domingo, 1 de fevereiro de 2015

VIVER PARA COMER OU COMER PARA VIVER?????

ALIMENTOS
A vida na Terra exige fundamentos, e um deles se baseia na alimentação. E, para que o corpo físico desfrute de boa saúde, necessitamos saber escolher os alimentos adequados, além de buscarmos o equilíbrio emocional e intelectual, consoante os preceitos evangélicos. A natureza é de todos os tipos de substâncias alimentícias. Basta-nos meditar, buscando a intuição d’Aquele que tudo fez para o nosso bem. As sementes são ricas de nutrientes, bem como os frutos e as hortaliças. Nessa linha natural, descobrir-se-ão outros complementos para uma rica alimentação, no sustento do corpo físico.
Não deves exagerar no comer. As leis nos pedem que alimentemos para viver; e não, viver para comer. Na hora do repasto conserva, meu filho, a serenidade. O bom é que te habitues à prece, na mesa de refeições. Comes o que pensas, e bebes os próprios sentimentos. O lar é alguma coisa do Céu, principalmente se souberes compreender seu objetivo, criando nele o ambiente elevado, com os pensamentos puros, com as idéias enriquecidas no Amor, e com uma convivência repleta de perdão e de fraternidade.
O lar, meu irmão, além de outros atributos, é um laboratório onde o familiar busca o remédio, a paz e o conforto, para as suas tribulações. E, para que o laboratório funcione a contento, nós te falamos para que nele introduzes o Culto do Evangelho. A norma foi dada pelo Cristo, para ligar a Terra ao Céu, e todas as casas são pontos sensíveis dessa operação.
A existência de muitos lares em desajuste deve-se à falta de compreensão entre seus componentes. O ambiente negativo, todavia, só permanece enquanto faltar a força que o Evangelho propicia para perdoar, para compreender, para amar. Tal como ocorre nos lares dos cristãos verdadeiros, que não esqueceram a Caridade, começando-a em casa e consigo mesmos, as tempestades do ódio são levadas para longe, juntamente com a ventania do orgulho, do ciúme e do egoísmo.
Procura melhorar teu íntimo, todos os dias. Muda tua vida, para a vida de Jesus, e abre as tuas portas para o entendimento, onde domina o Amor, que tudo dá, para ser útil, que tudo renuncia, para melhorar, que tudo faz pela humanidade. Estarás, assim, investindo no ouro da Luz e nos bens eternos que sempre crescem, quando se os planta.
O espírito precisa alimentar-se, igualmente. O seu pão predileto vem do Céu, e o Mestre diz, muitas vezes: Eu sou o Pão do Céu.
Quem esquece os deveres espirituais; quem não ora e não se esforça para compreender o próprio destino; quem não se entrega ao processo espiritual, para sentir o Amor, como ensinou o Cristo, se encontra carente de alimentos da alma.
Não desfaças do carinho dos outros, e não percas oportunidades de seres caprichosos junto àqueles que vivem ao teu lado. Procura alimentar-te bem, nos dois planos da vida, para que a vida te procure, dando-te a paz da consciência.
(De “Chão de Rosas”, de João Nunes Maia, pelo Espírito Scheilla
"Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre, tal é ¡ lei"
Allan Kardec.