sexta-feira, 16 de junho de 2017

Quer saber quem é a linha dos Baianos na Umbanda?



                                          Baianos na Umbanda 


Por Alexandre Cumino

A Linha dos Baianos já existe há algum tempo na Umbanda, as duas primeiras linhas que se apresentaram na Umbanda foram as linhas de Caboclo e Preto Velho, seguidas de Criança e Exu, tão marcantes que muitos até hoje trabalham apenas com estas linhas de trabalho em suas casas.  

Na década de 50 e 60 foi muito atuante na Umbanda a linha do Oriente, e dentro desta linha encontramos espíritos de Hindus, Chineses, Japoneses, Persas, Marroquinos e até Maias, Astecas e outros. 

Com o tempo esta linha foi se tornando menos presente nos terreiros. 

Muitas entidades desta linha formaram Linhas de Caboclos, como a Linha dos Caboclos do Fogo formada em sua maioria por antigos Magos Persas. 

Com o tempo foram aparecendo outras Linhas que ficaram conhecidas como Linhas Auxiliares, assim foi com a Linha dos Baianos, Marinheiros e Boiadeiros, ainda muito atuantes nos terreiros. 

Não podemos deixar de citar a Linha dos Ciganos que surgiu a partir da década de 70, e em muitas casas se manifesta dentro da Linha do Oriente, já que é um povo que tem ali sua origem. 

Algumas Linhas de Trabalho ainda vêm surgindo e só o tempo nos mostrará se irão permanecer na Seara Umbandista, como a linha dos Malandros mais presente no Rio de Janeiro, que traduzem a boa malandragem do morro personificada por Zé Pelintra. 

O mesmo Zé Pelintra que é mestre do Catimbó e da Mesa de Jurema no Nordeste, e que na Umbanda também se manifesta na linha de Exus e Baianos, quando não vem como Linha dos Mestres da Jurema, aqui em São Paulo, já ouvimos falar em Linha dos Portugueses,  Linha dos Caiçaras, Linha dos Mineiros, Linha dos Mendigos e etc... 

Mesmo na Linha dos Baianos vemos presentes os Cangaceiros como Lampião, Maria Bonita, Corisco, Zé da Faca e outros. 

Em algumas casas a linha de Cangaceiros vem como uma linha independente.

Os Baianos são alegres, descontraídos e muito bons doutrinadores, também  são muito atuantes na quebra de demandas sendo inclusive muito conhecida a chamada “virada de Baianos” que acontece quando os Baianos “viram” na Esquerda. 

O que não quer dizer que neste momento dão uma atenção especial aos trabalhos de Esquerda fazendo nesta “virada” uma quebra das energias negativas que chegam pela “esquerda” do médium e da tenda onde trabalha. 

Atuam sob a irradiação de Iansã, embora existam Baianos de todos os Orixás. Usam velas amarelas, chegam saudando a Bahia, são muito devotos de Nosso Senhor do Bonfim, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora dos Navegantes e Padre Cícero. 

Aceitam oferendas na natureza ao lado de um coqueiro ou outro local especificado, bebem batida de côco, água de côco e comidas típicas da Bahia. 

São eles Zé Baiano, Severino, Zé do Côco, Zé Pelintra, João do Côco, Simão, Pedro da Bahia, Maria Quitéria, Maria do Rosário e outros...  

Pedimos aos Baianos que nos ajudem a lidar com as adversidades, que nos tragam alegria no nosso viver e que levem para longe o mal de nossas vidas
Postar um comentário

O que é o Congá e sua finalidade?

New post on  Umbanda 24 Horas As funções do Congá by  Editor • atrator: atrai os pensamentos que estão à sua volta num amplo m...