sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Recado para os desejosos do Carnaval



Por MÁRCIA MOREIRA (Templo de Umbanda Caboclo Pena Branca)

Certo dia um médium de nossa casa perguntou ao Sr. Tata Caveira sobre o ritual de fechamento de corpo para o Carnaval.

Eis que o guardião chefe de nossa egrégora respondeu:

– As entidades que trabalham nessa Casa trazem as orientações necessárias para que os filhos tenham condições suficientes de administrarem seus discernimentos pelos caminhos que percorrem.

A disponibilidade de energia para que as virtudes de cada um sejam despertadas são suficientes, ou seja, a educação moral e espiritual é aplicada com muita eficiência.

Portanto, lhe digo que não vou perder meu tempo e nem desperdiçar energias com quem quer se sujar e se contaminar em lugares demasiadamente poluídos energeticamente.

Nessa egrégora a qual faço parte, continuamos nosso trabalho no Carnaval como é realizado em todos os outros dias.

Quer se divertir? Divirta-se e não há problema nenhum nisso.

Tenham cuidado apenas aonde ir e com quem ir. Quer exagerar?

Aguente as consequências. Quer ser radical? Pague o preço.

Laroyê!

Esse texto é parte do Jornal d/e Umbanda Sagrada de Fevereiro. O JUS está disponível na versão eBook e você pode fazer o download agora!
Enviado por Colégio de Umbanda Sagrada Pena Branca

Quem é que lhe diz sobre sua Pomba Gira ???????

Novo post em Umbanda 24 Horas

Como saber quem é minha Pomba Gira?

por Editor
Quando dizemos, na Umbanda, que todas as pessoas, têm seus Guardiões protetores, não estamos com isso, querendo causar uma busca desenfreada e nem tão pouco causar frustrações aos irmãos. Apenas e tão somente, queremos dizer que graças a providência do Criador, todos nós temos Guardiões e devemos tê-los em alta conta, mesmo que jamais saibamos seus nomes, histórias pessoais ou a que falange pertencem.
Qual o percentual da população mundial, que trabalha efetivamente na Umbanda ou nos cultos afro-brasileiros?
Dentro desse grupo que trabalha mediunicamente nos cultos acima citados, quantos são os irmãos que são médiuns ativos de incorporação. Não quero dizer que Exus e Pombas Giras, comuniquem-se apenas através da incorporação. Eles podem fazer uso de qualquer forma de comunicação mediúnica, como a psicofonia, a psicografia, o desdobramento durante o sono do médium, ou até mesmo através da mediunidade intuitiva. Mas qual seria a real necessidade de irmãos não praticantes dos cultos, saberem os nomes de seus guardiões?
Se a resposta é mera curiosidade, esqueça. Se a resposta é amor à esses guias maravilhosos, pode ser que consigam.

MAS, COMO EFETIVAMENTE SABER QUEM É MINHA GUARDIÃ?

Primeiro quero dizer-lhes como não conseguirão:
1. Por data de seu nascimento
2. Por numerologia – Isso é furada
3. Por consultas de cartomancia
4. Por informações vindas de pessoas “intuitivas” ou fontes não confiáveis
5. Por comparações de características pessoais

O QUE FAZER ENTÃO E COMO PROCEDER?

