segunda-feira, 24 de junho de 2013



Novo Post em Zerando Karma

Link to Zerando Karma

Posted: 23 Jun 2013 08:48 AM PDT
Olá Alma amiga, como vai você? Como você está se sentindo agora? Entusiasmado, de bem com a vida? Excelente, então conserva! Aflito, inquieto, ansioso, entristecido? Tudo bem, você não tem nenhuma obrigação de sentir o que quer que seja. Mas, dói, não dói? Então... Transforma!

Você se sente tranquilo, com disposição, bem estar... é gostoso, gratificante, concorda? Conservar é uma excelente escolha, e pode ser favorecida do seguinte modo: perceba-se nesse exato momento, e identifique detalhes, pequeninos elementos que compõem sua realidade nesse instante. O sentimento de reconhecimento- favorável à gratidão – tende a prolongar o ‘sentir-se bem’. Faça isso e note como é agradável exercitar o reconhecimento.

E você, querida Alma amiga, que está se sentido intranquilo, aflito? Transforma! Sua mente está disparando tantos pensamentos, e você sente toda sorte de inquietações, que parece até ter um trem desgovernado dentro de si, não é? Conservar não é um bom negócio, afinal, angústia, não é desejável. Então vamos juntos, nesse exato momento, promover uma transformação. Topa?

Vamos lá: os motivos pelos quais você desanimado nesse momento são questionáveis, inquestionáveis? Não importa nesse agora, simplesmente porque é um conjunto de fatores que compõem sua jornada rumo ao bem estar duradouro. Mas toda jornada começa com um primeiro passo, e é exatamente isso que precisamos fazer. Refletir, escolher, planejar, agir no sentido de uma mudança mais abrangente, vem depois. Precisamos começar por te abastecer de tranquilidade.

Pare por um momento: sinta-se presente; perceba sua existência e sua própria companhia. Respire lenta e profundamente por alguns instantes, e assuma que nada importa agora, exceto você se sentir bem com você nesse presente momento. Tratamos aqui de um tempo que você se dá de presente: um intervalo de tempo no qual nenhum anseio ou preocupação existe. O que há é somente sua existência livre, e seu direito de se sentir bem.

De início o aparente trem desgovernado dentro de você pode parecer que vai descarrilar, e sua mente tenderá à tentativa de controle. Ignore. Apenas sinta-se vivo, existente, livre, presente e respire agradavelmente... afirme “está tudo bem agora”... “esse momento é meu presente para mim, e nele não tenho nenhuma obrigação, nenhum anseio, nada... experimento a liberdade de sentir que está tudo bem. É que tenho agora: VIDA”.

Perceba que é o primeiro passo, e você não precisa, por enquanto, pensar no passo seguinte. Você precisa tão somente se sentir bem com você. Sentindo-se bem, sua criatividade será estimulada e sua disposição se dirigirá para reflexões favoráveis à sua jornada. Mas não pense nisso agora, repito, pense apenas “agora eu estou bem, aqui, comigo, respirando tranquilamente”.

Sabe de uma coisa, querida Alma amiga: às vezes temos a impressão de que nossa vida está um caos, e que precisamos de soluções. O que não nos damos conta, eventualmente, é que a primeira e mais significativa solução é o restabelecimento do bem estar e da tranquilidade; a primeira solução é produzir o sentimento de leveza.

Encare como uma parada estratégica em um posto de combustíveis, para abastecer e qualificar seu veículo para seguir viagem, ok?

Esse é o maravilhoso presente que você se dará agora. Aceita esse convite? Ótimo!

Um excelente dia para todos vocês.

Afetuoso abraço, Lucius Agustus, IN., seu amigo sempre.

Mensagem do Colégio Pena Branca

Newsletter Confira as nossas últimas novidades Nesse momento de pandemia as atividades presenciais do C...