sexta-feira, 18 de setembro de 2015


terça-feira, 15 de setembro de 2015

-O MAIS IMPORTANTE-José Salviano

25º DOMINGO TEMPO COMUM

20 de Setembro de 2015
Ano  B

Evangelho - Mc 9,30-37


Se alguém quiser ser o primeiro, que
seja aquele que serve a todos!

PRIMEIRA LEITURA
         O justo incomoda os incrédulos, os quais por meio de caçoadas, procuram fazer com que o justo desista de ser justo, e viva como eles. Na verdade, o injusto precisa se mostrar forte para que todos não percebam a sua infelicidade, o seu vazio interior. E isso acontece pelo fato dele ter escolhido viver com seus próprios recursos ignorando o amor de Deus e sua proteção.
SALMO
É o Senhor quem sustenta a minha vida.  É Ele quem me dá forças e me protege do egoísmo dos maus e dos perversos. Mas para isso preciso andar em seus caminhos e suplicar diariamente a toda hora o seu perdão, a sua proteção. Quero sempre bendizer ao Senhor da glória, e seu santo nome, poder e bondade infinita, eu que quero anunciar ao mundo enquanto estiver lúcido. Amém. 

SEGUNDA LEITURA

         Como podemos transmitir a paz de Cristo se dentro de nós há inveja, e discriminações? Como podemos falar do segundo mandamento: Amar uns aos outros, se não estamos sendo fraternos, se não acolhemos os fracos, os desclassificados? Como podemos dizer: O Senhor está no meio de nós, se não admitimos, AQUELES QUE NÃO SÃO DO NOSSO NÍVEL  NO NOSSO MEIO?
         A sabedoria que nos vem do ALTO precisa ser refletida por nós aos nossos irmãos. E para que essa sabedoria passe pela nossa pessoa, precisamos estar puros, ser humildes, e acima de tudo pacíficos.  "Eu vos dou a minha paz, eu vos deixo a minha paz".  
         POR QUE EXISTEM AS GUERRAS?  As brigas, as discussões, e demais atritos e crimes entre nós? É porque na luta pela sobrevivência, somos escravos da idolatria do poder, do conforto, do prazer, e tudo isso gera todo tipo de competição e mesmo que ganhamos a disputa pelo "OSSO" que mais cobiçamos, continuamos no vazio, pois O MUITO SEM DEUS É POUCO. Enquanto isso, os humildes que se contentam com o pouco que podem conseguir, são muito mais felizes, pois O POUCO COM DEUS É MUITO!...
         E quando estamos entorpecidos, dominados pela ganância de querer sempre mais, de vencer o outro custe o que custar, de ser o maior, não adianta nem rezar, pois no nosso pensamento dominante não paira a humildade, e para que a oração seja válida, precisamos nos reconhecer pecadores, imperfeitos, e humildemente admitir que somos carentes do poder de Deus Pai, pois somente Ele nos basta.
         Para que a nossa oração seja atendida, precisamos abandonar a arrogância, a mania de grandeza, e lembrarmos que não passamos de um esqueleto coberto de carne, osso, cartilagens, pele, e muito lixo, que são as fezes dentro de nós...
         Caríssimos. A nossa conversão só vai acontecer quando pararmos de idolatrar coisas e até pessoas, e voltarmos para o Pai com humildade e submissão, aquele que é o nosso único sumo bem. É claro que precisamos das coisas. Do carro, da casa, da roupa etc. Mas o que não precisamos é idolatrar tudo isso, ao ponto de pensar que viveremos aqui para sempre, e que Deus existe para satisfazer aos nossos planos egoístas. Estaremos em processo de conversão diária, quando abandonarmos o orgulho, a competição, a inveja, a fofoca, a discriminação, e procurarmos amar uns aos outros como Jesus nos amou.   
         Só seremos reconhecidos como verdadeiros catequistas, como semeadores da paz e da justiça,  como aqueles que foram escolhidos para levar ao mundo o amor de Deus, PELOS NOSSOS FRUTOS:  De paz entre nós, de fraternidade, de ACEITAÇÃO DO OUTRO...
         E esse nosso modo de ser, esse nosso modo de agir, já é a primeira parte da evangelização.  POIS TODOS OUVEM A NOSSA CATEQUESE, COM UMA PERGUNTA NA MENTE: SERÁ QUE ELE, OU ELA VIVE TUDO ISSO QUE ESTÁ DIZENDO A NÓS?