Eu confio apenas em duas formas de saber sobre as Guardiãs:
1. A comunicação direta da mesma, através das formas de mediunidade acima citadas.
2. A revelação feita por um Guia de confiança e obviamente, através de um médium de confiança. (E aonde encontrá-los?) meus queridos, pesquisem na internet sobre Terreiros de Umbanda em sua cidade. Mas vejam o que escrevem, analisem o que prometem, usem o bom senso e intuam se devem ou não dar crédito à esse Terreiro e a seus médiuns. Visite então o Terreiro que lhe pareceu adequado, tome seus passes, frequente com certa regularidade e consulte com a entidade chefe do trabalho e exponha sua necessidade.
Mas você apenas obterá as respostas, caso o astral perceba relevância nessa revelação. Um alerta, Terreiros de Umbanda não cobram para revelar nomes de guias de ninguém (nada é cobrado)! Se não gostou, procure outro, se for o momento você será guiado ao local ou a pessoa certa.
Se o princípio que o move nessa busca, for amor, sua Guardiã poderá revelar-lhe quem é através de sonhos, intuições ou inspirações.
Um esclarecimento: as entidades não aparecem nuas, com atitudes sexuais ou qualquer outra forma negativa em sonhos ou em visões. “POMBA GIRA GUARDIÃ NÃO É KIUMBA”, lembram-se?
Aos médiuns em desenvolvimento que não sabem ainda os nomes de seus guias, apenas esperem o momento certo, a entidade irá dizer quem é. Ou podem recorrer ao seu pai de Santo, pedindo orientação.
Caro leitor, você não é menos que ninguém e tão pouco sua protetora é inferior à qualquer outra , por não revelar-lhe quem é! Ame e respeite essa entidade de Luz, faça o bem e com o tempo, certamente , de algum modo, ela irá fazer com que você saiba quem ela é.
Editor | fevereiro 17, 2017 às 4:31 pm | URL: http://wp.me/p5Mabg-Ch
Comente   Ver todos os comentários

Atividade do Centro de Iluminação Nosso Lar para 18-02-2017

Centro de Iluminação Nosso Lar


Posted: 16 Feb 2017 12:04 PM PST

Sábado - 18.02.2017 - 18:00

Inauguração da nova sede do Centro de Iluminação Nosso Lar, com o axé dos guardiões (Exus) e guardiãs (pombas-gira).

Trabalho com energias mais densas e telúricas, com as forças mais próximas de nós e que melhor entendem as nossas necessidades terrenas.


Os Exus e as Pombas-Gira, também conhecidos como guardiões, abrem nossos caminhos melhorando nossa energia de atração para que possamos conseguir o que nos falta na parte material, como reconhecimento em nosso trabalho e sucesso nos negócios, e também na sucesso parte amorosa, proporcionando conquistas e satisfação no amor, o equilíbrio das duas forças proporcionam a prosperidade.


Tem poder de desagregação e podem afastar as energias negativas ou desfazer trabalhos de magia negra que estejam interferindo em nosso sucesso, firmando a nossa proteção, afastando espíritos obsessores e nos protegendo contra os demais perigos físicos.


Aumentam nossa força de vontade e a segurança em nosso potencial, sempre diretos, nos indicam sempre o caminho mais adequado a seguir e nos fazem ver a vida com outros olhos.



Laroiê!

Limpeza com Marinheiros na força das águas ao final deste trabalho.

Vejam e participem, é tudo Grátis e não ocupa lugar o saber !

Casa de Lei
Daqui a pouco...

ADOREI AS ALMAS

Gira de Pretos-Velhos 
Av. Airton Pretini, 49A, Penha, São Paulo - SP
(11) 2385-3492 • (11) 94715-1590
Saiba mais sobre as giras!
Alan Barbieri
Gratidão,
Alan Barbieri

Live Umband'Boa #001

Última semana para baixar!
Antonio Carlos Evangelista,

Eu e Adéritos preparamos um ebook gratuito com 20 dicas que todo médium de Umbanda gostariam de saber.

Falamos sobre incorporação, escolha de terreiro, nomes de guias, equilibrio mental, hierarquia de terreiro, Orixá de cabeça e muito mais.

Aproveite, pois essa é a última semana para baixar o material. Clique no botão abaixo para baixar.
Comece o curso AGORA!
Alan Barbieri
Gratidão,
Alan Barbieri

A Umbanda Condena ou aprova Tatuagens??????

