jesus  Através de John Smallman em 15 de abril de 2012 Todos qu...

SINTESE: VOCÊS ESTÃO COMEÇANDO A ACREDITAR QUE VERDADEIRAME...

SINTESE: VOCÊS ESTÃO COMEÇANDO A ACREDITAR QUE VERDADEIRAME...: Jesus através de John Smallman em 05 de junho de 2011 A vida no pesadelo, que vocês creem que é a realidade, é exaustiva. Está cheia ...

SINTESE: O VÉU FOI ERGUIDO MAIS

SINTESE: O VÉU FOI ERGUIDO MAIS: O VÉU FOI ERGUIDO MAIS Yeshua e Miguel canalizados por Ron Head em 20 de abril de 2012 Nesta manhã eu trouxe comigo nosso amado Senh...

SINTESE: MILAGRES ABUNDAM

SINTESE: MILAGRES ABUNDAM: MILAGRES ABUNDAM Mensagem do Arcanjo Indriel por AuroRa Le em 19 de abril de 2012 Os milagres abundam, minhas crianças. E eles estão ...

quinta-feira, 19 de abril de 2012


Todo Umbandista acende sua velinha!

Vamos hoje falar um pouquinho sobre este elemento fundamental nos rituais umbandistas: as velas. Por que acendemos velas? O que elas representam e como atuam? Acho que muitas pessoas já se fizeram estas perguntas e outras nunca pensaram sobre o assunto. Como estamos buscando mais conhecimento e menos ações automáticas, acredito que este seja um assunto bem relevante. Então vamos lá!
A vela significa luz, atua no éter de quem recebe suas irradiações ígneas e é um simples, mas poderoso instrumento. Tal como o incenso, uma vela acesa altera o estado energético de um ambiente ou de uma pessoa. Quando está acesa, durante o dia ou noite, além de enviar nossas intensões como luz que toca outra luz em vário níveis, ela se torna uma energia contínua de nossas orações, ela se torna a vigília de nossos pensamentos, pois sempre que passarmos por ela seu brilho chamará nossa consciência de volta para o propósito de nossa solicitação ou pensamento e a sua luz atuará como um laser para concentrar a energia de nossas intenções. Portanto ela ativa nossa fé nos mantendo em sintonia com o Plano Astral Superior e é fato que uma vela acesa positivamente atrai os bons espíritos para perto. Na realização de uma oferenda as velas acesas ativam e potencializam nossas intenções.
É importante saber também que uma simples vela consiste na união dos quatro elementos. O elemento terra, ou energia telúrica, é representado pela parafina que vem do petróleo, das profundezas do planeta; o elemento ar, com a energia eólica, é representado pela fumaça que a vela exala, ainda que tênue; o elemento fogo, ou energia ígnea, é representado pela chama da vela e, finalmente, o elemento água, e a energia mineral, é representado pela combustão dos materiais da vela onde se desprendem moléculas de hidrogênio que se combinam com o oxigênio e formam a molécula de água no estado gasoso.
Além de todas essas vibrações, energias e elementos temos também a questão da pigmentação da vela onde a cor, com base na cromoterapia, mexe com nossas vibrações mental e energética. Por exemplo: a vela branca, que representa a união de todas as cores, é purificadora, traz a sensação de limpeza, claridade e estimula a criatividade; a vela amarela simboliza a alegria de viver e o alto astral; a vela cor de rosa abre o coração e estimula todas as formas de inspiração e amor, traz conforto e aconchego à alma; a vela vermelha simboliza o dinamismo, a força e a coragem e é uma boa pedida para quem está deprimido ou sem ânimo para nada; a vela azul clara traz paz e tranquilidade, estimula o crescimento pessoal e melhora o auto controle; a vela verde representa a esperança e a abundância, estimula momentos de paz e cura, traz tranquilidade e acaba com as tensões.
Espero que vocês tenham conseguido entender um pouquinho deste importante fundamento umbandista, mas como conhecimento nunca é demais, saliento que este é um assunto legal para se estudar mais afundo e detalhadamente.

Quer saber mais sobre EXU ? Veja o que diz RUBENS SARACENI

Visualização do documento Vibração de Exu (Rubens Saraceni).pdf   ( 162 KB ) Baixar EXU – O Guardião da Luz Com Alex...