quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Zélio de Moraes e o Caboclo das Sete Encruzilhadas: Mito de Origem ou Reconstrucionismo Histórico?

Zélio de Moraes e o Caboclo das Sete Encruzilhadas: Mito de Origem ou Reconstrucionismo Histórico?: É com imensa alegria que reproduzimos, com a devida autorização do autor, este texto encontrado no Blog Mandala dos Orixás mantido pelo magnifico irmão umbandista, escritor e professor Diamantino...

Ciclos Lunares e os Sete Reinos Sagrados

Ciclos Lunares e os Sete Reinos Sagrados: Ciclos Lunares e os Sete Reinos Sagrados   “O povo se prostrará diante do Senhor, à entrada desse pórtico, nos dias de sábado e de lua #8221; (Ezequiel 46,...

Livro sobre apometria será lançado no Instituto Mata Verde

Livro sobre apometria será lançado no Instituto Mata Verde: Livro sobre apometria será lançado em Santos. Apometria é o nome da técnica de tratamento espiritual criada em meados da década de 1950 por um médico espiritista chamado Dr....

Como Fundei meu primeiro Templo de Umbanda por Rodrigo Queiros

Saravá Antonio,
Eu estava aqui no meu computador preparando minha Aula Magna da Umbandalogia (que eu já te explico qual vai ser), e foi quando me deparei com esta foto 😱
Caracaaaaa Antonio 😱! Essa foto é na reforma de adaptação do imóvel que alugamos para fundar o Instituto Cultural Aruanda - Templo, ou seja, ele estava pior ainda quando entrei nele e vi ali um Templo. 
Poucas pessoas estavam comigo nessa aventura...
Eu tinha a motivação profunda de que precisava cumprir minha "missão", abrir um Templo onde ali que pudesse ver a minha verdade espiritual e congregar pessoas que também buscavam uma Umbanda como eu acreditava que era possível existir.
Até aí é tudo muito poético, lembra que eu falei acima que poucas pessoas estavam comigo? Então, exatamente 8 pessoas que se comprometeram a dividir os custos para esta empreitadada. Contudo eu aluguei o imóvel no meu nome, exato, isso não era meu quintal, não era uma adaptação na minha garagem, sem nenhuma zona de conforto eu fiz desde o primeiro dia o que eu acreditava ser correto, alugar um espaço dedicado a isso, eu chamo isso de congruência de valores, jamais esqueça isso!
Bem, depois de tudo pronto e o terreiro inaugurado, aquelas pessoas que assumiram o compromisso se desligaram do Templo, ou seja, todo o compromisso financeiro ficou na minha conta.
Ocorre que eu tinha um emprego e ganhava 2 salários mínimos que nessa época não tinha sofrido os reajustes de hoje 16 anos depois, o aluguel correspondia a 50% disso. 
Comecei a ter dificuldade de honrar os aluguéis na data, o custo de abrir a porta é alto e poucos se dão conta, luz, água, produtos de limpeza etc.
Eu tinha a crença de que vivia uma "missão" lembra? Então, nisso inclui a crença também de que eu deveria dar tudo para esta missão, por isso algumas vezes eu optei por comer pouco ou não comer mas não faltar vela, no terreiro. 
Isso tudo acontecendo no primeiro ano do terreiro.
Daí um dia, Pai Tupinambá, o Mentor Chefe da minha coroa e do Templo falou algo que mudaria completamente minha mente e foi através dessa lição que tudo na minha vida e na vida do Templo mudaria de uma vez por todas para hoje podermos bater cabeça neste Templo:
Festa Yemanjá 2017.
Nessa Aula Magna AO VIVO que vou ministrar, é exclusivo para a Confraria Umbandalogia, mas vou abrir para você, caso queira assistir apenas no Ao Vivo, então vou contar como foi que eu entendi e mudei completamente o cenário de um Templo sofrendo por crenças que podem fazer tudo afundar para um Templo que hoje serve como referência de prosperidade e legitimação da religião, premiado por órgãos governamentais e iniciativa privada.
Para participar você precisa se inscrever gratuitamente clicando neste botão verde abaixo.
Te encontro lá nesta Quinta-Feira as 16hs, ok?
Quero Assistir Esta Aula
Grande abraço, axé!
Rodrigo.

Mensagem do Colégio Pena Branca

Newsletter Confira as nossas últimas novidades Nesse momento de pandemia as atividades presenciais do C...