Novo post em Umbanda 24 Horas

Tatuagens são permitidas ao trabalhador espírita?

por Editor
Em princípio, cabe lembrar que a Doutrina Espírita nada proíbe. 
No entanto, dota os indivíduos de elementos para reflexão para que decidam conscientemente. 
Não é a utilização de tatuagens que desmerecerá o caráter de uma pessoa. 
No entanto, alguns tipos de tatuagens, com motivos funestos, classificam-se como inconvenientes e impróprias para um trabalhador espírita.
Segundo Divaldo Pereira Franco, respeitado médium e orador espírita, pessoas que tatuam o corpo inteiro ou o enchem de piercings, são almas que ainda trazem reminiscências vivas de encarnações em épocas bárbaras, quando guerreiros sanguinários se utilizavam desses meios para se impor frente aos adversários.
Necessário sairmos da superficialidade. 
A questão cultural é muito importante para entendermos porque alguns povos adotam certos costumes estranhos a outras culturas. 
Na Tailândia, fronteira com Myanmar, antiga Birmânia, existe uma tribo isolada onde as mulheres cultuam pescoços longos. 
Para tal, utilizam argolas no pescoço, desde a infância, para provocar o aumento do pescoço.
Para os integrantes da tribo, todo este procedimento é muito natural, pois faz parte de suas crenças e seus costumes. Trata-se de culto ao corpo e a beleza, sem conotação de auto-agressão.
Nota-se que a compreensão espiritual dos nativos dessa tribo é bastante diferenciada do restante do mundo. 
Essas particularidades de entendimento implicam em conseqüências diferentes no mundo espiritual, pois cada qual está na situação de elevação espiritual que já tenha conquistado.
É necessário compreender o indivíduo de forma integral. 
As reações expressas no corpo são conseqüências de seus pensamentos e estes resultados das crenças, experiências e visão de mundo. 
Tudo é muito relativo até que se descubra como funcionam determinadas Leis Divinas. 
A Doutrina dos Espíritos não proíbe – esclarece. 
Não condena – conscientiza. 
Não se coloca ‘em cima do muro’, mas mostra como construir e trilhar o melhor caminho.
Uma tatuagem por si só não faz ninguém melhor ou pior. 
No entanto, perguntemos o que está por trás dessa tatuagem? Quais sãos os sentimentos, os anseios, as crenças daqueles que cobrem seus corpos com tais símbolos.
É preciso compreender as razões de alguém tatuar todo o corpo, camuflando-se de si mesmo. 
Grande parte o faz conduzido pelo modismo. 
Outros tantos ainda se encontram presos a hábitos de outras encarnações, que transitam do inconsciente para o consciente do indivíduo, resultando na transfiguração do indivíduo.
O Espiritismo não julga, porém compreende que, com o amadurecimento, o Espírito cultivará apenas os valores que nortearão sua verdadeira vida. 
Tatuagens, piercings, são todas práticas transitórias. 
Convém perceber, contudo, se tais pessoas estão abaladas, desequilibradas emocional e espiritualmente. 
O que as faz quebrar a barreira do bom senso e do discernimento? Por que provocam para si as dores e sofrimentos?
Frente a tais perguntas, a Doutrina Consoladora busca no íntimo do ser o seu real problema. Convida-o ao auto-conhecimento e ao exercício do auto-aprimoramento. 
Recomenda bom senso, amor a si mesmo, equilíbrio e a busca incessante ao Pai Criador, o único que poderá nos preencher de alegria e felicidade.
Hoje a moda cobre o corpo de desenhos e objetos. 
Amanhã o mundo será coberto de almas verdadeiramente engajadas no trabalho de servir, deixando de lado o culto exterior – superficial – para as conquistas de valores espirituais duradouros.
Analisemos a alma para descobrir o porquê do estado do corpo. 
Compreendamos o profundo para entender claramente o superficial. 
O certo e o errado, o bem e o mal nada mais são que experiências condizentes ou não com as Leis Naturais. 
Valorizar o corpo e a alma é ensinamento que todos os homens compreenderão e, então, já não discutiremos assuntos superficiais, mas assuntos da alma. Deixando do lado o embrulho para valorizar o conteúdo.
(Retirado do site OSGEFIC)
Editor | fevereiro 17, 2017 às 9:29 am | URL: http://wp.me/p5Mabg-Ce

Cantar pontos em casa.