EVANGELHO

       

         QUAL DE NÓS É O MAIS IMPORTANTE? Meus irmãos. A competição entre nós começa desde cedo! Começa desde que somos pequenos.  E o pior. Começa entre os próprios irmãos. (Leia a história de José vendido no Egito).
         A irmã mais  bonita, o irmão mais inteligente, aquele que teve oportunidade e vontade de estudar mais, esses são invejados pelos demais irmãos. E são até de certa forma perseguidos, ironizados, mentiras são inventadas contra eles, chacotas, piadas, e por fim, ofensas são lançadas, só para compensar a diferença. 
         Lembro-me de dois irmãos, meus vizinhos. O maior teve paralisia infantil e uma de suas pernas era atrofiadas, fazendo-o caminhar mancando. Era um garoto inteligente, porém revoltado, e manifestava sua ira contra o seu estado físico, com ironia. Muita ironia. Vivia contando piadas do português, fazia chacota de todos, arrumava sempre um jeito de botar defeito nas pessoas com as quais convivia. O seu irmão menor, era um garoto normal. Mesmo assim, ele deu um jeito de fabricar um defeito para o seu irmão, para compensar a sua perna defeituosa. Ele inventou que o seu irmão tinha orelhas grandes. Tão grandes como as orelhas de um elefante, que abanavam espantando os mosquitos ou para se refrescar do calor. Assim, ele chamava ser irmão menor de abana, ou abano. Seu irmãozinho no início gritava, chorava, olhava no espelho para conferir se suas orelhas eram grandes mesmo...
Os pais conversaram com o irmão menor. Explicaram para ele que suas orelhas não tinham nada de errado, e também explicou o verdadeiro motivo da atitude do seu irmão mais velho para com ele. A partir deste dia, o irmão menor passou a não se importar mais com as críticas infundadas do seu irmão deficiente.  
         Jesus não vinha junto com os discípulos, pois os mesmos ficaram um pouco para trás, para poder conversar sem que fossem ouvidos. E então eles discutiam sobre a importância de cada um. Ou seja, cada um deles, se julgava o mais poderoso do grupo. Ao se aproximar de Jesus, aquele que vê tudo, eles foram interrogados pelo Mestre, sobre o que eles estavam conversando pelo caminho. Os discípulos com grande vergonha, ficaram sem palavras. Sem saber o que falar, se calaram diante do Filho de Deus. Pois se lembraram que Jesus tinha todo o poder no Céu e na Terra, e portanto já devia ter percebido tudo.
         Meus amigos. Assim também somos nós. Na empresa, na sociedade, na família, na festa, na reunião, na catequese, onde quer que estejamos, a nossa preocupação é sempre uma. De ser a mais importante, o mais importante de todos ali.  Através de posturas, de cabeça levantada, com aquele olhar de cima para baixo, alguns de nós se empenha em dar a melhor impressão, a melhor aparência de si mesmo diante dos demais. 
         Quantas vezes o humilde é criticado, é chamado atenção pelos demais. O humilde é repreendido e chamado de INGÊNUO!...
         Minhas irmãs, meus irmãos. Jesus hoje está nos dizendo que se quisermos ser o mais importante, se quisermos ser os primeiros diante de todos, temos de sermos os últimos, os mais humildes, os mais inocentes como uma criança.  Para ser o mais importante diante do Reino dos Céus, temos de ser aquele que serve a todos, aquele que não tem o nariz empinado, e que não olha o irmão de cima para baixo com desprezo, e com um ar  de quem é melhor e mais importante do que ele.
         Você foi promovido? Foi colocado em uma posição de destaque diante dos demais, seja na empresa, na sociedade, seja na Igreja?  Então MUITO CUIDADO! Não se prevaleça da sua posição social para humilhar os outros, principalmente aquele, ou aquela sua velha rival!... NÃO SE ESQUEÇA DAS PALAVRAS DE JESUS NO EVANGELHO DE HOJE!
         Conheci um líder sindical que se candidatou a presidente do sindicato. E durante a campanha eleitoral, ele, que não era lá muito humilde, se esforçou bastante em se mostrar o contrário.  Fazia visitas às fábricas, nas favelas, discursos na porta de supermercados, e ao terminar, cumprimentava os trabalhadores um a um, mas não convencia muito, pois a  sua cara de NÃO MUITO HUMILDE, era algo notável, difícil de simular! Conclusão, ele perdeu a eleição!
         Que o Senhor nos lembre sempre. De que quem: Quer ser o primeiro, o mais notável, procure ser o último de todos...
Vá e faça o mesmo.   Bom domingo.  

José Salviano.

Nenhum comentário:

Os Guias Reencarnam?