UMBANDA- SURGIMENTO-DETURPAÇÕES-DESAPARECIMENTO-RESSURGIMENTO-SIGNIFICADO-FINALIDADES E OBJETIVOS

UMBANDA: SURGIMENTO - DETURPAÇÕES - DESAPARECIMENTO - RESSURGIMENTO - A PALAVRA UMBANDA - FINALIDADES E OBJETIVOS ONDE SURGIU A UMBANDA? No Planalto Central do Brasil quando o continente ainda chamava-se Lemúria. Queria dizer Conhecimento Integral: Religião, Filosofia, Ciência e Artes reunidos num só bloco. Foram os Lêmures que receberam a revelação da Doutrina: Eram adiantadíssimos! QUAL A CIVILIZAÇÃO QUE SUCEDEU À LEMÚRIA? Foi a Atlântida, que poderosa desenvolveu-se bastante, mas a Umbanda deixou-se levar por outros interesses e se fragmentou, deturpando-se e dando origem às várias religiões, ciências e filosofias que hoje conhecemos. Umbanda, mistura de religiões... UMBANDA - RELIGIÃO - UNA? Tanto na Lemúria, como na Atlântida, era a única religião ensinada pela raça vermelha, a primeira raça a habitar a Terra. QUANDO A UMBANDA RESSURGIU NO BRASIL? No século XIX entre os anos de 1888 a 1889. QUAIS OS POVOS QUE GUARDARAM OS FUNDAMENTOS DA UMBANDA? Toda a Mesopotâmia: Egípcios, Meroes, Caldeus; África: Nagô, Angolanos, Conguenses; Oriente: Índia, Nepal, China, Manchúria, Mongólia, Tibet, Himalaia. COMO A UMBANDA RESSURGIU NO BRASIL? No século XVI, indígenas, negros, amarelos e brancos encontravam-se em solo brasileiro, através das incursões dos navegantes espanhóis e portugueses e fizeram por ordem do astral a Umbanda ressurgir com o nome de Movimento Umbandista, aproveitando-se a miscigenação racial, o sincretismo cultural e a mistura de rituais das raças envolvidas. Note-se que já eram monoteístas, os Africanos, Indígenas brasileiros e Brancos. EM QUE ÉPOCA A UMBANDA RESSURGIU? Após a mistura dos povos africanos, indígenas e brancos do século XVI ao XIX, a Umbanda renasceu entre 1888 e 1889, aproveitando-se das mudanças sociais, políticas e culturais da época. Já se manifestavam em grandes centros (São Paulo e Rio de Janeiro) os índios, na figura do Caboclo, e os africanos, na figura do Preto Velho, através do Caboclo Curuguassú, que preparou o terreno para a expansão do movimento. Através do Caboclo Sete Encruzilhadas incorporado a um médium chamado Zélio, por volta dos fins de 1908, ficou-se firmado os preceitos de que a humildade seria a tônica do movimento, simplicando-se os rituais. QUAIS SERIAM ENTÃO AS FASES DA UMBANDA? Primeira fase: Caboclo Curuguassú - preparação inicial que durou 9 anos no lançamento do vocábulo Umbanda, e sua preservação através do termo Anauam e a higienização do ritual na forma de se professar a Umbanda. Surgimento da mediunização do Caboclo ou do Pai-Velho. Segunda fase: Caboclo Sete Encruzilhadas - reimplantação do vocábulo Umbanda e forma mais simples de se executar o ritual umbandístico. Terceira fase: Advento do Trabalho do Pai Guiné - através do médium W.W. da Matta e Silva, o movimento umbandista se solidificou. Editaram-se várias obras de porte que revolucionaram as formas até então adotadas, mostrando-se os aspectos mais profundos e o lado Esotérico do movimento, a par de induzir a abolição de certos rituais anacrônicos e nefastos. Quarta fase: A atual - dos seguidores dos conceitos expostos pelo Pai Guiné e seus discípulos. Fase que se transportará pelo Terceiro Milênio, onde o conceito de Umbanda será abarcar no menor espaço de tempo, o maior número de pessoas possível. Observação: Existem diversas vertentes e escolas, e seus respectivos seguidores. QUAL O SIGNIFICADO DA PALAVRA UMBANDA? Originalmente vocalizada como AUM-BAN-DAN (mantra) na Atlântida, significando: AUM - Divindade, divina, glória BAN - Conjunto, regra, sistema DAN - Lei, norma; Portanto: CONJUNTO DAS LEIS DIVINAS QUAIS AS PRINCIPAIS FINALIDADES DA UMBANDA? Que suas Leis induzam ao Bem, ao Amor, à Fraternidade, à Caridade e à Humildade. Umbanda é Luz e Luz das Almas, aquela que redimirá nossas consciências, em busca do progresso e da evolução. - Por José Maria Camargo Barbosa - Templo da Estrela Alaranjada do Sr. Rompe Mato - Mestre Tashanan. - Alguns aportes do Babalorixá e Pai Marcelo D'Oxum. Amor, respeito, humildade, caridade, são baluartes de minha amada Umbanda. Ogum Beira Mar.