sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Antonio Carlos Evangelista  , minhas saudações!
Venho lhe agradecer por fazer parte deste nosso trabalho, desta comunidade de ensino-aprendizagem que é a Umbanda EAD, esta estrutura que é para nós o Terreiro Virtual, tão sagrado e significativo quanto o terreiro físico que cada um de nós fazemos parte.
Quero lhe compartilhar um texto, que é uma breve apresentação do Pai Alexandre Cumino sobre o curso livre Teologia de Umbanda Sagrada, que está com em campanha de matrículas para a nova turma que inicia dia 11/12.
Caso você já tenha feito este curso, por favor compartilhe esta mensagem com seus amigos que possam ter interesse.
Segue portanto o texto.
Fica meu abraço e respeito, muito obrigado!

Rodrigo Queiroz
Diretor Umbanda EAD

Teologia e Teologia de Umbanda Pensar, Fazer e Produzir Teologia
Por Alexandre Cumino 
Não há religião sem teologia
A produção teológica não é propriedade de alguns profissionais, ela não pode ser refém dos líderes e sua hierarquia.” Nós podemos e devemos fazer teologiaTemos quase que por obrigação, por missão, fazer teologiaProf. Dr. Antonio Boeing - Coordenador do Curso de Bacharelado em Ciências da Religião - UNICLAR
Teólogos são arrogantes por pensar que estão mais perto de Deus.”
Clodóvis Boof
Quando um religioso racionaliza, pensa, reflete e fala sobre a sua religião, produz teologia, não importa qual seja a sua formaçãoAlexandre Cumino
A palavra Teologia vem do grego ( Théos + Logos) em que Théos = Deus ou Divindade, Logos = Palavra ou Estudo. Logo literalmente Teologia é o Estudo de Deus, das Divindades ou simplemente o Estudo do Sagrado.
Quem primeiro se utilizou do termo foi Platão em A Republica para delimitar um campo de compreensão racional da naureza divina, diferente das abordagens poéticas. Aristóteles também empregou o termo para definir a filosofia primeira mais tarde chamada de Metafísica.
Quando um religioso pensa sobre sua religião está pensando teológicamente, sua reflexão é teológica e suas conclusões são de conteudo teológico, desta forma se produz teologia. Racionalizar, pensar, refletir e expressar a religião partindo de dentro da mesma é sempre teologia. Cada religião tem a sua teologia e muito mais do que isso há formas diversas de pensar teologias ou seja muitas teologias e multiplas opções de pensar uma mesma religião por exemplo.
Há a Teologia Cristã que engloba várias Teologias como Teologia Católica, Teologia Luterana, Teologia Calvinista, Teologia Metodista, Teologia Adventista, Teologia Evangélica, Teologia Pentecostal, Teologia Neo-pentecostal, etc.
Dentro da Teologia Católica podemos catalogar diferentes Teologias como a Teologia Franciscana, Teologia Jesuíta, Teologia Dominicana, Teologia Mariana, etc. Pode-se estudar Teologia Histórica buscando a Teologia Medieval, Teologia Moderna e Teologia Contemporânea ou Teologia Pós-Moderna, buscando as tendencias de acordo com a época. Assim como há Teologia da Libertação, Teologia da Esperança, Teologia da Prosperidade, Teologia do Perdão, Teologia do Pecado que são formas de pensar algumas questões especificas dentro de um campo social, cultural ou dogmático. Conforme se organiza e divide a Teologia em áreas de conhecimento surgia  Teologia Sistemática, dividida em sistemas que explicam temas e assuntos como Angeologia, Cristologia, Mariologia, Escatologia, Pneumatologia...
Podemos tratar de todas estas várias teologias e outras ainda apenas dentro do cristianismo, que engloba em si mesmo uma grande variedade de teologias. E da mesma forma encontraremos diferentes Teologias e variações teológicas dentro de todas as religiões; como Teologias Islâmicas, Teologias Judaicas, Teologias Hinduístas, Teologias Afros, Teologias Indígenas e muitas outras.
Teologia é para todos e não para poucos, todos pensam sobre Deus e o sagrado, inclusive ateus...
Teologia de Umbanda
Em 1996 Rubens Saraceni idealizou e concretizou um “Curso de Teologia de Umbanda”, partindo de vasto material que vinha psicografando com o pensamento, reflexão e conceitos passados a ele por seus guias, mentores e outros mensageiros de Umbanda. A espiritualidade manifestava por ele a clara intenção de organizar e produzir material teológico com uma visão de cima para baixo, do mundo espiritual para o mundo material. Dentro desta proposta estava o objetivo inovador de ensinar a todos que tivessem o interesse de aprender um pouco mais sobre umbanda. Leigos, médiuns e sacerdotes umbandistas (Pais e Mães de Santo, Madrinhas e Padrinhos, Babás e Babalawôs, Caciques e Mestres), independente de serem ou não seus filhos espirituais, filhos de santo, discípulos  ou umbandistas. Embora na Umbanda já houvesse um pensar teológico variado que se identifica como Umbanda Branca, Tradicional, Popular, Mista, Esotérica, Pura, Eclética e etc. Não houve uma produção teológica sistemática por boa parte destes seguimentos e o umbandista em geral carecia de compreensão teórica para suas práticas e fundamentos. Há sim uma literatura de umbanda que teve inicio em 1933 com a primeira publicação de Leal de Souza e que se multiplicou desde a década de 1950, ainda assim, em sua maioria, ou usavam (os autores umbandistas) uma linguagem muito popular, carecendo de fundamentos e base racional, ou abusavam de pseudo-erudição ocultista-esotérica para explicar confundindo e confundir explicando. Copiando o hermetismo europeu com seus dogmas e tabus explicados à razão de fundamentos Atlantes, Lemurianos, Sânscritos, Egípcios e outros. Tão distantes da Umbanda quanto a distancia temporal e geográfica de suas pseudo-origens e mitos fundantes de religiões primordiais e verdades absolutas.
Existem muitas Faculdades de Teologia, assim como há Faculdades de Filosofia, Sociologia, Antropologia, História, Matemática... E assim como há faculdades para estas disciplinas também há cursos livres, sem a pretensão acadêmica de graduação, mas com o unico objetivo de ensinar a quem queira aprender independente de sua formação. São muito comuns os cursos de teologia ministrados em Igrejas e Templos Católicos, Luteranos, Evangélicos, Pentecostes e Neo-pentecostais. Estes cursos se destinam a religiosos que querem simplesmente aprender mais e conhecer os fundamentos de sua religião.
Da mesma forma é com a Umbanda, se Rubens Saraceni idealizou o primeiro curso de “Teologia de Umbanda” hoje surgiram muitos outros cursos de Umbanda, que levam nomes variados como Curso de Doutrina Umbandista, Curso de Iniciação Umbandista, Curso Básico Umbandista, Curso de Introdução á Umbanda ou simplesmente Curso de Umbanda. Multiplicam-se os Cursos dentro e fora dos terreiros com o unico objetivo de organizar o conhecimento e passar informação adiante. É fato que a obra de Rubens Saraceni colaborou e muito como inspiração para o surgimento de novos cursos e também de uma nova literatura umbandista, que vem ganhando o coração dos adeptos.

Ato de Espelhar é diferente de imitar- Segundo Mãe Cristina Tormente.

New post on  Umbanda - Orixá Essência Divina - Templo de Umbanda Ogum 7 Ondas e Cabocla Jupira O ato de se espelhar, é diferente de...